Outra justificativa para um antipetismo-do-bem q apareceu muito foi a da traição. PT teria traído seus ideais originais, o antipetista teria sido vítima de estelionato, motivo justo para a pessoa então preferir qualquer coisa a "compactuar" com o PT. Bora falar de traição então.
A história da Nova República provavelmente é marcada com a traição original do Movimento Democrático Brasileiro, símbolo da resistência à ditadura dentro da institucionalidade, transformado do dia pra noite no partido do Sarney e seus foragidos do PDS, o partido da ditadura.
O PDS (antiga Arena) ia lançar Paulo Maluf e um grupo de dissidentes formou a Frente Liberal (depois PFL) e se aliou ao MDB de Ulysses e Tancredo. A chapa Tancredo Neves / José Sarney era uma chapa que deveria representar uma grande aliança pela democratização.
O Sarney entrou pro MDB por motivos pragmáticos, salvo engano porque a lei eleitoral demandava. Junto com ele foi uma multidão de foragidos do PDS, entre eles, cumpre lembrar, o grupo q depois viemos a conhecer como Centrão e os jovens talentos Fernando Collor e Ciro Gomes.
Pra quem acreditava no MDB como uma brecha institucional importante na luta pela democratização deve ter sido triste ver a transformação do partido. Alguns dos descontentes com o rumo do MDB fundaram em 1988 o Partido da Social Democracia Brasileira.
Era um partido de lideranças intelectualizadas com histórico de luta contra a ditadura, como FHC, Zé Serra e Mario Covas, e mais alguns deputados do MDB descontentes com os rumos do partido.

Agora imagine-se no lugar de quem acreditou no papo de MDB-limpinho do PSDB.
Em 1994 eles já estavam de braços dados com o Marco Maciel, um entusiasta do Collor que liderava o mesmo PFL que eles rejeitavam. Até anteontem PSDB ainda era o partido do Coronel Telhada em SP e hoje a liderança do partido no Ceará usa o slogan "bota moral, general".
O Partido Democrático Trabalhista, foi durante um tempo o único símbolo do trabalhismo getulista e sindical que havia sofrido o golpe em 1964. Brizola na TV era um testemunho da história do Brasil, era o cara que durante a ditadura tava articulando com o Guevara.
Bem rápido o PDT virou um balaio de gatos, refúgio pra políticos q não tinham pra onde ir. No Paraná era do Álvaro Dias, no DF do Cristovam Buarque, no Tocantins é da Kátia Abreu. No Rio era do Garotinho (o.O), em BH foi do Sérgio Miranda (<3). Nacionalmente é do Ciro desde 2015.
A REDE nem chegou a ganhar nada em lugar nenhum, pra de fato ter que lidar com as contradições reais do Estado, e já passaram por aqui umas 4 cartas-denúncia de fundadores descontentes com a centralização e os rumos do partido.
O Bonoro, gente, é difícil até de comentar. A única constante dele é a grosseria no trato e a defesa pública da ditadura militar, no resto ele muda de acordo com o vento. Até anteontem o vento era Paulo Guedes e General Mourão, agora parece que já mudou.
Não me entendam mal: na minha humilde opinião, como instrumento de luta do povo o Partido dos Trabalhadores está morto e é melhor enterrar antes que comece a feder.

Não é disso que estou falando.
É que quando a gente lembra da história do Brasil fica difícil entender porque essa coerência e esse rigor com os ideais originais só são cobrados do Partido dos Trabalhadores.
Quando a pessoa que se diz traída, vamos chamar de petriste, decide dar seu voto ao PSTU, PSoL, PCB e cia ltda, ou ainda quando se abstém nas eleições e se dedica a movimentos sociais, consigo entender de que tipo de traição ela fala, a coerência é visível. Inclusive, amo/sou.
Mas quando o petriste afirma que o motivo do seu antipetismo é a traição do PT a sua promessa original, mas daí vai lá e vota 15, o que pensar? A pessoa que denuncia estelionato eleitoral de 2014 mas vai lá e coloca um 45 no peito estava onde na desvalorização do Real em 1999?
Nesses casos fica difícil de acreditar que o problema da pessoa petriste é realmente rigor com a coerência aos ideais originais do partido. Fica parecendo uma forma fácil de se esquivar de perguntas difíceis. Um uso estratégico do ressentimento baseado em falsificação histórica.
Quando vejo lideranças usando falsificação histórica e ressentimento para agregar eu desconfio sempre que há algo de indizível por trás. Ressentimento não é bom conselheiro em política.

[/brizolada]
Missing some Tweet in this thread?
You can try to force a refresh.

Like this thread? Get email updates or save it to PDF!

Subscribe to coalacroata coalacroata coalacroata coalacroata
Profile picture

Get real-time email alerts when new unrolls are available from this author!

This content may be removed anytime!

Twitter may remove this content at anytime, convert it as a PDF, save and print for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video

1) Follow Thread Reader App on Twitter so you can easily mention us!

2) Go to a Twitter thread (series of Tweets by the same owner) and mention us with a keyword "unroll" @threadreaderapp unroll

You can practice here first or read more on our help page!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member and get exclusive features!

Premium member ($30.00/year)

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!