, 358 tweets, 74 min read Read on Twitter
O caminho para a Ultimato: uma thread infinita!
Prólogo

Ele é ‘O Cara’.

Ele viu nascer uma nova era de heróis e entendeu essas maravilhas como ninguém. Mas ele sabia que sozinho não seria capaz de contar suas lendas, suas histórias. Ele juntou os melhores e disse: “celebrai o heroísmo”.

Excelsior!
Capitão América - O Primeiro Vingador

“Whatever happens tomorrow you must promise me one thing. That you will stay who you are. Not a perfect soldier, but a good man.”

Tudo começou com um jovem nascido no Brooklin chamado Steve Grant Rogers. Steve Rogers não era um saudável.
Sua infância foi marcada pela morte do pai na Primeira Guerra Mundial. Magro, asmático, sempre doente, ele era o alvo preferido dos valentões da vizinhança. Ele apanhava, mas resistia, ele era humilhado, mas sempre se levantava, ele sempre perdia, mas nunca desistia de lutar.
Rogers tinha um amigo chamado James Buchanan Barnes. Essa amizade de infância era marcada pelo respeito, admiração e camaradagem.

A ascensão de Adolf Hitler ao poder e a eclosão da Segunda Guerra Mundial marcaria a vida dos dois amigos para sempre.
Steve enxergava a monstruosidade da máquina de guerra nazista, mais ainda, ele entendia o sacrifício necessário para derrotar esse Mal. E ele não podia se esquivar de combater esse Mal, afinal, enfrentar valentões era sua sina, seu destino.
Mas seu corpo traia seu espírito. A cada nova tentativa de se alistar, ele era piedosamente dispensado. Mas sua determinação chama a atenção de um cientista exilado, que fugira dos horrores indizíveis da alemanha nazista.

Abraham Erskine era mais do que um homem de ciência,..
...era um homem de fé. Ele tinha fé no espírito humano contido no coração daquele ‘pequeno homem’ diante dele. Ele enxergou o herói naquele corpo franzino e doente.
Ele foi escolhido para participar do projeto ‘Renascimento’, não sem antes passar pelo olhar crítico (e admirado) da agente Margaret Elizabeth "Peggy" Carter , agente da S.S.R, responsável por salvar Erskine das mãos dos nazistas.
Juntamente com Erskine, Howard Stark era peça importante no desenvolvimento do ‘soro do super soldado’.

Após seu treinamento militar, onde provou seu valor de forma única, Rogers foi selecionado para ser o primeiro super soldado da América.
Sua missão primeira será….angariar fundos para as tropas americanas! Apenas depois de descobrir que seu amigo de infância está preso atrás das linhas inimigas é que Rogers irá assumir seu verdadeiro protagonismo. E irá descobrir que há um inimigos maiores do que os nazistas.
Eis os elementos essenciais da trama do primeiro filme (cronologicamente) do Universo Cinemático Marvel (MCU), ‘Capitão América: O Primeiro Vingador’.

Com direção de Joe Johnston, o filme é verdadeira homenagem aos quadrinhos e ao espírito de uma época.
Seu visual nostálgico lembra ‘pequenos grandes’ filmes de super-heróis, de ‘Indiana Jones’ de Spielgberg a ‘SuperHomem’ do Richard Donner, e óbvio, a referência maior é ‘Rocketeer’, do próprio Johnston. Mas a nostalgia vai além do visual: o próprio heroísmo dos personagens...
...o cristalino conflito entre o Bem e o Mal, e a construção emocional dos personagens não deixa dúvidas que estamos diante de um aventura heróica, onde mais do que força bruta, será necessário coragem, magnanimidade e sacrifício para se derrotar a escuridão.
O Steve Rogers de Chris Evans é um herói que nasce para servir a uma causa maior, mas não uma causa ideológica qualquer, seu patriotismo está enraizado na amizade e camaradagem, no respeito a tradições e na fé a um principio: o da Liberdade.
Pontos fortes: o visual do filme, inspirado claramente em filmes clássicos, mas também e especialmente nos quadrinhos de Jack Kirby, John Byrne e Alex Ross.

Citação: ‘Eu posso fazer isso o dia todo!’
Ligação com o Ultimato: Aqui aparece pela *primeira vez* o Tesseract, o cubo de contenção da Jóia do Espaço, uma das Jóias do Infinito.
p.s. Rogers usa ao menos quatro 'escudos' durante o filme:
Rumo ao Ultimato, pt 2

War is a universal language. I know a renegade soldier when I see one. It never occurred to me that one might come from above.
É preciso ter duas coisas em mente ao assistirmos Captiã Marvel:

A primeira é que estamos diante de um filme que é não o fim de uma saga, mas o começo de outra. Ao mesmo tempo que pertence a uma linha de tempo que faz parte da Saga Infinita,...
...Capitã Marvel também é o primeiro capítulo de futuras sagas (que podemos apenas especular quais são).

A segunda, e mais importante, toda a estrutura do filme é construída em paralelo ao Capitão América, O Primeiro Vingador, buscando enfatizar semelhanças e marcar diferenças.
Há uma guerra acontecendo na galáxia. Mas não é mera guerra de soldados, mas uma de extermínio. O Império Kree foi fundado por uma raça alienígena do planeta Hala. Em sua expansão nã há apenas a busca por território, mas também, por pureza. Os Krees consideram-se a raça superior
É pelo Império Kree que Vers luta.

Quando nos deparamos pela primeira vez com Vers, nada sabemos de seu passado ou origens. Mas sabemos que ela luta ao lado da Starforce, uma equipe de ‘nobres guerreiros’ Kree liderados por Yon-Rogg, que é também o mentor de Vers.
Em missão no planeta Torfa para resgatar um dos seus operativos, a equipe Starforce se depara com um grupo de Skrulls. Na batalha que se segue, Vers é capturada por Talos, o líder dos Skrulls.
Enquanto seu subconsciente é explorado pelos Skrulls, Vers tem visões de uma outra vida, de uma outra pessoa. É seu primeiro passo para entender quem - e o que - ela é.
Após conseguir escapar das mãos dos Skrulls, ela termina pousando no planeta C-53, ou a Terra, para nós, terraplanistas, ops terráqueos ! Por aqui ela será recepcionada por um jovem, mas não tão jovem assim, Nick ‘Joseph’ Fury, agente da SHIELD (antiga SSR)...
...e que tem a missão de proteger nosso planeta de ameaças conhecidas e desconhecidas, deste ou de outros universos.

Ao lado de Fury, Vers irá se deparar não apenas com seus inimigos Skrulls, mas também com seu próprio passado.
O filme é, antes de tudo, uma jornada de auto-descoberta.

E ao descobrir mais sobre si mesma, e sobre afinal quem é Carol Denvers, ela irá reencontrar sua família, descobrir novos amigos, um bichinho de estimação, e um novo sentido para sua luta.
Os paralelos da jornada de Denvers com o de Rogers são claros, evidentes - ambos carregam a chama do heroísmo antes mesmo de adquirirem seus 'poderes', e ambos desafiam os valentões em suas vidas antes de enfrentaram inimigos mortais.
Isso é importante notar, pois é um dos cernes mesmo da Marvel, que tem em seus personagens algo com uma "humanidade heróica" que é, antes de tudo, cheia de falhas.
Mas há diferenças: Carol Denvers não é exatamente uma garota comportada. Ela se juntou à Força Aérea motivada por um desejo de se provar melhor, mais inteligente e mais rápida. Seu temperamento beira a arrogância, mas essa é sua “arma interior” contra os valentões.
Como bem dito por uma das principais roteiristas da personagem, quando o Capitão América cai, ele se levanta porque é a coisa certa a fazer; A Capitão Marvel se levanta porque ela está pensando “f***-se” para a pessoa que bateu nela.
E seria muito supimpa se em Ultimato descobríssemos que Steve Rogers/Capitão América, foi uma influência para Carol.
Toda essa trama é montada pelos diretores Anna Boden e Ryan Fleck, que aproveitam a ambientação anos 90 do filme, brincando com nossas expectativas o tempo todo.
Pontos fortes: A dinâmica entre a Capitã Marvel e Nick Fury. A gata Goose. A trilha sonora! E uma brincadeira com Pulp Fiction.

