, 27 tweets, 8 min read Read on Twitter
Esse trecho do vídeo da Rita é tão atual que me da medo. Gays que - “não tenho nada contra, mas não curto afeminados” num app GAY, é tão homofóbico quanto os Malafaias da vida. Sofri com isso por 20 anos, período q fui Drag, por ser “afemininado”...
Segue a thread 😉
Em 1995, eu estava no camarim da minha boate, pronto pra me maquiar de Drag a primeira vez, me lembro que a única preocupação q passou na minha cabeça e eu falei pro meu sócio foi:
- Se eu me vestir de mulher hoje, eu nunca mais na minha vida arrumo um namorado.
Dito e feito.
Pra entender isso, precisamos voltar um pouco.
Antes do fático de 1 de novembro de 2015, eu era um gay comum. Ia nas festas e boates e ficava com outros gays como todo mundo. Eu sempre fui extrovertido, falante e bem humorado. Conquistava pelo papo pq nunca fui bonito.
Me considero bom de cama na medida do possível. 🤪
Então, eu era um cara sexualmente bem ativo. Adorava as gays cabeludas e geralmente eles eram os mais afeminados do grupo.
Eu namorava um cara divino em julho de 95
* *please, corrija o ano no tweet de cima pra 1995....
Na noite que ele foi na boate e me viu em cima do palco, montado de Drag, foi a última vez que eu vi ele. A expressão no rosto dele de incredibilidade, ao ver o cara que comia ele, vestido de mulher e falando besteira pra 300 pessoas nunca saiu da minha memória.
Depois desse dia, começa o calvário do gay que se monta, faz sucesso e fica entre as top 5 do Brasil nos anos 2000.
Solidão, namoro por conveniência, traição e tudo o que há de mais cruel que a classe gay demonstra quando te coloca de escanteio pelo simples fato de vc ser Drag.
Vc é alvo de duas opções:
1 - te namoram pq vc é famoso e propõe regalias durante o relacionamento;
2 - transam com vc pq são fãs do personagem é isso vira currículo pra maioria de viado poc que enche a boca pra falar que “pegou a Rubya” (olha a cultura machista embutida).
Você até pode ter um namoradinho, mas vai descobrir, mais dia menos dia, que ele te traiu com seu amigo da academia barbie crossfit. Escreve isso.
Ele até pode gostar de vc, mas tem vergonha de te apresentar pra família e pros amigos. Sim, vc envergonha ele pq se monta de Drag.
Ele ama a sua companhia, no meu caso, amavam o sexo. Mas sempre vai escolher a musculosinha burra e pauzuda pq dá status desfilar com ela na boate e postar foto no Orkut (lembra que já estamos em 2003).
Com a Drag ele só tem entrada VIP e acesso ao camarote e camarim.
Aí, aquele cara super fofo, que carrega suas malas, que te leva bebida nos camarins da vida, que dorme na sua casa fim de semana, que todos seus amigos adoram e por quem vc se apaixonou, simplesmente diz:
- Não te vejo como namorado. Mas eu te amo como amigo!
Na real, nenhum gay quer apresentar pra sua roda de amiguinhos tóxicos que o namorado dele é “aquele lá, em cima do palco, fazendo todo mundo rir, com um vestido de paetê e peruca loira”.
Ele usufruímos benefícios que a Drag dá, mas ela não é digna de fazer parte da s7a vida.
Em 2000, vc não podia nem chegar perto de viado sem camisa dentro de boate pq ia pegar glitter neles.
As desconstruídas te davam um selinho pra serem as moderninhas do grupo, enquanto o mesmo grupo fazia uma votação e me proibia de ir pra praia no Réveillon pq eu era Drag.
Vc só era convidado pra algum aniversário, se fosse montada “porque todo mundo te adora, Rubya”.
A bicha queria dar peido usando meu cu e economizar 1000 reais de cache pq eu fui de graça na festa dela.
Ir desmontado era uma ofensa pro aniversariante. Ele nem sabia meu nome real.
Mas quando eu ia pra boate de outro estado, fazia o show e me desmontava, namorava conta de atender no darkroom. Já fiz inúmeros testes. Ficava anônimo e trocava telefone e as vezes falava a real, o que acabava num “vou ali e já volto”. Perdi a conta das vezes q isso rolou.
