EXCLUSIVO: Sobre as negociações de @rsallesmma c/ os EUA, 10 coisas que soube da proposta dos americanos:
1) EUA trabalham a todo vapor pra mostrar que estão de volta aos esforços pra combater as mudanças climáticas e querem q a cúpula de 22/4, chamada por Biden, seja um sucesso
2) Isso significa que eles querem de todo jeito arrancar ambição dos outros países convocados pra reunião – Brasil entre eles. Mini-acordos bilaterais estão sendo desenhados, e os americanos estão passando a mensagem de que não querem brincadeira.
3) Nas reuniões c/ o Brasil, afirmam q querem um compromisso político: q o País volte a se comprometer em zerar o desmatamento ilegal até 2030 e tenha um plano concreto para isso, reabilitando o PPCDAm (programa de combate ao desmatamento fundamental para reduções anteriores)
4) Eles acenam com algum $ pra ajudar, mas nada nem perto do que quer Salles, os tais US$ 1 bi. Esse montante assim "de graça", como quer o ministro, não está em jogo. E eles não querem que o Brasil se comprometa somente com o básico
5) Falar que consegue reduzir em até 40% o desmatamento, se for pago pra isso, depois de aumentar em quase 50% a devastação, é fazer a obrigação, entendem os EUA. E a barganha não caiu nada bem entre os americanos, como mostraram algumas reportagens nesta semana.
6) De 18 para 19, o desmatamento na Amazônia subiu 34,4%, e de 19 para 20, mais 9,5%. São os maiores valores desde 2008. Salles insiste em dizer q a alta vem desde 2012, mas, em média, os alertas nos 2 anos de Bolsonaro foram 82% superiores à média dos alertas nos três anos antes
7) @rsalles disse que manteve as metas de redução de emissões de gases-estufa assumidas junto ao Acordo de Paris sem trazer novas condicionantes. Mas o documento apresentado no ano passado deixou de conter justamente a meta de zerar o desmatamento ilegal até 2030
8) Os EUA são pragmáticos: querem ajudar c/ ações de combate a fogo e apoio contra a exploração ilegal de madeira (eles sabem que boa parte dessa madeira vai pra lá), mas dizem que para "construir confiança", querem esse compromisso público do Brasil com desmatamento zero em 2030
9) Nessa construção de confiança, pedem q sejam restaurados os recursos e o mandato do @brasil_IBAMA, inclusive o direito de confiscar e destruir equipamentos de crimes ambientais. Pedem "inequívoco apoio" do governo para isso, visto q esse tipo de ação funcionou bem no passado
10) Além de ações de curto prazo, os EUA acenam com apoios de médio e longo prazo, como apoio ao Adote um Parque por empresas americanas. Mas para isso querem 1º ver o desmatamento cair e a governança aumentar, assim como o orçamento nacional para essas ações

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Giovana Girardi

Giovana Girardi Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @giovanagirardi

29 Aug 20
Curioso o bate-rebate da verba de hj. #vempensar comigo e segue o fio:

1) O desmatamento na Amazônia teve 14 meses seguidos de alta, entre 5/19 e 6/20. Julho ficou abaixo, mas foi o 2º pior da história. Em um ano, a alta foi de de 34,5%
@Estadao: sustentabilidade.estadao.com.br/noticias/geral…
2) Ou seja, o desmatamento não foi combatido, com ou sem verba
sustentabilidade.estadao.com.br/noticias/geral…
3) Em 2019, no auge das queimadas, governo decreta GLO, manda as Forças Armadas pro mata e reduz o fogo por um tempo. Mas a motosserra continua comendo solto
4) Vem a pandemia. Desmatadores não dão sinal de arrefecer. Salles diz pra aproveitar o momento e "passar a boiada"
5) Em maio, nova GLO. Mourão assume combate ao desmatamento. Releia o item 1
6) Fiscais do Ibama denunciam q GLO é furada, não vai onde o bicho pega
Read 6 tweets
12 Dec 19
Vou contar aqui uma historinha da #cop25 que ilustra como o Brasil, em quatro anos, abdicou de seu papel de protagonista das negociações internacionais sobre mudanças climáticas. Tá meio longo, desculpem, mas é interessante Segue o fio:
Quando o Brasil se comprometeu a colaborar com os esforços mundiais para combater o aquecimento global, disse ser capaz de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa em 43% até 2030 sem necessidade de ajuda externa.
O País, cuja principal fonte do problema é o desmatamento da Amazônia, se comprometeu a zerar o desmatamento ilegal até aquele ano. Isso foi em 2015, quando o Acordo de Paris foi fechado. O governo era de Dilma Rousseff. A ministra do Meio Ambiente era Izabella Teixeira.
Read 11 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!