Citação: ‘Eu não tenho que provar nada pra você !’
Ligação com o Ultimato: O Tesseract tem importância imensa no desenrolar da trama, mas o principal mesmo é que entre os vilões do filme, temos Ronan, o Acusador. Pra quem não lembra, ele é um dos lacaios do Thanos.
E ele testemunha o surgimento da Capitã Marvel e promete voltar e usar ela como uma arma. Portanto, será que em algum momento ele falou com Thanos sobre ela? Será que o genocida das galáxias sabe da existência da Capitã?
p.s. Carol Danvers tem muito de algumas heroínas do cinema!
p.s. 2 acho que é pra ficar com um pé atrás com esse papo do Kevin Faige sobre a Capitã Marvel, de como ela é personagem mais poderosa do MCU e coisa tal, levando o povo a acreditar que ela vai dar um cacete no Thanos fácil. Tou achando que é pra desinformar. Tem mutreta aí
Breve Interlúdio da Thread Infinita

Steve Rogers dedicated his mind, his body, his life to the SSR and to this country, not to your bank account. I made the same pledge, but I'm not as good as Steve was.
Agente Carter

Apesar de não fazer parte do MCU, e não gozar do status de outras séries da Marvel, a série da Agente Carter apresenta diversos insights sobre os acontecimentos e os personagens envolvidos na “Saga Infinita”.
Cronologicamente a série começa logo após os eventos do Capitão América: Primeiro Vingador, e conta as aventuras de Peggy Carter na SSR (Strategic Scientific Reserve), futura SHIELD, e a luta da agente e seus colegas contra os inimigos da Democracia e da Liberdade.
Um dos aspectos mais interessantes da série é o modo como trata a questão do heroísmo. Estamos em um ambiente onde nenhum dos principais personagens possui superpoderes e o que diferencia estas mulheres e homens, são sua integridade e coragem individuais.
Aqui, ao ousar agir, um personagem tem apenas suas habilidades físicas e intelectuais a seu favor, nada de supersoro ou poderes gama, nada de aranhas radioativas a conferir "grandes poderes e grandes responsabilidades".
Portanto, o heroísmo aqui não é uma questão de “poderes”, mas de decisões morais que todos, em maior ou menor grau em nossas vidas, podemos tomar. Como dizem por aí: no universo Marvel, todos podem ser heróis! Temos representada aqui, a essência mesma do heroísmo:
a integridade moral de seus personagens e as escolhas para se fazer o bem. Todas estas questões ecoam fortemente nos filmes do MCU.
E se Peggy Carter é o centro das atenções, temos que destacar a presença de Edwin Jarvis como seu ‘sidekick’. Se o nome soa familiar, não é acaso, visto que é Jarvis o mordomo de ninguém mais, ninguém menos que..
Howard Stark, fundador das Empresas Stark e pai de Anthony Stark, ou o Tony Stark, ou ainda, o Homem de Ferro.
Então temos na série ligações importantíssimas com o MCEU :

Peggy Carter, personagem central na vida do Capitão América, verdadeiro norte moral para o herói.
Edwin Jarvis, aqui um mordomo aventureiro, mas que será a ‘base existencial’ do computador que comanda a casa de Tony Stark, que depois irá evoluir e se tornar o Visão !

E Howard Stark, simplesmente o pai de Tony Stark.
Ponto forte:

Personagens, tramas, visual, trilha sonora. Uma jóia engavetada da Marvel que merece sair da geladeira!
Citação:

“É tão difícil conseguir respostas diretas das pessoas hoje em dia. O que aconteceu com uma boa xícara de chá e um interrogatório civilizado?”

Ligação com o Ultimato:

Ao menos duas de extrema importância, Peggy Carter e Edwin Jarvis.
Rumo ao Ultimato, pt 3

O Primeiro Grande Herói

I never got to say goodbye to my father.
Tony Stark. Homem de Ferro. Heavy Metal!

Quando os primeiros riffs de Back in Black explodiram nos sistemas de som dos cinemas do mundo em 2008, poucos poderiam imaginar que ali se iniciava não apenas um filme, mas uma jornada que envolveria múltiplos personagens...
... e linhas narrativas, que expandiria o universo Marvel no cinema até o limite da imaginação, e mais de dez anos depois chega ao seu ápice com ‘Vingadores: Ultimato”.
Talvez naquele momento, nem mesmo Kevin Feige, o produtor todo poderoso dos filmes dos estúdios Marvel, imaginasse o tamanho do legado que estava a ser temperado em ferro e celulóide.
Howard Stark era a mente brilhante por trás das Indústrias Stark, um dos nomes envolvidos no ‘nascimento’ do Capitão América, e junto com Peggy Carter ajudou a criar a SHIELD. Isso já é mais que suficiente para lembrarmos que seu filho, Tony Stark,...
..tem uma sombra imensa a pairar sobre sua vida. A sombra das façanhas de seu pai.
A personalidade de Tony não é propriamente aquela adequada ou propensa a heroísmos. Suas preocupações mais urgentes são: desenvolver novas armas para o conglomerado militar americano e assim manter seus bilionários contratos com o governo, ter em mãos novas tecnologias capazes..
...de manter os EUA seguros (e as Indústrias Stark na vanguarda tecnológica), sair com modelos, atrizes e outras beldades do gênero feminino, ouvir rocknroll enquanto se diverte com novas invenções. Não necessariamente nessa ordem.
Tony está em visita a uma de seus ‘mercados’ favoritos: a guerra!

O cenário: um país no oriente médio onde os militares americanos foram perder suas botas ( nota: conflito este orquestrado pela HIDRA!)
Após a apresentação de mais um dispositivo militar de alta capacidade destrutiva, Tony Stark é sequestrado pelos inimigos da Democracia e da Liberdade. Ironia das ironias, todo o armamento usado por esta inimigos foram fabricados pelas Indústrias Stark.
Uma explosão fatal quase mata Tony, mas ele é salvo por um dispositivo em seu peito que evita que os estilhaços da bomba cheguem até seu coração.
É a partir desse dispositivo vital para sua sobrevivência, que Tony irá desenvolver a armadura do Homem de Ferro, e mais do que isso, desenvolver sua jornada pessoal para além dos seus egoísmo, arrogância e trauma.
É curioso notar como todos os inimigos de Tony Stark são frutos ou reflexos de seu ego, e estes inimigos, a cada novo filme, fazem dele um herói que enfrenta, antes de tudo, a si mesmo.
Obadiah Stane, Ivan Vanko, Aldrich Killian, Ultron, (e Capitão América/Soldado Invernal)- todos e cada um deles refletem os piores pecados de Stark: arrogância, violência, utopismo, imaginação totalitária (e a certeza de que se está certo em suas escolhas).
Em sua jornada, Tony irá caminhar à sombra de seu pai, irá enxergar o mundo com a mentalidade imprudente de um utopista tecnológico, e de um anárquico liberalismo econômico se tornará um burocrata cego às liberdades individuais.
Comparar os caminhos e escolhas de Tony com os de Steve Rogers se faz necessário. Rogers escolhe servir ao governo para assim servir a uma causa maior. Ele é o soldado perfeito que entende que apenas a liberdade de consciência é capaz de deter os totalitarismos.
Tony é um anárquico bilionário utópico que pensa o mundo ‘como ideia’, e a cada vez que a realidade o derrota, ele se entrega a sonhos utopistas ainda maiores. É o equilíbrio e o conflito entre estes dois heróis que gira todo o universo cinemático Marvel.
Após sua ‘estrada de Damasco’, Tony Stark escutou um chamado, um chamado que o levaria a descobrir um sentido para sua vida, e em busca desse sentido, ele tornou-se um herói, mas também, seu pior inimigo.
Ponto Forte: Com direção de Happy Hogan, ops, "Jon" Favreau, o primeiro filme do Homem de Ferro (e o primeiro filme oficial da ‘Saga Infinita’) é uma das adaptações mais impactantes de um personagem de quadrinhos para o cinema.
O modo como Robert Downey Jr. encarna a personalidade errática, ególatra e malandra de Tony Stark é daquelas magias da atuação que acontecem raramente no cinema, a produção visual do filme incorpora e reinventa os visuais clássicos dos quadrinhos, ...
e o modo como o roteiro encaixa personagens como Pepper Potts e Jarvis na trama é verdadeira lição de como inovar sem perder a classe.
Citação: “The truth is...I am Iron Man."

Ligação com o Ultimato: Nick Fury encontra Tony Stark pela primeira vez e solta a bomba: “"Você acha que é o único super-herói do mundo? Sr. Stark, você se tornou parte de um universo maior. Você só não sabe ainda."

Nem nós sabíamos!
p.s. e do nada você se toca que o Pete Becker é o Tony Stark! 🤯
Rumo ao Ultimato, pt 4

