, 10 tweets, 3 min read Read on Twitter
Esse é Warini Suruí, um velho Aikewara, hoje na casa de seus setenta/oitenta anos. Em meados da década de 70, Ele e seu povo foram escravizados pelo Exército Brasileiro como parte dos esforços militares de combate à Guerrilha do Araguaia #DitaduraNaoSeComemora #DitaduraNuncaMais Um indígena usando óculos olha para o horizonte
Entre 1972 e 1974, sua aldeia fora invadida por militares, idosos, mulheres e crianças foram mantidas em cárcere privado, não podiam sair de suas malocas e dependiam exclusivamente da ração fornecida por militares. O termo campo de concentração é mais do que apropriado aqui.
Enquanto isso, os homens - que na época, efeito do genocídio, não passavam de 13 indivíduos - foram levados pelas tropas e obrigados a servir de batedores para os batalhões, ainda, carregavam corpos e equipamentos para o exército.
Eram continuamente torturados, física e psicologicamente, muito adoeceram e até hoje se recusam a falar do episódio. Só depois de anos morando entre eles que consegui coletar os depoimentos referentes ao terror que viveram.
"começaram pegar aquelas pessoas, né? morador, começaram a judiar… e…fizeram muito serviço com eles, amarraram pela perna, a mão… pra trás… botaram a corda, dependuraram assim… através da casa assim, bateram muito! num podia falar nada, né?...
Aí tinha um deles que… morador ia correndo, fugindo né! pegaram ele correndo, metralharam atrás dele… sorte que não pegou! pegaram ele, amarraram ele, judiaram ele, tudo! E nós… vendo aquilo, né? não podia falar nada!...
Aí começaram pegar lá, os moradorzinho!… Eu acho que fizeram estupro com a família deles também, tudo… eles era ruis, mau mesmo, esses povo aí… Batiam nas mulheres, estupravam a família deles… tudo! O que nós vimos, nós-outros vimos, né? a gente não podia… falar nada!...
"Eles pegaram, um monte de gente… amarraram a mão pra trás, tudo… falando de morador em morador, onde é que morava mais pessoa… (…)"

Esse é o depoimento de Tawé Suruí, outro indígena aikewara, sobre as violências das tropas de militares contra os camponeses do Araguaia.
Por conta dessas torturas, a Comissão de Anistia concedeu aos Aikewara a qualidade de "anistiados políticos", indenizando alguns destes.
Mais informações aqui (sobre o livro que nunca consegui publicar) apublica.org/2014/12/a-guer…
Missing some Tweet in this thread?
You can try to force a refresh.

Like this thread? Get email updates or save it to PDF!

Subscribe to Orlando Calheiros
Profile picture

Get real-time email alerts when new unrolls are available from this author!

This content may be removed anytime!

Twitter may remove this content at anytime, convert it as a PDF, save and print for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video

1) Follow Thread Reader App on Twitter so you can easily mention us!

2) Go to a Twitter thread (series of Tweets by the same owner) and mention us with a keyword "unroll" @threadreaderapp unroll

You can practice here first or read more on our help page!

Follow Us on Twitter!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3.00/month or $30.00/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!