1. UMA QUESTÃO DE JUSTIÇA

Quem enriquece vendendo produtos/serviços q são comprados de forma VOLUNTÁRIA pelo consumidor, pois resolve ou melhora algum aspecto da vida, não gera revolta nas pessoas. Vc compra uma Heineken, ou uma panela air fryer se vc quiser. Ninguém te obriga.
2. Já quem recebe salários ou ganha dinheiro cuja origem foi uma facada pro cidadão, um dinheiro q foi arrancado à força, gera revolta nas pessoas. Monopólios, oligopólios e impostos são exemplos desssa categoria onde quem teve seu dinheiro arrancado não teve escolha.
3. Essas duas formas de se enriquecer, a que é proveniente do mercado livre e competitivo, e aquela forma q teve origem na imposição de força, geram a reações CONTRÁRIAS nas pessoas incompetentes.

Curiosamente, as pessoas INCOMPETENTES tem uma reação contrária ao natural.
4. Um incompetente odeia o enriquecimento consequente de atividade livre e competitiva. Essa pessoa defende a possibilidade de enriquecimento com origem no uso da força contra as pessoas.
5. Pq isso? Fácil de entender. Aquele q é super competente, q enriqueceu de forma lícita, livre, competitiva, onde os consumidores fizeram compras voluntárias, irrita o incompetente.

O vencedor no mundo livre é a prova viva da incompetência da pessoa não virtuosa.
6. Já aquele q é não é competente, q enriqueceu de forma ilícita, ou através de benefícios estatais nada meritória, onde os consumidores foram forçados a gastar, sem direito de escolher, da esperança ao incompetente.

É a chance do incompetente ganhar algum dinheiro.
7. O vencedor no mundo livre é a prova viva da incompetência da pessoa não virtuosa.

Quem gosta de liberdade, do ímpeto natural do ser humano em empreender, provavelmente admira o Jeff Bezos, o Steve Jobs, mesmo sabendo q a chance é muito baixa de obter o mesmo sucesso de ambos.
8. Já o incompetente, dominado por sentimentos de ódio e inveja de quem é competente, inventa as mais idiotas teorias sociais p/ "provar" q Bezos e Jobs são ruins p/ o mundo. Na verdade, p/ a pessoa q tem pavor de ter q provar o seu valor no mundo livre, Bezos e Jobs são ofensas.

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Henrique Bredda

Henrique Bredda Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @hbredda

20 Sep
1. UMA REFLEXÃO E UMA EMPRESA TENTANDO AJUDAR

40 mil funcionários, milhares treinando num dos melhores laboratórios de tecnologia do país, não demitiu ninguém no covid qdo milhares de cias colocaram milhões nas ruas.

Milhões em doações pela família controladora em plena crise.
2. Gera emprego e renda, não pára de crescer e contratar. Gera bilhões de reais em impostos para a União, ganha consistentemente entre as melhores empresas do país para se trabalhar e gerou um valor enorme para os acionistas.
3. Mas agora, com um programa de trainee para contratar 20 a 30 pessoas negras e pardas, gerou revolta. Parece q tudo se resume a apenas esse programa. Todo o resto não interessa mais? Não importa quantas milhares de oportunidades para todos a empresa gera e gerou em 60 anos?
Read 21 tweets
16 Sep
1. Conversei c/ dezenas de Ligas Financeiras q existem em muitas universidades. São iniciativas organizadas pelos alunos, c/ pouco ou nenhum apoio da universidade. Os jovens q quiserem abrir a cabeça, evoluir e adquirir conhecimentos, precisarão criar essa alternativa por si só.
2. Os jovens estão entendendo q a universidade brasileira, na média, está aparelhada e infectada pelo vírus do atraso. A única saída é tomar as rédeas da própria vida. As ligas, em essência, se tratam disso: independência na busca de conhecimento sem o cabresto institucional.
3. Conheci exceções. Sou fã do trabalho do Professor Dr. Marcio Jolhben Wu. Marcio é professor do Centro Universitário FECAP, coordenador do Instituto de Finanças da FECAP. Além de extremamente preparado, é muito empenhado em ajudar os estudantes. Marcio honra a profissão q tem!
Read 5 tweets
12 Sep
Não vim aqui p/ trazer assunto fácil ou consensual. Estou preparado p/ os ânimos se acirrarem.

"Conheço as tuas obras, que nem és frio nem quente; quem dera foras frio ou quente! Assim, porque és morno, e não és frio nem quente, vomitar-te-ei da minha boca".
(Apocalipse 3:15-16)
Se não for pra gerar discussão dura, as redes sociais se tornam apenas um canal de exibicionismo de uma vida que vc não tem, de uma pessoa que vc não é, apenas uma nova forma de propaganda pessoal.
Não seja aquela pessoa triste que posta emojis de risos, fingindo algo que vc não é. Não viva postando apenas uma sequência de fotos com o seu melhor ângulo, com seu melhor sorriso, da sua melhor viagem, com o único intuito de ter o seu ego massageado.
Read 4 tweets
12 Sep
1. SEM REAÇÃO, ISSO VAI ACONTECER

Quer entender pra onde o mundo idealizado pelos egoístas de fala mansa, aqueles que pregam paz, amor e desarmamento, enquanto vivem em bolhas de festas e regalias cercados por seguranças armados, vai?

Leia esse livro. URGENTE.
2. "Considerado o livro mais influente nos Estados Unidos depois da Bíblia, segundo a Biblioteca do Congresso americano, A revolta de Atlas é um romance monumental. A história se passa numa época imprecisa, quando as forças políticas de esquerda estão no poder.
3. Último baluarte do que ainda resta do capitalismo num mundo infestado de repúblicas populares, os Estados Unidos estão em decadência e sua economia caminha para o colapso.
Read 9 tweets
8 Sep
1. COMO PARECER VIRTUOSO, MESMO SEM FAZER NADA

Vinicius: "Bredda, vc como ser humano deveria saber q ñ podemos deixar ninguém pra trás."

Eu: "Verdade. Ajudo muitas pessoas sempre q possível, reconheço q cada um pode fazer a sua parte. O q vc faz p/ não deixar ninguém pra trás?"
2. Vinicius não respondeu minha pergunta. Preferiu fazer outra.

Vinicius: "Vc, como educador, deveria saber q uma criança com fome não consegue aprender."

Eu: "Vinícius, vc diz isso, mas sustenta qtas crianças?"

Vinicius: "Não tenho filhos."

Eu: "Não falo de filhos. Quantas?"
3. Vinicius: "Eu nenhuma ainda."

Eu: "Então Vinicius, além de duas meninas em casa, ajudo uma instituição com 500 crianças e outra com 750."

-----------
Read 7 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!