The beast in me
Is caged by frail and fragile bars
Restless by day
And by night rants and rages at the stars
God help the beast in me
Ao entrarmos na quarta etapa de nossa caminhada rumo ao Ultimato, acontecimentos começam a ficar sobrepostos, aventuras acontecem em momentos paralelos e personagens caminham lado a lado, mesmo que separados por um continente (ou uma galáxia)!
A história de Bruce Banner e seu alter ego, o Hulk, faz parte do consciente do público de tal forma, que os estúdios Marvel se deram ao luxo de não precisar fazer um clássico ‘filme de origem’ para apresentar esta nova versão do herói.
Mudando explicitamente motivações, fatos e cronologias, para assim encaixar a história de Banner dentro do universo MCU, ‘O Incrível Hulk’ de Louis Leterrier marcava novo passo e importante passo na construção deste universo.
Um dos motivos para a popularidade intrínseca do personagem é que poucos heróis carregam em si a ideia de que carregamos uma violência inerente dentro de nós.
Bruce Banner/Hulk é a versão da era atômica do Médico e o Monstro, o clássico vitoriano de Robert L. Stevenson, que apontava para os perigos prometéicos do cientificismo da época.
Bruce Banner é um cientista especialista em bioquímica, física nuclear e a boa e velha radiação gama. Trabalhando em uma tentativa de recriar o sucesso do projeto do Super Soldado - aquele mesmo que criou o Capitão América -
Banner é exposto acidentalmente a uma combinação de radiação gama e o resultado é o despertar de seu ‘monstro interior’.
Ao descobrir que o exército planeja usá-lo como uma ‘arma de destruição em massa’, Banner foge e passa a se esconder nos lugares mais distantes da terra...
ele foge das garras do tenente-general Thaddeus E. Ross(um militar com fortes tendências tão autoritárias, que um dia o levarão a se tornar um burocrata da ONU !).
Ao fugir, Banner deixa para trás a mulher da sua vida, a doutora Elizabeth Ross, que tem o azar de não apenas ser a namorada de Banner, mas também é filha do Ross! Não é à toa que ela vai ficar noiva de um nerd molenga depois.
Em suas viagens pelo mundo, Banner termina parando em um lugar tranquilo, pacifico e ideal para seu autocontrole: a favela da Rocinha, no Rio de Janeiro! Enquanto trabalha em uma fábrica de refrigerantes -...
... falando o pior português da história - esse imigrante ilegal tenta descobrir a cura para o seu mal com a ajuda de um tal Mr. Blue.
Mas como tudo que pode dar errado vai dar, Banner é localizado por Ross, que envia uma equipe formada por militares americanos, acompanhados de uma equipe do BOPE, e que contam com a participação de Emil Blonsky, um militar britânico com um peculiar gosto pela violência.
Em uma perseguição eletrizante, o Hulk desperta, dá um cacete na equipe do Ross e escapa. Tivesse lá contratado uns milicianos, Ross teria resolvido tudo em dois tempos.
Em busca de sua cura, Banner decide voltar para os Estados Unidos. Ele atravessa uma boa meia dúzia de países da América Central (onde tudo mundo parece disposto a ajudar um gringo peladão) e consegue entrar nos Estados Unidos...
... (pra sua felicidade o Trump ainda não tinha construído o seu querido muro! ** eu sei que ele não construiu nada ainda, mas não estraga a piada! )
Já na terra dos homens corajosos e livres, Banner se encontra com a dr. Betty Ross, descobre quem é o Mr. Blue, mas descobre também que não tem cura nenhuma pro seu estado, ainda tem que enfrentar novamente os militares sob o comando do Ross..
(e que usam veículos e equipamentos projetados por uma tal Indústrias Stark), e por último mas não menos importante, teme que encarar um um monstro ainda mais abominável do que o seu Hulk:
o transtornado Emil Blonsky, não se faz de rogado e usa de radição gama e do sangue de Banner para se tornar uma nova espécie de ‘Super Soldado’.
Os 2 monstros se enfrentam em uma batalha que devasta o bairro do Harlem, em NY. Após derrotar Blonsky, o Hulk foge novamente, e encontramos Bruce Banner alguns meses depois não mais tentando achar uma cura para sua condição, mas tentando obter controle sobre o seu ‘alter ego’.
Ponto Forte: O ponto forte do filme é o Hulk! Ok, tirando o chistoso da frase, o que o pessoal da Marvel consegue aqui e nos fazer acreditar na ‘realidade’ do gigante esmeralda, mais ainda, conseguem fazer com que acreditemos em sua violência e poder.
Se o Hulk desse filme fosse um fiasco risível, os Vingadores jamais existiriam!
Citação: "Hulk... SMASH!"

Ligação com o Ultimato: Tony Stark é um homem de negócios. Ao perceber a oportunidade que surge, ele a agarra. E nada como o surgimento de um Hulk para fazer negócios com o complexo militar americano!
p.s mas não dava pra falar sobre o Hulk e não falar do filme bastardo da Marvel, aquele do Ang Lee.

O filme tem qualidades (e tosquices) imensas, em especial a narrativa 'quadrinesca', onde Lee tenta emular a leitura dos quadrinhos na telona.
Mas como o arco narrativo desse filme é muito diferente do que é proposto no MCU, a escolha por 'apagar' da cronologia oficial os acontecimentos deste filme foi necessário.
E pra homenagear o filme do Ang Lee, nada como uma enquete divertida!

Comecemos por esta pergunta: qual o melhor Ross pra você?
E qual Betty Ross você prefere?
O melhor Banner?
E o melhor monstro esmeralda?
E sem esquecer o maior de todos!
Rumo ao Ultimato, pt 5

Fallaces sunt rerum species
Seis meses depois de revelar para o mundo que Tony Stark era o Homem de Ferro, o playboy, bilionário, filantropo, conseguiu nada mais nada, menos do que a tão sonhada ‘paz mundial’ entre as grandes superpotências do mundo.
Se como Tony Stark ele já era uma celebridade, agora também como Homem de Ferro ele é o próprio símbolo da paz, e mais ainda: ele é a prova da capacidade individual de ordenar o mundo a sua imagem e semelhança. Ou assim ele pensa.
Mas se tudo isso é verdade - e se em suas próprias palavras - pq diabos o paládio que fornece energia para o arco em seu peito, está matando o corpo de Stark? A tecnologia utópica de Tony cobra um preço. E gera inimigos.

E no caso, Stark irá se deparar não com 1 ou 2, mas 3 !
Justin Hammer, dono das Indústrias Hammer, que tenta de todo modo superar a tecnologia das Indústrias Stark e assim garantir a paz mundial…er, não, seu interesse é puramente fornecer armas para o complexo militar americano e garantir mais alguns bilhões de dólares em sua conta.
Ivan Vanko, filho de um antigo ‘colega’ de Howard Stark, Anton Vanko.

Na década de 40, Vanko pai ‘desertou’ da antiga União Soviética e trabalhou um tempo com Howard no desenvolvimento do Reator ARC e em outros projetos.
Ele inclusive ajudou Peggy Carter e Edwin Jarvis em uma de suas aventuras!

Mas como todo russo é antes de tudo um duas-caras, logo se descobre que Vanko tentava vender a tecnologia Stark no mercado negro.
Ele é deportado de volta ao seu país e como não consegue ser de utilidade para seus mestres soviéticos, é enviado para uma temporada na Sibéria.

Anton educa seu filho da maneira russa: abusos, pancadas, violência, e também muito ressentimento para com seus ‘inimigos’.
Às portas da morte, Anton revela a Ivan que seu passado e de que seu filho é o verdadeiro herdeiro da tecnologia do ARC.

Como todo bom filho russo, Ivan decide se vingar da família que arruinou seu pai. Seu alvo é Tony Stark, e também o Homem de Ferro.
E o inimigo mais perigoso de todos - O Governo Americano!
O governo classificou a armadura do Homem de Ferro como uma arma e que por isso mesmo dever ser ‘entregue’ ao Estado. Em uma audiência no Senado comandada pelo senador Stern (de olho nele), Tony se recusa a aceitar tal mostra de submissão (ou prostituição mesmo),...
afinal, a armadura e Tony são um só. E graças ao Homem de Ferre, ele privatizou a paz mundial. Tony abandona a audiência em triunfo libertário!
É importante notar esse padrão na história de Tony Stark, de como seus inimigos nascem em essência de seus próprios atos e arrogância. Notem também que a cada novo desafio superado, Tony acredita ainda mais em sua capacidade de ‘corrigir’ o mundo através da tecnologia.
Mesmo tendo diante de si os resultados trágicos de sua visão utópica, ele irá sempre apostar mais alto nela. A sorte dele é que ao seu redor há amigos que corrigem seus erros e tentam guiar nosso herói em sua busca.
Sem o amor de Pepper Potts, a amizade de Happy Hogan e James Rhodes, a disciplina de Natasha Romanoff, a teimosia e a mente estratégica do Coronel Fury, Tony Stark não se tornaria o herói que imagina ser.
Ao fim do filme, Tony Stark derrota todos os inimigos: ele corrige o problema do paládio com um novo reator em seu peito; James Rhodes se torna o Máquina de Guerra, apaziguando a cobrança do governo americano;
Justin Hammer é vítima de sua própria e incompetente arrogância; e Ivan Vanko se explode para o bem de todos.
Novamente com direção de Jon Favreau, Homem de Ferro 2 busca revelar quem está por trás da armadura do Homem de Ferro. Será que Tony Stark é realmente um herói ou apenas um playboy arrogante que busca satisfazer seu ego acima de tudo e todos?
E diante do fim iminente terá ele a capacidade de superar suas tendências autodestrutivas e se erguer para além delas? Apesar de ser um filme de aventuras, Favreau não teme fazer um filme ‘contido’, onde os diálogos são tão, ou mais, importantes do que a ação na tela.
E muitos destes diálogos vão refletir posteriormente na vida de Tony e no universo MCU!
Ponto Forte: Os diálogos são a chave do filme - e são postos de maneira a fazer você realmente se preocupar com os personagens e seus dramas pessoais. É um primeiro passo importante para entendermos como o MCU funciona.
Citação:

I'm not saying I'm responsible for this country's longest run of uninterrupted peace in 35 years! I'm not saying that from the ashes of captivity, never has a Phoenix metaphor been more personified!
Ligação com o Ultimato:

Apesar de Tony não ter o perfil adequado para ser membro da Super Boy Band de Nick Fury, este o terá como ‘consultor’ da iniciativa ‘Vingadores’.
p.s. daria tudo pra ser um capanga qualquer do MCU só pra levar uma chave de perna da Viúva Negra!
Rumo ao Ultimato, pt 6

"Anyone who's ever going to find his way in this world, has to start by admitting he doesn't know..."
Família é um negócio complicado.

