Marx idealizou uma sociedade comunista?

"Nosso objeto aqui é uma sociedade comunista, não como ela se desenvolveu a partir de suas próprias bases, mas ao contrário, como ela acaba de sair da sociedade capitalista [...] +
[...] portanto trazendo de nascença as marcas econômicas, morais e espirituais herdadas da velha sociedade de cujo ventre ela saiu."
MARX, Karl em 'Crítica do Programa de Gotha' p.29.
-

Nessa citação já se refuta a sentença de que Marx idealiza uma sociedade da cachola dele.
Vemos a materialidade com que nós, marxistas trabalhamos, fugindo de premissas míticas e tentativas de acertar o que supostamente vai acontecer no futuro. Tal senso de realismo herdado de Hegel.

Adiantando mais o assunto, não trabalhamos com categorias como:
"[...], sem ricos e sem pobres [...]"

Seria tautologia ao afirmar anteriormente que não teriam mais classes. Sendo que uma coisa leva a outra.

Continua

"[...], todos com uma mesma condição [...]"

Mesma condição do que exatamente? Deixemos isso de lado então.
Sobre a analogia. <>

1. Ela é falsa. Esse experimento nunca foi realizado, não existem provas de que ele tenha ocorrido e nem nomes. Se baseia apenas em um senso comum profético de que coletivo é sinônimo de ineficiência.

2. Isso não possui ligação alguma com o socialismo científico desenvolvido por Karl Marx e Friedrich Engels.

O modo de produção comunal, assim com o modo de produção socialista, não se baseiam na coletivização do resultado final entre todos os membros da sociedade.
Mas a todos que contribuíram ao resultado final total da produção. Seria realmente ilógico distribuir a produção com os que não ajudaram. Exceção com aqueles incapaz de produzir, sejam quaisquer os motivos, ex: por questões de saúde.
Vou colocar dessa vez uma longa citação de Marx, que dessa vez comprova a falsificação tosca realizada por vocês a respeito da distribuição do produto final:

⬇️⬇️⬇️
"Se tomarmos, em primeiro lugar, o termo "fruto do trabalho" no sentido do produto do trabalho, então o fruto do trabalho coletivo é o produto social total.
Dele, é preciso deduzir:
Primeiro: os recursos para substituição dos meios de produção consumidos. +
Segundo: a parte adicional para a expansão da produção.
Terceiro: um fundo de reserva ou segurança contra acidentes, prejuízos causados por fenômenos naturais etc.
Essas deduções do “fruto integral do trabalho” são uma necessidade econômica e sua grandeza deve ser determinada +
de acordo com os meios e as forças disponíveis, em parte por cálculo de probabilidades, porém elas não podem de modo algum ser calculadas com base na justiça.
Resta a outra parte do produto total, que é destinada ao consumo. +
Mas antes de ser distribuída entre os indivíduos, dela são novamente deduzidos:
Primeiro: os custos gerais da administração, que não entram diretamente na produção.
Essa fração será consideravelmente reduzida, desde o primeiro momento, em comparação com a sociedade atual +
e diminuirá na mesma medida em que a nova sociedade se desenvolver.
Segundo: o que serve à satisfação das necessidades coletivas, como escolas, serviços de saúde etc.
Essa parte crescerá significativamente, desde o início, em comparação com a sociedade atual e aumentará na +
mesma medida em que a nova sociedade se desenvolver.
Terceiro: fundos para os incapacitados para o trabalho etc., em suma, para o que hoje forma a assim chamada assistência pública à população carente."
[...]
"No interior da sociedade cooperativa, fundada na propriedade comum +
dos meios de produção, os produtores não trocam seus produtos; do mesmo modo, o trabalho transformado em produtos não aparece aqui como valor desses produtos, como uma qualidade material que eles possuem, pois agora, em oposição à sociedade capitalista, os trabalhos individuais +
existem não mais como um desvio, mas imediatamente como parte integrante do trabalho total."

[...] {nota: a citação entre essas foi a primeira de todas na thread}

"Por conseguinte, o produtor individual - feitas as devidas deduções - recebe de volta da sociedade +
exatamente aquilo que lhe deu. O que lhe deu foi sua quantidade individual de trabalho. Por exemplo, a jornada social de trabalho consiste na soma das horas individuais de trabalho. O tempo individual de trabalho do produtor individual é a parte da jornada social de trabalho +
que ele fornece, é a sua participação nessa jornada. [...]"
MARX, Karl em "Crítica do Programa de Gotha", p. 29, 30.
-

Com esse longo trecho do livro já é possível desfazer tudo que foi dito dentro dessa postagem. Não terei mais a adicionar senão a leitura do mesmo.
Vídeo sobre "O experimento socialista em sala de aula".
<>

Livro utilizado (minha versão era da Boitempo)
<marxists.org/portugues/marx…>

Vídeos adicionais sobre:
<>
<>
<>

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with ʀᴇɴᴀɴ; 🇰🇵💛🇰🇷 ▴ ele/dele ▴

ʀᴇɴᴀɴ; 🇰🇵💛🇰🇷 ▴ ele/dele ▴ Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!