Ontem comentei em uma postagem de @waggybiomed a respeito do problema da resistência das cepas de N. gonorrhoeae aos antibióticos, então resolvi fazer esse fio pra mostrar a gravidade do tema. Para tal uso como base a publicação abaixo:

pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/33785063/

Segue o fio ➡️
Bactérias resistentes tem sido um dos maiores problemas de saúde pública no mundo, a ponto de, em 2014, a OMS ter publicado um documento intitulado “ANTIMICROBIAL RESISTANCE Global Report on Surveillance”

Link: apps.who.int/iris/bitstream…

Segue ➡️
Neste documento, já colocava - ao lado das estrelas da resistência como enterobactérias (papo do próximo fio), Pseudomonas, Acinetobacter e Estafilococos - a Neisseria gonorrhoeae na lista dos problemas - resistência às cefalosporinas de 3ª geração.

Segue ➡️
Existem mecanismos que permitem não somente resistência à penicilina, mas também às drogas alternativas, tais como as já citadas cefalosporinas de 3ª geração como também fluorquinolonas e outras. Os primeiros mecanismos de resistência se deram de forma enzimática.

Segue➡️
Naturalmente, quando “atacadas” por antibióticos beta-lactâmicos, elas produzem enzimas chamadas “beta-lactamases”, cuja missão é de hidrolisar (abrir ou quebrar) o anel beta-lactâmico, base da composição e da ação antibacteriana desse grupo de fármacos. As primeiras dessas... ➡️
...são as Penicilinases, cujos genes são transferíveis de uma bactéria para outra através de uma estrutura genética chamada plasmídeo, sendo que a N. gonorrhoeae possui imensa facilidade nessa troca de plasmídeos, e a resistência enzimática se espalha com grande facilidade. ➡️
Além desse mecanismo - penicilinase (chamado de PPNG - penicilinase producing Neisseria gonorrhoeae) que as torna resistentes às penicilinas, estas bactérias se tornam resistentes a outros antibióticos do grupo dos beta-lactamicos através de um outro mecanismo, mais complexo: ➡️
Para explicar esse outro mecanismo abro aqui um resumo do resumo do mecanismo de ação dos beta-lactâncias: eles atuam impedindo a construção da parede celular bacteriana, bloqueando (se ligando) a ação das proteínas ligadoras da penicilina (PBPs). ➡️
Essa ação impede a formação da parede celular, a bactéria perde seu material genético para o meio e morre. São drogas chamadas de bactericidas portanto.

Seguindo com a resistência, ocorre modificação na estrutura - formação e conformação tridimensional - dessas enzimas e...➡️
...os antibióticos desse grupo não mais se ligam aos seus alvos, e a bactéria constrói sua parede celular mesmo na presença dos antibióticos desse grupo.

Vamos lá então... esse mecanismo é chamado de “resistência mediada por cromossomos” (CMRNG), causador dessas modificações.➡️
Então, dessa forma, os gonococos (apelido carinhoso da Neisseria gonorrhoeae) se tornam resistentes não somente às penicilinas, mas também às cefalosporinas de 3ª geração.

Cepas de dois tipos de sequência, ST-7363 e ST-1901, adquiriram resistência às cfs de 3ª geração➡️
Segundo o estudo citado no post 1 desse fio, essas duas cepas foram detectadas pela primeira vez no Japão;

Porém,, a linha do tempo, mecanismo e processo de surgimento e disseminação para outros países permanecem desconhecidos.➡️
Com o uso intenso de penicilinas, se tornaram resistentes por produção de penicilinases.

O uso maciço de cfs de 3ª geração, como alternativa, provocou a resistência por modificação de PBPs, e gerou necessidade de uso de outros antibióticos: fluorquinolonas.

Outro papo➡️
Não poderia ser diferente: elas se tornam resistentes por mecanismos extremamente complexos e inteligentes: bombas de efluxo, perda de porinas e alterações de sítio alvo das drogas.

Resumo de cada mecanismo citado ➡️
1. Perda de porinas: os antibióticos entram na célula por proteínas transmembranares especializadas, as porinas. As bactérias reduzem a quantidade dessas portas e reduzem a facilidade de entrada das drogas, dessa forma, reduz a concentração intracelular e se torna resistente➡️
2. Bombas de efluxo: são “porinas invertidas”, que jogam pra fora da célula bacteriana o antibiótico que entra pelas porinas. Dessa forma, a droga nao atinge dose terapêutica - concentração inibitória mínima - dentro da célula, e a mesma se torna resistente. ➡️
3. Modificação de algo: às fluorquinolonas agem na DNA-gyrase, uma enzima fundamental ao metabilismo bacteriano. Um gene chamado gyrA modifica esse sítio alvo, e a bactéria se torna resistente.
➡️
Percebam que esse problema é muito mais sério e profundo que simplesmente resistência às penicilinas, dos bons tempos em que dose única de 1.2 milhões de unidades de benzetacil resolviam o problema da gonorreia.

Além dessas drogas, já há resistência tb as tetraciclinas...➡️
...azitromicina, aminoglicosídeos, e outros.

Como se trata de uma infecção sexualmente transmissível (IST), a gonorreia acaba sendo um problema comportamental social, que envolve muitas vezes as famílias.

Espero ter te ajudado a compreender melhor esse problema da➡️
...resistência da N. gonorrhoeae aos antibióticos.
Lembrar sempre do impacto negativo das ISTs na transmissão do HIV e dos vírus da hepatite B, por ex.

Se vc gostou, curte e espalha, afinal, informações deveriam ser espalhar mais rapidamente que uma IST, não é? Abraço. ⏺

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Caio Salvino

Caio Salvino Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!