Ainda mais quando envolve um rei que tem lá seus pecados escondidos e dois filhos que não disfarçam a rivalidade entre eles.
Odin, Thor e Loki são os personagens centrais de uma jornada onde arrogância, inveja, ressentimentos e ódios devem ser superados através da magnanimidade, humildade, compaixão e acima de tudo, humor.
A épica aventura do Deus do Trovão no Universo Cinemático da Marvel é verdadeira reveleção daquilo que está oculto desde a fundação dos Nove Mundos. Mas contada através do logro e com ares de trapaça a nos divertir sobejamente.
A violência está no principio de tudo:

O gigante de gelo, Laufey de Jotunheim, tentou escravizar a Terra usando um artefato contendo a fúria de mil invernos mortais** (não estamos falando de GOT, ok?), mas Odin, o senhor de Asgard, derrota em batalha estes seres gélidos...
...e leva para Asgard o artefato. Lá ele ficará protegido juntamente com outros artefatos que Odin conquistou ao longo de suas batalhas. A vitória não foi fácil, e custou a Odin um olho e a Asgard, centenas de mortos.
Essa história gloriosa Odin conta a seus filhos: Thor e Loki, que jovens, admiram a coragem e a astúcia do pai eterno. Ao encerrar o relato de sua aventura, Odin "sem querer" alimenta ressentimento entre eles, ao dizer q os dois são dignos de serem reis, mas q apenas um o será.
Algumas boas centenas de anos depois - pois demoram a envelhecer esses asgardianos - uma cerimonia está a consagrar Thor como o príncipe herdeiro de Asgard. Toda a corte está presente, seus amigos de aventuras, sua mãe, seu irmão Loki, todos sob o olho único que tudo vê de Odin.
Mas no momento mesmo em que vai proclamar Thor, Odin sente a presença de invasores em Asgard. São três gigantes de gele que conseguiram entrar às escondidas na cidade e tentam roubar o artefato que contém a fúria de mil invernos mortais***.
Mas os gigantes são destruídos pelo Destruidor (o guardião que guarda os artefatos de Odin - e que seria muito bem vindo em Kings Landing, by the way), e o artefato que contém a fúria de mil invernos mortais está novamente seguro.
Só que Thor não está nada satisfeito com a invasão, ele considera isso um ato de guerra dos gigantes de gelo e demanda de Odin que Asgard retalie Jothunhein. Odin dá um esporro no irascível Thor e o proíbe de agir contra os gigantes.
Percebendo a oportunidade de fazer Thor de trouxa, Loki usa de sua língua de prata para convencer seu irmão a atacar Jotunheim. Thor, cabeça quente que é, se une a seus amigos multiétnicos Volstagg, Fandral, Hogun, e a belíssima Sif...
e convencem o grande símbolo de virilidade ariana viking, Heimdall, a deixar que cruzem a Bifrost e assim chegar ao mundo dos gigantes de gelo. Lá chegando, eles arrumam uma bela encrencam com Laufey, Thor usa de seu martelo e Loki descobre mais sobre si mesmo do que gostaria.
Odin tenta apaziguar Laufey, mas a treta já estava lançada e os gigantes de gelo prometem guerra a Asgard.
Ao voltar para Asgard, Odin está desarvorado com Thor. Ele destitui o príncipe de seus poderes e títulos, e envia seu filho cabeçudo e seu martelo Mjølnir (pronuncia-se Myeuh-muh ou Meow-meow) para Midgard (a Terra), onde ele terá que aprender uma lição de humildade antes...
de se tornar novamente digno de seus poderes divinos.

Arremessado à Terra com certa violência desnecessária, Thor bate a cabeça com força. Pq só isso pra explicar como se apaixona pela insossa da Jane e deixar de lado a Lady Sif!!
Enquanto isso, em Asgard:

Loki tem briga com Odin. Tudo porque descobriu que é filho adotado. Na treta, Odin, como todo pai meio displicente, entra em estado de coma. Este coma é tão profundo que é semelhante àquele dos jovens foliões quando misturam loló com corote.
É o Sono de Odin.
O jovem sibilino Loki vai aproveitar o momento e correr para Jotunheim para oferecer seus préstimos aos gigantes de gelo. Seu plano é deixar que Laufey mate Odin, recupere o artefato que contém a fúria de mil invernos, e assim ele, Loki, seja o senhor de Asgard.
Pra isso ele precisa, obviamente, matar o seu meio-irmão, Thor. E nada como ter um Destruidor a seu comando.
Enquanto tudo isso acontecia com Loki, Thor aparecia sem camisa pra felicidade das moças terráqueas, tentava recuperar seu martelo (que foi localizado pelo pessoal da SHIELD e está sob proteção dos agentes do Fury! ) e entre uma piada ou outra descobre que a única...
maneira de recuperar seus poderes e o Meow-meow é se sacrificando pelos seus amigos, que incluem o Jane Foster, Erik Selvig e a Darcy <3 Lewis!
Ele então destrói o Destruidor e volta para Asgard para derrotar Loki e os gigantes de gelo. Ele consegue, mas não sem antes ter que destruir o símbolo do orgulho gay, Bifrost, a ponte do arco-iris. Na luta final, Loki e Thor quase desabam na beira do precipício da terra plana...
(que é Asgard). Odin salva Thor, mas Loki cai no abismo. Depois dizem que pais não tem filhos preferidos.
O Thor de Kenneth Branagh é o primeiro ato da formação de um príncipe em seu caminho para se tornar rei. Por trás de sua camada de chistes, piadas e galhofas, existe algo profundamente real na narrativa do deus asgardiano: a ideia do sacrifício como...
...ordenador do caos, do reino como algo que não é ‘do mundo’ e da redenção final de nossos pecados.
Ponto Forte: Em meio a um visual e ritmo de filme por vezes desconjuntados, é a química entre os atores que faz a diferença, em especial, e fundamental, aquela entre Chris Hemsworth e Tom Hiddleston, Thor e Loki respectivamente.
É a relação dos irmãos que nos interessa aqui, e o modo como ao longo da saga infinita, essa relação se mostra antes de tudo, fraternal.
Citação: You'll be a wise king.

Ligação com o Ultimato: Isto não está explicitado no filme, mas após cair no abismo, Loki vai parar no Santuário de Thanos! E aí que ele irá se aliar ao vilão e planejar a invasão da Terra em busca do Tesseract!
p.s. E assim como somos apresentados à Viúva Negra no segundo filme do Homem de Ferro, aqui conhecemos o Gavião Arqueiro.
Recapitulando A Thread Infinita:

Era uma vez uns tipos desajustados

Homem de Ferro, a última vez que vimos nosso herói bilionário ele estava em um papo com Fury e a Agente Romanoff. Na conversa, ele foi considerado instável demais para ser um membro da Super Boy Band do Nick.
Hulk, vimos o gigante esmeralda pela última vez tentando controlar o Tyler Durden que habita seu ser em uma cabana na Colúmbia Britânica, ali no Canadá.
Thor, o deus do trovão, dono do Meaw-meaw, depois de destruir a ponte LGBT mais famosa da galáxia, está a usar Heimdall para ficar de olho em Jane Foster. O que é um tanto pervertido.
Gavião Arqueiro, apareceu alguns minutos e a maioria das pessoas que viu os filmes nem lembrava mais dele.
Capitão América, que depois de acordar de sonhos intranquilos, fica abismado ao se deparar em uma Manhattan moderna, e mais ainda quando descobre tem um coronel afro-americano a comandar da maior agência de espionagem do país!
O herói mais bem conservado do MCU não sabe o que fazer da sua nova vida, já que todo mundo que ele conhecia tá com um pé na cova ou já virou cinza
A moça que voltou pro espaço:

Capitã Marvel, depois de fazer e acontecer, a super-heroína se mandou pro espaço na busca de um lar para seus novos amigos esverdeados.
Goose, a gata mais fofinha do MCU, engoliu o Tesseract e depois o vomitou. O cubo que contém a Jóia do Espaço está novamente nas mãos de Fury (espero que ele tenha lavado o Cubo em algum momento!)
Um vilão no capricho para causar um rebuliço:

Loki, o filho adotado de Odin e meio-irmão de Thor, caiu da ribanceira de Asgard (a verdadeira Terra Plana) e foi parar no colo de Thanos.
Rumo ao Ultimato, pt 7

"We're running the world's greatest covert security network and you're gonna leave the fate of human race to a handful of freaks."
Nada como um pouco de caos para fazer da vida uma aventura!

Depois de tantas lambanças e destruição, nossos heróis parecem não ter agradado os IYI que comandam o Conselho de Segurança Mundial, que determina a Nick Fury o fim da tal ‘Iniciativa Vingadores’.
Mais seguro será, na cabeça desses tecnocratas, usar tecnologia da HYDRA e o Tesseract para desenvolver novas armas de ‘proteção’ contra inimigos.
Mas ao usarem o Tesseract, isso desperta a atenção do gigante roxo das galáxias, que vai usar Loki para seus objetivos.

Loki chega a Terra com causando um estrago danado. Ele invade o laboratório PEGASUS, que está sob proteção da SHIELD e onde o cubo se encontra...
...domina mentalmente o Gavião Arqueiro e o Erik Selvig, destrói tudo e deixa Nick Fury, o Agente Coulson, e a formosa Agente Hill comendo poeira. Em suas mãos Loki carrega um cetro como arma, que contém outra Jóia Infinita, a Jóia da Mente !
Com a situação fora de controle, Nick decide tocar a Iniciativa Vingadores.
O primeiro objetivo é encontrar Bruce Banner (e não o Hulk). Para tal missão ele manda a Agente Romanoff, afinal, nada como a bela para acalmar a fera.
Banner está escondido em Calcutá, na Índia, e depois de tantos anos em países de terceiro mundo, comendo qualquer porcaria, e se transformando toda hora em um bicho gigante e verde, ele terminou ficando a cara do Mark Ruffalo!
Enquanto isso, Nick Fury vai procurar Steve Rogers para uma conversa de soldados. Ele convence Rogers a voltar pra guerra, afinal, é o que ele saber fazer.
Pepper Pois ficou amiga do Agente Coulson, e com isso ele consegue chegar até Tony Stark e assim convencer o bilionário herói a se aventurar em uma aventura como nunca antes vista. Afinal, são monstros esmeraldas, homens ressuscitados do gelo, deuses e uma fonte de energia única!
Lá em Asgard, Thor tá enchendo a cara e pensando na Jane Foster!
Mas o plano de Loki não é apenas recuperar o Tesseract. Ele quer dominar a Terra, e para isso, precisa abrir um portal dimensional. É através deste portal que tropas Chitauri irão invadir nosso belo planeta azul e tornar Loki nosso imperador.
Primeiro encontro:

