Pedro S. Novaes Profile picture
Falo de Investimentos, Finanças e Tech • @FGV_EAESP & @unibocconi Alum • CNPI & CEA • Equity Research na @komatu_gestora

Jan 13, 23 tweets

Essa mulher das imagens é Elizabeth Holmes.

Ela fraudou informações para enganar investidores e fez sua startup de análise de sangue chegar ao valor de $10 Bilhões de dólares!

Mas como ela fez isso?

Como sua empresa, a Theranos, enganou tanta gente?

Segue o fio🧵

1/ Antes de começar, gostaria de mencionar que essa Thread é uma adaptação e atualização de uma já feita pelo @TrungTPhan.

Se você ainda não segue, vale demais o follow.

Mas vamos lá👇

2/ Elizabeth largou a faculdade de Stanford aos 19 anos e fundou a Theranos em 2003.

Um dos mitos fundadores da empresa era de que ela tinha 'trauma e medo' de agulhas e sangue.

Então... a ideia era criar um sistema que faça todos os testes médicos em uma única gota de sangue.

3/ Se você já tirou sangue alguma vez, com certeza sabe qual método de exame de sangue ela tentou mudar.

No modelo tradicional, uma quantia bem maior do sangue total (com plasma, plaquetas...) é retirado das veias e em seguida enviado para um laboratório para testagem.

4/ Um detalhe importante: nem todo tipo de teste é o mesmo.

Alguns usam o sangue total:
🔴 Ex: medição de todas as 'partes' do sangue (glóbulos brancos/verm., hemoglobina)

Alguns separam soro/plasma com uma centrífuga:
🔴 EX: medição de proteínas ou diagnóstico de doenças.

5/ Outros tipos de análise ainda envolvem:

⬜️Uso de raios de luz
⬜️Temperatura controlada
⬜️Reagentes específicos

Eles são bem sofisticados e ocupam um espaço enorme.

Olha só o tamanho da área técnica do Grupo Fleury em São Paulo (e uma vista de dentro):

6/ Os problemas que Elizabeth queria resolver eram:

1⃣ O processo tradicional dói, exige muito sangue e precisa de um profissional para coletar a amostra (+caro).
2⃣ Os resultados demoram pois vão para análise em um laboratorio.

A Theranos era + rápida, + fácil e + acessível.

7/ A empresa oferecia +200 opções de exames (teste de anticorpos, de antígenos, de HIV, de Diabetes...) em uma máquina pouco maior que uma impressora.

A máquina batizada de 'Edison' podia fazer todos os testes com apenas 1 nano-armazenador.

8/ Em 2013, a Theranos fez uma parceria com a rede de farmácias Walgreens para oferecer +200 testes no Arizona.

Nessa época, Elizabeth Holmes já alcançava relevânica nacional.

Obama chegou inclusive a nomeá-la embaixadora presidencial de empreendedorismo dos Estados Unidos.

9/ Além de aparecer na capa de revistas como Forbes, Fortune..., ela se aproximou bastante do governo democrata e era figurinha carimbada em eventos de empreendedorismo.

Inclusive, Bill e Hillary Clinton foram investidores da Theranos.

10/ Porém...

Sabe todas aquelas variáveis dos teste sanguínios (sangue total, centrifuga, luzes, temperatura e reagentes)?

Elizabeth disse que colocaria tudo isso em sua máquina (apenas um pouco maior que uma impressora).

11/ Como se não bastasse esse problema, furar o dedo para pegar uma pequena amostra de sangue tem seus problemas:

🔴 Sangue de um furo na pele é facilmente contaminável (vs. direto da veia no método comum)
🔴 Pequenas quantidades apresentam grande variabilidade entre amostras

12/ O ambiente de trabalho na Theranos também era péssimo:
⬜️Pessoas destreinadas
⬜️Ambiente sujo
⬜️Procedimentos de testes errados
⬜️Falta de equipamentos (aventais, óculos)
⬜️Instações sem filtro de ar

Não á toa, o governo revogou várias licenças de operações da Theranos.

13/ E não era só isso, Elizabeth demitia quem questionava o negócio e tinha um comportamento extremamente agressivo com isso.

"se alguém aqui acredita que não está trabalhando na melhor coisa já feita pelo homem, ou você está sendo cínico ou você deveria ir embora" 👇

14/ Não a toa, a Theranos não conseguiu atrair nenhum investidor grande da área da saúde.

Eles alcançaram seu valuation de US$9bi e depois US$10bi com aportes de estadistas na época da Guerra Fria.

Como os ex-secretários do governo americano George Shultz e Henry Kissinger.

15/ Elizabeth mentia para investidores e parceiros
sobre a verdadeira capacidade da Theranos.

Já os empregados foram silenciados graças a cláusulas de confidencialidade nos contratos.

Ela até incluiu logotipos da Pfizer (sem a autorização) em relatórios de produtos da empresa.

16/ Mas a coisa parecia funcionar: na parceira com o Wallgreens, a Theranos vendeu +7mi exames de sangue para +150k pacientes.

Porém, a máquina só foi capaz de fazer 12 dos +200 testes e eles tiveram que usar uma máquina da Siemens para todo o resto.

16/ Não muito tempo depois, as suspeitas de fraude começaram a aparecer.

Em 2015, um professor medicina de Stanford chamado John Ioannidis, fez a primeira crítica formal e pública a Theranos:

“A inovação biomédica está acontecendo fora da literatura revisada por pares?”

17/ Em outubro do mesmo ano, o The Wall Street Journal publicou uma notícia denunciado os problemas da Theranos.

Em detalhes, eles escancararam os problemas da empresa em oferecer todos os testes de maneira confiável.

Desde então, a derrocada foi inevitável para Elizabeth.

18/ O nível de mentira era tanto, que no dia da divulgação da matéria, Elizabeth veio em rede nacional na CNBC e disse:

"primeiro eles te acham maluca, depois eles te atacam, e então você muda o mundo"

19/ Esse ano, Elizabeth foi julgada e condenada por fraude.

Ela pode cumprir até 20 anos de prisão e terá que pagar multa de US$500mil.

Porém, até hoje, ninguém sabe quantos diagnósticos errados foram feitos nem quantas vidas foram prejudicadas.

20/ FIM DA THREAD 🧵

Se curtiu, por favor dê um RT.

Além disso, posto Threads como essa toda semana, se quiser ver mais não se esqueça do follow!

Muito obrigado e até a próxima!

22/ Fontes:

Artigo do professor de Stanford: jamanetwork.com/journals/jama/…

WSJ: wsj.com/articles/thera…

Documentário completo no YouTube:

Share this Scrolly Tale with your friends.

A Scrolly Tale is a new way to read Twitter threads with a more visually immersive experience.
Discover more beautiful Scrolly Tales like this.

Keep scrolling