Pula pra época atual onde gays idolatram a Pablo Vittar, Lia Clarke, Glória, enchem o corpo de glitter no carnaval, se vestem de “Drag” pra Parada ou carnaval. Se desconstroem pagando de modernas, mas no Grindr tão lá “não quero gordos, afeminados e velhos”
Mas quem é afeminado?
T O D O G A Y É A F E M I N A D O
você aí que tá pagando de HT não se iluda. Sua mãe sabe, o Uber, seus amigos do trabalho, sua avó, o padeiro, seu chefe sabe. Todo gay tem uma estrela na testa e toda Maria reconhece outra Maria. Sua barba não te faz ht.
Acorda.
Claro que há excessões. Toda regra tem. Já conheci gay que só tinha tesão em travesti. Já conheci musculosérrima namorando uma gay sagüi. O papo aqui é outro.
Ser Drag te deixa marcado como ferro em brasa. Igual marcam boi. Mesmo que vc nunca seja famosa, terá alguém pra contar.
Já aconteceu de estar caçando no chat UOL em Campinas, ir pro MSN, o cara ver foto, mude etc e chegando no portão de casa se deu conta que eu era a Rubya e VOLTOU EMBORA.
Na mesma tarde, o mesmo cara tava dando o cu pra desconhecido na sauna gay pq eu tava lá e vi!
Os tempos são outro? Nao. Não são. Pode ter mudado um bocadinho, mas quantos gays vc conhece que ao menos se deixam ser paquerados por um gay afeminado na boate? Pior! Se ele saca, a gay vira motivo de chacota na turma dos descamisados.
E a gay vai ficando murcha, retida no gueto
Namorar Drag seria como namorar um ator, mas o preconceito dentro da própria classe é tão pesado e velado, que passamos a vida sozinhos. Tem um link de uma entrevista que falo sobre isso. Vejam:
Agora imaginam eu em Campinas, madrinha de Parada Gay, trabalhando em todas as boates, dirigindo a maior da América latina, se alguém queria namorar?
Eu podia listar uma centena de gays que já dormiram comigo e por incrível que pareça, nenhum virou namorado. Estranho, né? Não é.
Quando eu caçava em outras cidades e me perguntavam o que eu fazia: teatro. Parava aí.
Se a pessoa adicionasse no Orkut já via o que eu era e automaticamente, como num passe de mágica, sumia.
Atualmente enfiam glitter até no cu e dizem estar com tesão na bunda da Pablo.
Parem de dizer “eu não curto afeminado” pq isso é homofóbico. Se o cara quiser te enganar falando grosso e usando maneirismos grotescos pra satisfazer seu ego escroto, ok. Mas vc vai pegar esse mesmo cara dublando e dançando igual uma loca se tocar Born this Way na boate.
As afeminadas e travestis tiveram que bater em policial em 1969 em Stonewall só pra gente poder existir hoje com mais tranquilidade. Afirmar que não “curte afeminado” não te faz apenas idiota. Te faz ir contra nossa própria evolução dentro da sociedade.
#Paz 🏳️‍🌈 🕊
Aqui tem uma matéria de 2015 da @ACapacombr
com as 10 Drags que fizeram história no Brasil nos anos 2000.
Eu sou a plus 2
Pausa pra nova geração conhecer um pouco das Drags
acapa.com.br/no-dia-interna…
@threadreaderapp unroll please!
O ícone me notou ❤️❤️
Missing some Tweet in this thread?
You can try to force a refresh.

Like this thread? Get email updates or save it to PDF!

Subscribe to Paulo 🏳️‍🌈
Profile picture

Get real-time email alerts when new unrolls are available from this author!

This content may be removed anytime!

Twitter may remove this content at anytime, convert it as a PDF, save and print for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video

1) Follow Thread Reader App on Twitter so you can easily mention us!

2) Go to a Twitter thread (series of Tweets by the same owner) and mention us with a keyword "unroll" @threadreaderapp unroll

You can practice here first or read more on our help page!

Follow Us on Twitter!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3.00/month or $30.00/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!