Steve Rogers, Bruce Banner e Natasha Romanoff são os primeiros a se encontrar no porta-aviões da SHIELD. Sua missão é encontrar o Tesseract - que emite pequenas doses de radição gama - e é localizado em Stuttgart, na Alemanha.
Loki aparece em um museu, em toda pompa e circustância, afinal, é Wagner no programa! E não apenas, é o Ciclo do Anel que está a ser apresentado, o Götterdämmerung, o Crepúsculo dos Deuses, o Ragnarok!
O Capitão América aparece para estragar a festa, junto com ele o Homem de Ferro. Eles derrotam Loki e enquanto o levam para o porta-aviões da SHIELD, uma tempestade de raios explode no céu. É o meio-irmão de Loki surgindo do nada para tomar satisfações!
Mas como ele andava meio bêbado por causa da Jane Foster, Thor não faz lá muita cerimonia e parte logo para a ignorância com o Homem de Ferro e o Capitão América. Uma pancadaria generalizada acontece, mas depois que alguém grita ‘Marta!’, tudo fica bem !
De volta ao MCU:

Loki finalmente está nas mãos da SHIELD. Os nosso heróis estão se gabando, e tudo parece bem. Até que certas verdades começam a ser reveladas:
1 - Tony Stark não se preocupa com muita coisa além de suas vontades, tanto que provoca Banner para que esse se transforme no HULK, sem pensar muito nas consequências disso. E pra completar, ele invade o computador da SHIELD, para total desaprovação de Steve Rogers.
Como pode Stark desconfiar das intenções de uma agência do governo americano? (GUERRA CIVIL)
2 - Steve Rogers descobre que a SHIELD está usando tecnologia da HYDRA para desenvolver armas de destruição em massa. Isso o faz desconfiar das intenções de Fury e de sua própria missão. (SOLDADO INVERNAL)
3 - Natasha Romanoff descobre que Loki está ali não pq foi capturado, mas pq ele quer estar ali. Sua intenção é liberar a força do HULK para escapar de sua prisão, recuperar seu cetro e abrir o portal dimensional para transportar suas tropas e dominar a Terra.(THOR RAGNAROK)
Tudo sai conforme os planos de Loki, e depois de matar o Agente Coulson (que morre mas nem tanto, retornando na série Agentes of SHIELD), o nosso língua de prata chega a Nova Iorque, consegue abrir o portal e a invasão Chitauri começa!
Daí pra frente é um espetáculo visual que une ação, diálogos espirituosos, emoção, pancadaria e muita diversão que só dá pra descrever em uma palavra: MARAVILHAMENTO!

Não tem ser-humaninho de qualquer idade que não se empolga com a ‘Batalha de Nova Iorque’ e seus personagens.
Mais ainda, é aqui o primeiro momento em que olhamos para o MCU e vislumbramos todo seu potencial, toda sua força imaginativa, toda sua mitologia a explodir na tela grande com cores, brilhos, sons!
A vitória acontece, mas não sem antes Tony Stark quase morrer salvando a Terra de um míssil nuclear lançando por ordem daqueles manés dos Conselho de Segurança Mundial, IYI é sempre IYI !
No fim de tudo, nosso heróis, as aberrações, conseguem derrotar Loki e seu exército. Thor se responsabiliza por Loki e o leva de volta para Asgard juntamente com o Tessaract. O cetro que Loki usou na batalha fica com a SHIELD.
Ponto Forte: O primeiro filme a unir os principais personagens do MCU não é apenas um filme de super-heróis: é verdadeiro marco do cinema de entretenimento e pavimenta todo o futuro do MCU. Com direção de Joss Whedon, temos um filme que não apenas respeita suas fontes...
...originárias dos quadrinhos, mas usa destas fontes para criar uma nova mitologia. Aqui temos a união de passado, presente e futuro, onde vemos explodir na tela cenas de ação inspiradas...
diretamente nos diálogos e arte de nomes como Jack Kirby, Stan Lee, Jim Starlin, mas também Mark Millar e Bryan Hitch.
Citação: Humans... They are not the cowering wretches we were promised. They stand. They are unruly, and therefore cannot be ruled. To challenge them is to court death.
Ligação com o Ultimato: Ao menos três.

1 - Temos agora duas Jóias do Infinito em circulação: a Jóia do Espaço no Tesseract, e a Jóia da Mente, no cetro de Loki.

2 - O que era insinuado no filme do Thor, se torna ainda concreto aqui: o universo está de olho na Terra!
3 - Thanos sorri.
Rumo ao Ultimato, pt 8

How did you get out of the wormhole?
A terceira aventura solo de Tony Stark começa com uma relembrança - e com Stark assumindo que criar demônios é um de seus dons. O ano é 1999, véspera do bug do milênio, e o playboy bilionário está em uma festa daquelas que só os ricos e famosos participam, e lá que ele conhece..
uma cientista/beldade chamada Maya Hansen, que tem feito pesquisas biológicas experimentais (e em alguns casos antiéticas) em plantas que fazem com que seu DNA mude drasticamente e que têm potencial para cura de doenças graves.
Na mesma festa, ele é abordado por um esquisito cientista chamado Aldrich Killian, que procura o apoio de Tony em suas pesquisas de engenharia mecânica, Advanced Idea Mecânica (AIM).

Stark com toda sua parcialidade vai pra cama com Maya e dá um jeito de humilhar Killian.
Anos depois, o resultado de suas ações irá bater em sua porta, literalmente!
Estamos agora em Dezembro de 2012, já se passou algum tempo após a Batalha de Nova York. Assombrado e paranóico pelos acontecimentos daquele dia, Tony Stark cria obsessivamente várias armaduras de Homem de Ferro em sua mansão.
Mas novos demônios sempre saem da lâmpada (ou da garrafa).

Em uma conversa com seu amigo James Rhodes, Tony fica sabendo da existência de um novo líder terrorista conhecido como O Mandarim. Esta nova face do terrorismo provoca atentados no mundo todo e o mais assustador...
...não existem evidências físicas ou material explosivo para ajudar as agências de investigação, é como se fossem explosões ‘fantasmas’. Stark quer ajudar, mas Rhodes pede que ele não se envolva, pois o mundo já tem traumas suficientes.
O Patriota de Ferro é capaz de lidar com esse terrorista de toalha na cabeça!
Mas Tony não está bem e claramente sofre de TEPT (stress pós-traumático), em um sonho, ele vê a armadura do Homem de Ferro atacando Pepper Potts, quando acorda, a armadura está no quarto do casal prestes a ferir Pepper. Essa cena é das mais pesadas e tensas de todo o MCU.
E enquanto Tony se torna uma ameaça para Pepper, um repaginado Aldrich Killian aborda a agora CEO das Indústrias Stark com uma proposta irrecusável: financiar um experimento biológico chamado "Extremis", que aproveita "o poder do cérebro de alterar o DNA humano".
Ele então mostra a Pepper um holograma maciço reconstruindo seu cérebro e como Extremis pode utilizar partes do cérebro que de outra forma não seriam usadas. Pepper diz a Aldrich que a não está interessada em financiar o projeto porque este poderia ser usada para fins militares.
Explosões, destruições e um homem em fúria!

Como se a trama já não estivesse dramática o suficiente, várias coisas ainda acontecem que deixam nosso heróico playboy ainda mais paranóico e furioso:
Happy Hogan escapa por pouco de um atentado; Maya Hansen aparece 13 anos depois na casa de Tony com uma surpresa; na mesma hora, o Mandarim ataca e destrói completamente a mansão de Tony;
e pra terminar, ele vai parar em no Tennessee aos cuidados de um garoto de 13 anos (que não é seu filho, para registro!).
Tony aproveita que o mundo pensa que ele morreu no ataque a sua mansão, e usa de seus dons investigativos para descobrir a verdade sobre o Mandarim. Ele liga os pontos e descobre que cada uma dos ataques terroristas foram desencadeados por soldados que passaram pelo...
programa Extremis - o mesmo tratamento experimental criado por Maya Hansen. Os ataques serviam para encobrir as falhas do programa Extremis, e assim, a empresa de Killian.
Tentando provar que não é completamente inútil, Rhodes consegue localizar o Mandarim no Oriente Médio, mas na verdade era uma armadilha, e ele perde sua armadura de Patriota de Ferro para os vilões.
Na verdade o terrorista está em Miami, na Flórida, a terra da fantasia, e não à toa, melhor esconderijo para um ator inglês que se passa por um terrorista árabe! Pois é, nosso vilão é na verdade um beberrão que gosta de aventuras sexuais inusitadas...
...e que é apenas o rosto ilusório do terror criado por Killian.
Percebendo as motivações de Killian, Stark se culpa por ter colocado ele no caminho da vilania.

