, 17 tweets, 4 min read Read on Twitter
A Lei de Drogas, editada por Lula, atendia um anseio progressista: descriminalizar o usuário de drogas.

Tudo bonito. Mas ela tornou a Guerra às Drogas a espinha dorsal da segurança pública brasileira – e isso tá nos causando muitos problemas.

Segue a fio:
Pensa assim.

O PM só pode prender pessoas em flagrante - e boa parte dos governadores entende que seg. pública é colocar PMs na rua.

Qual um dos poucos crimes que está em flagrante permanente? Isso mesmo, andar com drogas.

Resultado: nunca tanta gente esteve presa no Brasil.
De acordo com a Escola Datena de Criminologia, mais gente presa evidentemente diminuiria a violência no Brasil.

Mas não foi o que ocorreu. Nos últimos anos, aumentamos o nº de presos e o de homicídios também aumentou.
O aumento do número de prisões veio acompanhado do discurso simples e sedutor: bandido tem que se foder e acabou.

É a ideia de prender, jogar a chave fora e ver o que acontece. E aconteceu algo muito ruim.
O problema é: não dá pra jogar a chave fora e acabou.

Pessoas se organizam, se protegem. E foi assim que fações criminosas nasceram.

O Comando Vermelho surgiu como uma célula de autoproteção dentro do presídio de Ilha Grande contra os estupradores da Favela do Jacaré.
Em "Comando Vermelho A História Secreta do Crime Organizado" se é dito:

"[...] enquanto as demais falanges se organizaram em torno de seus próprios interesses - e geralmente pelo terror - o grupo do "fundão" se esforçava para melhorar as condições carcerárias e reprimia o crime"
O PCC? Nasceu depois do Massacre do Carandiru.

O lema? Paz, Justiça e Liberdade nos presídios.

Sim, ter respeitado Direitos Humanos básicos poderia ter nos poupado das 2 maiores facções criminosas do Brasil.
E essa engrenagem não parou de funcionar.

Estar preso significa não ter ninguém a quem recorrer. Não adianta acreditar que o agente penitenciário vai te proteger. Ele é apenas outro homem querendo sobreviver mais um dia no meio daquele inferno.

Quem te protege? A facção.
Quem vai para o presídio, não escolhe uma facção no Trivago vendo a que dá mais vantagens.

É uma questão de sobrevivência. Entrar no PCC pode significar simplesmente não ser estuprado.

Como diria Conselheiro Acácio, o problema é que as consequências vêm depois.
Uma vez dentro. Não dá para sair, porque, bem:

1) Você já entra devendo sua contribuição;

2) Não tem como sair mesmo. Vão cobrar que você trabalhe para eles quando a sua liberdade chegar. Um "salve geral" é executado por estas pessoas.
O próprio PCC admite o funcionamento dessa engrenagem. Um dos seus líderes já falou ipsis litteris que o sistema prisional é a fábrica de PCC.
No final, o que ocorreu é o seguinte:

Você entrou na cadeia por que foi rachar maconha c/ seus amigos. Saiu de lá membro do PCC e tendo que matar p/ não morrer.

Deu certo? Acho difícil.
Ainda mais complicado: quanto mais violência, mais o discurso “direitos humanos p/ humanos direitos” ganha força, fortalecendo as facções criminosas e gerando mais violência.

É o círculo vicioso que nos empurrou até os 60 mil homicídios por ano.
Quem perde com essa política:

A) Policiais honestos – vão para rua tomar tiro;
B) Cidadão – também tomando bala;
C) Presos menores - podiam ser ressocializados, mas fazem doutorado em crime na prisão.
Quem ganha:

A) As facções – Não à toa o PCC nunca teve tantos membros;
B) Políticos que exploram esse discurso – E dá para ser eleita apenas falando isso.
C) Aquele programa na hora do almoço que gosta de uma desgraça.

Vamos combinar que dá pra melhorar esse quadro.
Acho difícil mudarmos nossa política de guerra às drogas e seguir algo mais próximo do resto do mundo.

Mas existe uma solução alternativa e viável p/ o Brasil de hoje.
Eu vou falar dela na minha palestra na Conferência Estadual do SFLB em Campina Grande, Paraíba, 25 de abril, garante aí teu ingresso: bit.ly/SFLBCEPB19
Missing some Tweet in this thread?
You can try to force a refresh.

Like this thread? Get email updates or save it to PDF!

Subscribe to Ivanildo Terceiro
Profile picture

Get real-time email alerts when new unrolls are available from this author!

This content may be removed anytime!

Twitter may remove this content at anytime, convert it as a PDF, save and print for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video

1) Follow Thread Reader App on Twitter so you can easily mention us!

2) Go to a Twitter thread (series of Tweets by the same owner) and mention us with a keyword "unroll" @threadreaderapp unroll

You can practice here first or read more on our help page!

Follow Us on Twitter!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3.00/month or $30.00/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!