1) Esse caso me lembrou o do Ian (nome fictício), para quem advoguei há uns bons anos.
O Ian é negro, tinha uns 20 e poucos anos e foi jantar com um amigo num restaurante dentro de um shopping da Zona Norte de São Paulo;
2) Estacionou o carro no estacionamento do Shopping e subiu os andares todos até o restaurante. Lá, ele e o amigo pediram uma torre de chope (sim, ele errou. Afinal, estava dirigindo). Beberam e pediram outra, que foi trazida pela garçonete;
3) 5 minutos depois ela disse que o shopping estava fechando e que eles, então, precisavam ir embora.
E começou ali uma discussão, entre eles e a garçonete. Eles diziam que queriam de volta o dinheiro do chope que não poderiam consumir. Ela dizia que cobraria;
4) Sem chegarem num acordo, ela chamou a empresa de segurança do shopping para "escoltar" eles pra fora.
As câmeras de segurança pegaram quase tudo... Eles descendo as escadas rolantes com os seguranças segurando-os pela nuca;
5) Das câmeras (sem som), via-se que eles gesticulavam, talvez ainda discutindo, talvez pedindo para serem soltos.

Quase na entrada do estacionamento, as câmeras curiosamente não estavam funcionando naquele dia (🤷‍♂️) e foi ali que tudo aconteceu;
6) Durante o processo, ele dizia que o amigo conseguiu fugir. E que ficou ele cercado por 4 seguranças. E que apanhou muito, mas muito mesmo. Teve várias costelas fraturadas, mandíbula rachada, teve que se submeter a algumas cirurgias;
7) Dizia que, após apanhar muito, foi "escoltado" para o seu carro e "orientado a ir embora".
Com muita raiva, inteiro machucado, acelerou o carro e atropelou 3 dos 4 seguranças que lhe agrediram, batendo com o carro na parede em seguida;
8) Os seguranças (todos sobreviveram) negaram ter batido nele, e diziam que aquelas lesões todas que ele apresentava eram pela colisão do carro na parede.
A agressão que ele sofreu nunca foi investigada. E ele foi acusado de 3 tentativas de homicídio duplamente qualificadas;
9) No júri, sustentei que ele tinha agido com violenta emoção logo após a injusta provocação das vítimas. Pedi ainda que os jurados determinassem a instauração de inquérito para apurar as lesões gravíssimas que os seguranças praticaram nele;
10) Ganhei os dois pedidos e Ian foi condenado por tentativa de homicídio privilegiado, em regime aberto.
Os seguranças foram investigados, por determinação dos jurados, mas nunca nem foram processados. Já se vão uns 5 anos disso;
11) Os seguranças bateram nele por ser negro? Não sei. Mas tenho certeza que, fosse branco, não teriam batido.

Que isso é racismo, ainda que estrutural, não há como negar.

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Marcelo Feller

Marcelo Feller Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @FellerMarcelo

29 Jul
1) O Governo anunciou que passará a produzir notas de 200 reais. Por trás do lobo-guará fofinho que estampará a nota, está mais um passo do governo em benefício de criminosos, de lavadores de dinheiro, dos corruptos e na contramão do mundo. Vou explicar:
2) Cédulas com valor mais alto são mais fáceis de guardar. Na mesma mala que cabem 100 mil reais, em notas de 100, caberão 200 mil reais, em notas de 200. O dobro do valor pelo mesmo espaço.
Utopicamente, o ideal é que, no futuro, acabemos com o dinheiro em papel;
3) Isso ainda é impossível, em especial porque temos milhões de brasileiros que estão fora do sistema bancário. Mas, perdão pela obviedade, transações financeiras pelo sistema bancário têm rastreabilidade e pagamentos em espécie não;
Read 8 tweets
24 Jul
1)Fui ler a decisão do Min. Alexandre. Recomendo que todos o façam. Publico ela aqui e, nesse fio, explico ela:

conjur.com.br/dl/inq-4781.pdf
2) Inicialmente, recebi a decisão com maus olhos. Pra mim, uma manifestação criminosa deve ser punida, mas impedir a manifestação previamente deve, sempre, ser a última opção de qualquer juiz. Eu tinha até escrito todo um fio sobre isso e, depois de ler a decisão, apaguei tudo
3) Os perfis bloqueados NÃO APENAS teriam feito manifestações criminosas. Existiriam indícios de fazerem parte de uma organização estruturada, que se utilizaria de robôs para disseminarem suas manifestações. A ação conta com o testemunho de parlamentares. Vejam trechos:
Read 9 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!