E Killian realmente é um tipo ruim: ele consegue captar Tony, revela que sequestrou Pepper Potts e a inoculou com a fórmula Extremis, e nem a Maya Hansen aguenta tanta vilania...
...ela se rebela contra Killian mas termina sendo morta por ele. Os planos do cientista maluco ainda envolvem o vice-presidente dos EUA e uma armadilha em uma plataforma petrolífera em alto mar.
No confronto final, Tony usa todas as suas armaduras de Homem de Ferro contra Killian e consegue matar o vilão com a ajuda de Pepper.
Após a batalha, Tony ordena JARVIS para implementar "Clean Slate Protocol", que destrói remotamente cada armadura restante do Homem de Ferro, como um sinal de sua intenção de dedicar mais tempo a Pepper.
Ele cura Pepper, e o próprio Tony é submetido a uma cirurgia para remover os estilhaços embutidos perto de seu coração. Ele lança seu obsoleto reator de arco peitoral no mar, pensando que sempre será o Homem de Ferro, mesmo sem sua armadura.
Dirigido por Shane Black (mas com clara supervisão de Happy), podemos dizer que Homem de Ferro 3 é um filme sobre as ilusões de poder e controle que assombram Tony Stark e que o leva a caminhar por caminhos cada vez mais sombrios, perigosos e quase catastróficos.
E apesar de seus momentos de humor e aventura, há um fundo trágico neste filme que poucos notam. Ele está justamente no modo como vemos a mente de Tony se perder em meio a traumas, medos e perdas.
É isso que irá levar nosso herói a dar um passo ainda mais ousado na busca por um sistema perfeito de segurança.
Ponto forte: É mostrar o quanto a paranóia de Stark vai se arraigando, moldando sua forma de pensar e agir. O Stark que sobreviveu à ‘Batalha de Nova York’ não é o mesmo que antes se divertia sendo o Homem de Ferro, ele agora sente o peso da armadura.
Citação: I'm just a man in a can.

Ligação com o Ultimato: A principal ligação é emocional, psicológica. As crises de ansiedade de Tony expressam algo mais do que apenas traumas passados, mas também, eventos futuros.
@StevesLuca essa thread aqui :)
Rumo ao Ultimato, pt 9

There's nothing more reassuring than that, the world is crazier than you are.
No principio era a escuridão, e nela reinavam os Elfos Negros.

Os Elfos Negros - também chamados de Svartálfar pelos Antigos Nórdicos, ou ainda, Älfeneel ou Harudheeniksel pelos próprios Elfos Negros...
ou também Gorgoroth, Beherit ou Fimbulwinter pelos metaleiros noruegueses - nasceram da vasta escuridão do Ginnungagap (o abismo do bocejo!), que existia antes da criação do universo! Durante centenas de anos eles reinaram incontestáveis.
Mas quando o universo surgiu e com ele os povos dos Nove Reinos de Yggdrasil, os Elfos Negros não gostaram nem um pouco disso. Seu líder, Malekith, usa a Jóia da Realidade para projetar uma arma chamada Aether.
Os Asgardianos, liderados pelo rei Bor (pai de Odin, avô de Thor) travam uma feroz guerra com os Elfos Negros. No momento mais dramático da batalha, os Noves Reinos de Yggdrasil estão em alinhamento:
é a Convergência, fenômeno que faz com que os limites dimensionais entre os reinos se tornem etéreos, resultando em anomalias físicas e hiperdimensionais. Malekith tenta aproveitar o alinhamento para destruir os Nove Reinos, quase vence os asgardianos, mas são derrotados no fim.
Enquanto os Asgardianos selam o Aether em uma caixa e escondem em um lugar desconhecido, Malekith, seu tenente Algrim, e vários sobreviventes conseguem escapar, prometendo um dia retornar e derrotar em definitivo os asgardianos e restaurar a escuridão do universo.
Pois bem….aproximadamente 5 mil anos depois nos encontramos em Asgard.

Loki, devido às suas estripulias em Midgard, é condenado por seu padrasto Odin a uma vida na prisão.

Thor continua a observar Jane Foster através dos olhos de Heimdall (freak freak freak)!
E Lady Sif continua sozinha…
á em Midgard.

Jane Foster está em Londres com a desculpa de estar a pesquisar umas leituras cósmicas de natureza desconhecida. Diz ela que foi convidada pelo Dr. Erik Selvig. Mas na real ela está em um encontro com um cara chamado Richard em um restaurante.
Pra sorte dela, a Darcy Lewis (<3) aparece e avisa que as tais leituras são muito parecidas com aquelas ocorridas no Novo México alguns anos antes. A Jane tenta explicar pra Darcy que ela e o Thor estão dando um tempo, mas a Darcy não cai na conversa dela.
Darcy consegue tirar Jane de seu encontro furado e as duas, acompanhadas do estagiário, vão parar em um depósito abandonado nos arredores de Londres. Lá elas descobrem que vários portais se abriram, ligando a Terra a vários mundos diferentes e alterando as leis da física.
Durante este tempo, Heimdall não consegue saber onde foi parar a moça - Thor tem uma crise de ciúme possessivo e se pica pra Midgard, causando uma tempestade braba. Chegando aquele ele reencontra Jane, que merecidamente lhe dá um tapa por ter sumido por tanto tempo...
e pior, nem ter dado um oi enquanto salvava a Terra do exército alienígena de seu irmão.

Thor sempre colocando a culpa no irmão adotado.
Mas Jane põe a culpa em seus hormônios, ops, no Aether. Thor decide então levar Jane para Asgard para ter uma conversa com Frigga, mãe do deus do trovão.
E aí vc realmente saca que Thor não é o cara mais sagaz do universo, pq afinal, quem leva a namorada pra conhecer a sogra, ainda mais com a menina possuída por sabe-se lá o quê ? Enfim, coisas do marombeiro Thor!
Lá em Asgard claro que tudo ia dar errado.
Odin fica fulo da vida com a presença de uma terráquea em Asgard, e pra piorar tudo, Malekith e seus Elfos Negros atacam o palácio na tentativa de capturar Jane, que agora é a ‘portadora do Aether’.
No ataque Frigga se sacrifica e morre para salvar Jane, e quando Thor aparece furioso e ataca Malekith, este foge com seus companheiros.
Após o enterro de sua esposa, Odin manda prender Jane Foster. Mas Thor sabe que se Jane não se livrar do Aether, Malekith irá atacar novamente. Ele então fala com seu meio-irmão Loki, que ainda prisioneiro, está devastado pela morte de sua mãe. Juntos eles vão para Svartalfheim.
Na terra dos Elfos Negros, o corpo de Foster absorveu completametne o Aether, aumentando suas percepções, mas enfraquecendo seu corpo. Malekith sente a transferência do Aether e confronta os três, e nesse momento, Loki parece trair Thor, e entrega Foster pro Malekith.
A Foster e o Maletith!
Malekith então drena o Aether do corpo de Foster para dentro dele mesmo. Mas Loki e Thor tinha tudo planejado, ou quase.

Chamando Meow-Meow, Thor tenta destruir o Aether, mas falha, pois é indestrutível a parada.
Na confusão que se segue, Loki se sacrifica para salvar Thor e Jane. Os dois então escapam para Midgard novamente.
Enquanto isso, um Guarda Einherjar aparece na mesma área onde Loki morreu, e retorna a Asgard para informar Odin da morte de seu filho adotivo.
Novamente em Midgard, eles descobrem que Malekith planeja usar o Aether para destruir o universo. Depois de muitas pancadarias, cenas de ação e humor, Thor consegue derrotar Malekith, que morre sem realizar seus planos.
Thor então retorna para Asgard, recusa o trono, pois sente que ainda não está pronto para o peso da responsabilidade. Ele conta a Odin do sacrifício de Loki. Pai e filho lamentam as mortes que pesam sobre seus ombros: Frigga e Loki.

Todos choram!
Ponto forte: Como havia comentado, o ponto central da saga do asgardiano é o sacrifício. Por mais que exista o humor, no fundo temos sempre este ar trágico pairando sobre os personagens.
Neste segundo filme solo de Thor isso fica mais evidente, graças ao diretor Alan Taylor, que consegue equilibrar melhor os momentos do que o pomposo Brannagh.
Citação: One down. Five to go.

Ligação com o Ultimato: O filme pode deixar o público um pouco confuso, mas é aqui que temos a aparição da terceira Jóia do Infinito: A Jóia da Realidade! Não percam as contas, crianças!
Rumo ao Ultimato, pt 10

I come up hard, baby, I had to fight
Took care of my business with all my might
I come up hard, I had to win
Then start all over and win again
I come up hard, but that's OK
Because Trouble Man don't get in my way
Dois anos após a Batalha de Nova York, Steve Rogers está a trabalhar como agente da SHIELD em operações ao redor do mundo. No seu tempo livre, Steve Rogers assistiu todos os Star Wars até então lançados. Nerd.
Para se manter em forma, ele corre todo dia pelas ruas e praças de Washington, DC. É nessas corridas que ele conhece Sam Wilson, um veterano paramédico da Força Aérea dos EUA, e que agora trabalha como conselheiro de veteranos de guerras, ensinando o pessoal a usar a Internet.
Após a corrida, Wilson e Rogers trocam umas ideias sobre suas experiências comuns de adaptação à vida após cada turnê de serviço nas forças armadas. E música, afinal, música é vida!
Mas Rogers tem mais o que fazer, e junto com Natasha Romanoff e uma equipe da SHIELD, eles saem para resgatar reféns de um navio chamado Lemurian Star. O líder dos sequestradoras é Georges Batroc.
Após uma das cenas de ação mais eletrizantes de todo o MCEU, Rogers, Romanoff, juntamente com outros membros do STRIKE (grupo especial de agentes, liderados por Brock Rumlow) eliminam os piratas e resgatam os reféns.
Mas o mundo da espionagem é cinzento e cheio de segredinhos.

