Tenho 29 anos. Durante a maioria da minha vida laboral tive trabalhos precários, part-times daqueles onde a malta é mandada embora no limite de renovações contratuais para q o empregador não tenha de lidar com efectivos no local de trabalho. Trabalhar muito, receber muito pouco.
Trabalhei, estagiei (de forma não remunerada) e estudei. Tudo ao mesmo tempo. Já com uma "longa carreira" de trabalhos onde me pagavam o ordenado mínimo porque não era possível pagar menos, aos 26 anos, tornei-me advogada. Achei que a precariedade acabaria ali. Ingénua.
No meu primeiro trabalho "a sério" como advogada, fui confrontada com condições q, assim que chegasse ao patamar mínimo em que descontaria mensalmente €250 para CPAS + €35 de quotas, tornar-se-ia absolutamente insustentável. Imagine-se quanto recebia. C/exclusividade, castrada.
Aos 27 percebi q estava, desde q comecei a trabalhar, a conhecer empregador atrás de empregador que olha p/os trabalhadores como meros empecilhos, como males necessários a quem pagam o mínimo possível enquanto choram dentro de carros de luxo pq "há crise e é preciso fazer cortes"
Decidi arriscar aos 28 e abri o meu escritório e comecei a dar aulas. Não me alongarei sobre o que é "arriscar" como advogado, sem uma rede herdada por quem quer que seja. Mas aos 28 continuo sem saber quando chegará a estabilidade financeira que me permitirá ser mãe.
Trabalho de domingo a 6ª. Ao sábado tenho aulas de pós graduação. Comecei a trabalhar aos 23. Aos 29 anos, é com uma profunda dor q constato q provavelmente não alcançarei o meu sonho de ter muitos filhos. É indigno ver quem defende coisas como o fim do SMN apelar à maternidade.
Paguem salários dignos. Ofereçam condições dignas. Parem com o contorcionismo contratual para não terem trabalhadores efectivos. Permitam o descanso, a estabilidade e uma vida condigna aos trabalhadores e verão se o problema da maternidade(?) não começa a caminhar p/ a resolução.

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Maria Eduarda

Maria Eduarda Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!