Durante o quebra pau no navio, Rogers descobre que Romanoff tinha lá sua própria missão secreta, missão esta ordenada pelo diretor Nick Fury. A missão era para extrair os arquivos da SHIELD do navio em uma unidade USB
De volta ao Triskelion, Rogers está enfezado com Fury. Este, em um gesto de confiança, conta uma história familiar, sobre como a segunda emenda americana é direito inalienável dos americanos. Depois dessa aula sobre direitos constitucionais, ele apresenta o projeto Insight.
O tal projeto consiste em três baita porta-aviões da SHIELD que após serem lançados no ar e conectados aos satélites do projeto Insight, e assim localizar e neutralizar alvos hostis ao mundo livre.
Fury usa de um discurso pragmático e solta uma frase que se quer realista. Segundo ele: “A SHIELD toma o mundo como ele é, não como nós gostamos que seja", mas Rogers, que tem princípios mais arraigados do que parece imaginar o diretor da SHIELD, responde:
“Isso não é liberdade. Isso é medo..."
Sentindo-se deslocado, Rogers resolve dar um rolê no museu, visitar a sua velha amiga Peggy Carter, e participar de um papo com veteranos traumatizados. Velho só faz programa desse tipo, não importa quão bem conservado esteja!
Enquanto isso, Fury tenta acessar os arquivos da SHIELD que estavam no USB que recebeu de Romanoff, mas o arquivo está bloqueado, algo que aparentemente foi definido por ele mesmo.
Ele vai então se encontrar com o secretário de Defesa, Alexander Pierce. Pierce é o contato americano com o tal Conselho de Segurança Mundial, aquele mesmo que queria explodir Nova York com um míssel nuclear!
Fury está desconfiado de que algo não está lá muito certo, e diz a Pierce que eles precisam atrasar o projeto Insight. Pierce diz "ok", mas ele quer que Fury faça com que o Homem de Ferro apareça aniversário de sua sobrinha. Fury garante que o enlatada lá estará...
e sai com seu carro para encontrar a belíssima Agente Hill.
Só que nada é fácil na vida de Fury. Em um cruzamento, seu carro é cercado por policiais e o que acontece em seguida pode ser resumido em uma frase: Fight the Power!
Mas no fim de tudo Fury consegue escapar. Black lives matter!
Enquanto tudo isso acontece, Steve Rogers está paquerando a vizinha, que é gata. Isso que é White Privilege!
Mas ao adentrar seu apartamento, seu mundo irá virar de cabeça pra baixo: o aparelho de som está ligado, nas sombras, Nick Fury. Ele diz a Rogers que a SHIELD está comprometida. Neste momento, tiros ecoam, e Fury é alvejado.
A vizinha de Rogers bate na porta revelando ser a Agente 13, e está ainda mais gata com uma arma na mão, ela conta a Steve que oi encarregada por Fury para ficar de olho nele…
Rogers então sai em perseguição ao atirador. Após alguns pulos e saltos entre edifícios, ele arremessa seu escudo no atirador desconhecido, mas fica surpreso quando este consegue pegar o escudo com um braço cibernético e jogá-lo de volta antes de pular do prédio e desaparecer.
O ferido Fury é levado a um hospital, não sem antes entregar ao Cap o USB com os dados da SHIELD.

Na mesa de operações, Fury morre. A agente Hill, Natasha Romanoff e Steve Rogers lamentam sua morte.
Rogers então é chamado para um encontro com Alexander Pierce. Como ele já está pra lá de desconfiado, ele esconde o USB.

No papo com Pierce, Rogers se liga que a sujeira via até o alto escalão da SHIELD. Mas ele ainda não sabe qual o plano maior.
Na sequência dessa conversa, Steve pega um elevador com vários agentes da STRIKE e da SHIELD, que estão ali para prender nosso CAP. Mas após uma das pancadarias mais históricas do MCU, Rogers consegue escapar das mãos de seus agora inimigos.
Ele se reencontra então com Romanoff, que fala para ele sobre um assassino chamado ‘SOLDADO INVERNAL’, criado em um programa militar/cientifico da antiga União Soviética que buscava recriar o soldado perfeito, o Capitão América, só que a serviço da comunistada.
Nas sombras da espionagem, diz-se que o Soldado Invernal matou mais de 200 pessoas em seus quase 50 anos de atividades!
Enquanto Rogers e Romanoff trocam essas ideias, Pierce convence o Conselho Mundial de Segurança a ativar o projeto Insight. Com a morte de Fury, diz ele, é urgente implementar o programa!
E em um dos comerciais mais bem pagos da história do cinema, a nossa dupla de heróis entra em uma loja da Apple para acessar o bendito do USB. Eles então encontram um sinal vindo de Wheaton, Nova Jersey.
Steve e Natasha vão até NJ, em especial, a uma base militar abandonada. Steve a reconhece como sua antiga base de treinamento em Nova Jersey. Ele e Natasha entram em uma instalação, que é na verdade um antigo escritório da SHIELD.
Lá, retratos emoldurados de Howard Stark e Peggy, juntamente com o coronel Chester Phillips, nos remetem ao Primeiro Vingador.
No subsolo dessa instalação eles encontram uma imensa sala com computadores antigos. O único tipo moderno de tecnologia na sala é uma pequena porta para o pen drive. Natasha o insere e ativa um computador. Uma voz alemã ecoa. É a voz de Arnin Zola, ex-cúmplice do Caveira Vermelha
Zola transferiu sua consciência para um computador quando gravemente doente. Ele conta a dupla que todos os membros da HYDRA acreditam que a humanidade não pode ter confiança em sua própria liberdade, e após o fim da guerra...
a SHIELD recrutou ele e outros agentes da HIDRA para seus quadros. Aproveitando a oportunidade, ele e seus capangas começar a ‘contaminar’ a agência por dentro.
E a partir daí, a SHIELD/HYDRA foi diretamente responsáveis ​​por ataques terroristas no mundo todo, por assassinatos e guerras, além de causar o acidente de carro que matou Howard e Maria Stark, pais do Tony.
Ele está entregando tudo isso pq enviou um míssel para destruir a instalação, claro. Mas nosso heróis sobrevivem e agora, como perseguidos número um do país, vão buscar ajuda de um novo amigo, Sam Wilson.
Os três agora tem a missão de desmascarar a HYDRA. E com isso, a SHIELD.

Eles descobrem que além da SHIELD, a HYDRA penetrou até mesmo nos altos escalões do governo americano (lembram do Senador Stern?)
ior ainda, Jasper Sitwell, um agente duplo SHIELD/HYDRA, revela que Zola criou um algoritmo para localizar certas pessoas em todo o mundo com base em fatos pessoais ou dados, dentre elas - Tony Stark (Homem de Ferro), Bruce Banner (o Hulk) e tal Stephen Strange.
Pelas estimativas, milhões serão mortos através do projeto Insight.
O grupo segue em direção ao Triskelion, mas é atacado pelo Soldado Invernal e seus homens. Uma batalha irrompe e, como o Cap América e o Soldado Invernal lutam, a máscara do Soldado Invernal é arrancada, revelando-se como o ex-companheiro de batalhas e melhor amigo de Rogers...
Bucky Barnes, que Rogers acreditava ter sido morto durante a Segunda Guerra Mundial.
Quando Rogers o chama pelo seu nome, Bucky, este não o reconhece.
Não acredito que faltam só dois filmes pra acabar essa thread maluca que inventei de fazer!
Rumo ao Ultimato, pt 20

Wazzuuuuup?
Como vocês lembram Hank Pym e sua esposa Janet von Dyne estavam tentando derrubar um míssel soviético que estava a caminha dos EUA. Para impedir a tragédia, Janet, diminui de tamanho até o nível subatômico. Ao fazer isso ela evita o pior, mas fica presa no Reino Quântico.
Anos depois, encontramos Scott Lang, que conseguiu entrar e sair do Reino Quântico, mas que por conta dos eventos em Berlim (a Guerra Civil, cês lembram, né? e de sua fuga da prisão especial, fez um acordo com as autoridades e agora cumpre o fim de dois anos de prisão domiciliar.
Neste tempo ele passou brincando com sua filha Cassie, aprendendo mágica, tocando bateria eletrônica, dormindo horas por dia e outras coisas mais que um homem solteiro faz quando desempregado e sem perspectiva de vida…não sei como ele não virou YouTube?
Faltando apenas três dias pra terminar sua prisão domiciliar, Scott tem uma ‘imersão’ no Reino Quântico, e lá algo acontece…ele se vê brincando com uma criança, e no final, olha no espelho e ele é…a Janet von Dyne!
Daí a ação começa a valer: ele procura o Hank e a Hope (que estão foragidos desde que foram acusados de cumplicidade com Scott por ele ter ajudado o renegado Cap América), eles vão atrás de um jeito de entrar no Reino Quântico e resgatar a Janet, mas pra isso
precisam de um equipamento especial que tá nas mãos de um bandido, esse bandido na verdade quer roubar nossos heróis, eles lutam com os capangas do bandido, a gente descobre que agora a Hope é a nova Vespa, mas daí aparece uma personagem que tem uns poderes de sumir e reaparecer
e daí chamam ela de Fantasma, o que é um nome bem massa, mas ela na verdade é filha de um ex-colega do Hank, que por conta de um acidente tem sua estrutura molecular alterada, por conta disso ela é ‘adotada’ pela SHIELD e passa a agir como uma agente especial,
mas quando a SHIELD foi desmantelada no fim do Cap. América Guerra Civil, ela perdeu seu emprego, daí o Morpheus a resgata da rua, dá uma red pill pra garota e tenta transformar ela no novo messias…ops, pera, isso é outro filme, desculpa!
Mas é isso aí, a Fantasma é uma vilã sem querer querendo e precisa de ajuda de nossos heróis pra se curar. Isso só será possível com o resgate da Janet do Reino Quântico, que acontece lá no fim do filme.
Mas muitas cosias aconteceram antes disso: descobrimos que da mesma forma que existiu um Homem-Formiga e uma Vespa originais, existiu também um Golias, que o Luis e sua turma ajudam nossos pequenos heróis a resolverem a embrulhada, o Scott Lang foi pra escola, ficou gigante,
quase se afogou e ganhou uns beijos da Hope, ah, e andou de “caminhãonete”, e também que depois de muitas risadas e aventuras, o que importa mesmo é a sua filha acreditar que você é um herói.
Ponto forte: Apesar de aqui colocar o filme cronologicamente antes do Vingadores: Guerra Infinita, na prática o filme foi lançado depois, e o grande mérito aqui é o escapismo. Sim, isso mesmo, afinal, depois do impacto da morte de tantos personagens
e do lamentar sobre a derrota amarga, algo tinha que nos lembrar de que o MCU não era o universo da concorrência….E ao lançar um filme que é claramente uma comédia camuflada de filme de herói, eles acertam em cheio.
E o mais espetacular ainda é conseguirem finalizar o filme com o tom certo, que deixa um ar melancólico ao nos fazer lembrar do destino de tantos heróis.
Citação: You can do it. You can do anything. You're the world's greatest grandma.
Ligação com o Ultimato: O estalar de dedos de Thanos matou muita gente, inclusive os Hank, Janet e Hope. Scott está preso no Reino Quântico, mas nós sabemos que ele consegue escapar. Como isso aconteceu e quais as consequências ? Falta pouco pra descobrir tudo!
Rumo ao Ultimato, pt 20

We’re in the endgame now!
Vingdores:Guerra Infinita é um filme tão grandioso que a thread dele vai ser a mais simples e direta possível (e até pq espero que ao menos este filme esteja fresco na memória de todo mundo!)
O filme começa logo após os eventos de Thor:Ragnarok e em paralelo com Homem-Formiga e Vespa, o espaço é o cenário e uma voz pede ajuda: a nave que levava os asgardianos está sendo atacada, e poucos sobreviveram.
Na interior da nave, os filhos de Thanos mataram vários asgardianos, e têm em suas mãos Heimdall, Loki e Thor.

Mas uma outra figura está na nave: é o próprio ‘amante da morte’!
Jóia do Poder e Jóia do Espaço

Thanos já está na sua na busca final pelas Jóias do Infinito e a primeira que ele conseguiu foi a Jóia do Poder, que estava no planeta Xandar, aos cuidados da Tropa Nova.
Agora ele está na nava asgardiana e tortura Thor, para forçar Loki a entregar o Tesseract que ele furtou de Asgard. Em um último ato contra Thanos, o meio-irmão de Loki tenta matar o gigante roxo, mas não consegue. Thanos mata Loki.
Hulk, que estava na nave e tentou impedir Thanos, é derrotado por este, e desacordado é enviado para a Terra por Heimdall. Heimdall morre.

Thor é abandonado para morrer no espaço.

Thanos agora tem a Jóia do Poder e a Jóia do Espaço
Ele então envia seus filhos (a Ordem Negra), para a Terra, pois cá temos duas jóias: A Jóia do Tempo e a Jóia da Mente, enquanto isso ele vai para Luganenhum buscar a Jóia da Realidade.
Na Terra Bruce Banner conta para o Dr. Estranho, Wo e Tony Stark sobre Thanos. Ele pergunta onde esta o Cap America e os outros Vingadores, mas Tony fala que o grupo acabou. Os acontecimentos da Era de Ultron e da Guerra Civil pesam ainda mais agora.
Este grupo é atacado por dois filhos de Thanos, que querem a Jóia do Tempo que está com o Dr. Estranho. Ebony Maw consegue capturar o Dr. Estranho, em sua fuga, Tony e o Homem-Aranha se infiltram na nave. Eles matam Maw mas vão parar no planeta natal de Thanos.
No outro lado do mundo, Vanda e Visão vivem dias e noites de romance. Mas isso está prestes a acabar. Eles são atacados por outros dois filhos de Thanos, Corvus Glaive e Proxima Midnight.
Eles querem a Jóia da Mente. Após ferirem gravemente o Visão, eles estão quase conseguindo seu intento quando surgem das sombras os Renegados Vingadores: Cap América, Viúva-Negra e Falcão. Eles salvam o casal e os filhos de Thanos fogem.
Ficamos sabendo que Scott Lang e Clint Barton estão em prisão domiciliar.
Nisso os Guardiões da Galáxia encontram o Thor, que sobreviveu afinal à explosão da nave. Gamora conta os planos de Thanos para Thor e eles decidem então duas coisas:
Thor precisa de um novo martelo, então ele vai com Rocket e Groot em busca de um, e Gamora, Starlord, Draxx e Mantis vão até Luganenhum impedir Thanos de se apoderar da Jóia da Realidade.
Jóia da Realidade e Jóia da Alma

Os Guardiões chegam em Luganenhum, mas eles não sabem que Thanos já tem em sua manopla a Jóia da Realidade. Ele engana Gamora, que pensa que matou o pai e sente remorso por isso. O que revela um tanto da mente distorcida do Thanos.
Ele agora tem Gamora em suas mãos, e isso é importante pois ela é única na galáxia que sabe onde está a Jóia da Alma. Para fazer com que ela revele onde encontrar a jóia, Thanos tortura Nebula, sua filha e irmã de Gamora. Gamora conta que a jóia está em um planeta chamado Vormir
Chegando lá descobrimos que o antigo inimigo do Cap América, o Caveira Vermelha, é um guardião da jóia. Ele fala para Thanos que a Jóia da Alma exige uma Alma daquele que a quer possuir. Mas uma Alma de alguém que seja amada pelo pretendente. Thanos então mata Gamora.
Enquanto isso Thor encontrou o Tyrion, que perdeu o posto de Mão do Rei e agora virou um ferreiro espacial! Ele forja um novo martelo para Thor, chamado de Rompe-Tormentas!
De volta pra terra, os Renegados Vingadores vão parar em Wakanda, para tentar salvar o Visão. Agora se uniram ao grupo o Máquina de Guerra, o Banner, o Soldado Invernal e o Pantera Negra e seu exército.
Shuri, a irmã do Pantera, tenta salvar o Visão, mas as tropas de Thanos atacam o país. A batalha é feroz!
Jóia do Tempo

Agora que Thanos tem já quatro Jóias do Infinito, ele vai até Titã, seu planeta natal, em busca da Jóia do Tempo.
Lá ele enfrenta os Guardiões da Galáxia, mais o Homem de Ferro, mais o Homem Aranha e mais o Doutor Estranho. O Doutor Estranho entra em transe e enxerga 14,000,605 futuros possíveis, em apenas um os Vingadores derrotam Thanos.
Thanos quase é derrotado pelos heróis, mas um emotivo Starlord põe tudo a perder. Thanos detona todos e quando está prestes a matar Tony Stark, o Doutor Estranho entrega a Jóia do Tempo em troca da vida de Tony. Thanos agora parte em busca da última jóia.
Jóia da Mente

Chegando na Terra, em Wakanda, Thanos derrota os heróis com facilidade. A Feiticeira Escarlate consegue destruir a Jóia da Mente antes que Thanos ponha as mãos nela,
mas ele usa a Jóia do Tempo para reverter o momento, e consegue a Jóia da Mente para si, Visão morre. Thanos tem agora todas as Jóias do Infinito!
Mas Thor consegue em um último momento cravar seu martelo no peito de Thanos. Thanos está gravemente ferido, mas múrmura que Thor devia ter mirado em sua cabeça. Ele estala os dedos.
O efeito do estalar de Thanos ressoa pelo universo imediatamente, e a vida encontra o seu
balanço final. Mas Thanos também paga um preço por isso: ao usar o poder das seis Jóias do Infinito de uma vez, a manopla foi danificada, ferindo seu braço e sua mão.
Os heróis mais poderosos da terra não conseguiram impedir Thanos.

Thanos agora se recupera de seus ferimentos em um planeta distante.
Ponto forte: Vingadores: Guerra Infinita é um desses filmes onde qualquer comentário terá que ser superlativo, portanto basta dizer que ao final do filme, não há quem não se sinta abalado de alguma forma.
Depois de mais de duas horas de risadas, aventuras, emoção e esperança, os irmãos Russo viram o filme de ponta cabeça e nos surpreender infinitamente!
Citação: Snap!
Ligação com o Ultimato: Um curiosidade aqui: lembro que logo no comecinho da produção de Vingadores 3, se falava já que seria um filme em duas partes..
A estratégia dos produtores de mudar e pensar o filme fechado em si mesmo foi absolutamente essencial para o sucesso - e p/ a narrativa mesmo do filme!. Tudo isso pra dizer que o filme é todo ligado ao Ultimato, e agora estamos no capítulo final desta imensa e maravilhosa saga!
E essa thread Infinita chega a seu fim, e faltam menos de 24horas para o Ultimato!

Foi insano, mas missão cumprida !
Missing some Tweet in this thread?
You can try to force a refresh.

Like this thread? Get email updates or save it to PDF!

Subscribe to Dionisius Amendola
Profile picture

Get real-time email alerts when new unrolls are available from this author!

This content may be removed anytime!

Twitter may remove this content at anytime, convert it as a PDF, save and print for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video

1) Follow Thread Reader App on Twitter so you can easily mention us!

2) Go to a Twitter thread (series of Tweets by the same owner) and mention us with a keyword "unroll" @threadreaderapp unroll

You can practice here first or read more on our help page!

Follow Us on Twitter!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3.00/month or $30.00/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!