Diante disso, vamos a outra thread. Como impedir um golpe militar?
A primeira coisa a saber é que os golpistas têm uma vantagem estratégica. Como eles são comparativamente poucos e homogêneos (enqto a coalizão anti golpe é maior e mais heterogenea, incluindo do Lira ao MST, por exemplo), suas ações são mais fáceis de coordenar e observar
Trocando em miúdos, é muito mais fácil q o cmdte da marinha combine td direitinho com o cmdte da aeronautica (e tb fique de olho nele, pra ver se ele não vai dar pra trás na última hora) que o Lira e o MST o façam.
Alem disso, dado q as preferencias da coalizao antigolpe sao mais heterogeneas, os golpistas podem atacar rachando a oposicao (por exemplo, eles começam por prender militantes de esquerda; a direita democratica vive seu dia do poema do brecht e nada faz, e sua hora tb chega)
Isso nos deixa as tres primeiras lições.

1. A oposição tem que abrir todos os canais possiveis de dialogo e coordenacao ja. Nao vai dar pra achar o telefone do “cara do PT” qdo os tanques estiverem na rua, tem q estar td funcionando ja.
2. A oposição tem q ficar vigilante e compartilhar informações. Qualquer movimentação golpista deve ser exposta, condenada e respondida adequadamente. E tem tb que se auto-vigiar. É preciso criar mecanismos para saber q na hora H os q se dizem democratas estarão do lado certo
3. É preciso expandir as articulações para além dos altíssimos gabinetes de Brasília. Essa gente sozinha não faz verão. Vai ser preciso expandir o conflito p sociedade. Se houver golpe amanha, no dia seguinte tem q ter 10milhoes de pessoas na rua.
Expandir o conflito dessa forma tem alguns objetivos. Um é tentar compensar com números as armas que a oposição não tem. Se os milicos mandam a tropa descer a esplanada dos ministerios, terão q faze-lo sobre nós.
Outro é enviar a msgs de que aquilo é inaceitável. O soldado tem q pensar “se eu apoiar esse golpe, eu vou ser um paria aqui na minha comunidade”. O tio q diz q nao se mete em politica tem q ver q tem MUITA gente achando aquilo errado, entao q deve ser errado mesmo.
O povo na rua tb eleva a pressao p a comunidade internacional reagir. Cenas de pessoas sendo arrastadas transmitidas pela BBC faz com que fique dificl para os governos internacionais não condenarem e potencialmente reagirem ao golpe com sancoes e outras punicoes.
Essa nao é a unica forma da sociedade provocar reacoes internacionais. E aqui a proxima coisa a se fazer:

4. É preciso vitaminar os canais de comunicacao entre a sociedade brasileira e congeneres internacionais. Sao esses q podem pressionar governos internacionais.
Entao, se os indigenas brasileiros forem reprimidos pelo golpe, eles contatam as ongs internacionais que atuam no BR, essas ongs contatam a sua matriz, a matriz pressiona o governo e, Washington, Genebra, p, etc.
Nessa de trazer a sociedade, é preciso trazer parte das elites economicas para a coalizao anti golpe. Nao so eles podem ajudar a elevar os custos do golpe (percebam, é td um exercicio de deixar o golpe mais caro, nao de convencer o braga netto a ser democrata) +
Por meio das suas decisoes economicas, mas tb pq alguem tem q pagar pela mobilizacao anti golpe. Alguem tem q ir na febraban e dizer olha, o custo desses cartazes e onibus aqui é dinheiro de troco perto do custo das sancoes q vcs vo tomar na cabeca se houver golpe)
Por ultimo:

5. É preciso atacar o braga netto na mesma moeda, e tentar desmantelar a coalizao golpista. Liga pro comandante militar q ta no muro sobre o golpe e diz p ele: se a gente ganhar, vc vai ser o comandante do exercito. Ele fica balancado, o golpe perde apoio, etc
Em resumo, cria conexoes mais fortes entre os democratas, inclue a sociedade civil organizada e os empresarios, deixa a comunidade internacional de sobre aviso, e tenta convencer alguns do lado de la pra vir pro lado de ca. Braga Netto vai ter q suar.
E em tempo, adotar semipresidencialismo é capitulacao, nao solucao, @ArthurLira_

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Fernando Bizzarro

Fernando Bizzarro Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @fbizzarroneto

21 Jul
Looonga thread

Quando eu li sobre a proposta de adotar o semi-presidencialismo defendida recentemente pelo Presidente da Câmara, dei de ombros. Qualquer cientista político brasileiro sabe que ano ímpar é nossa alta-temporada,
quando nosso dia-a-dia – comparar as consequências da adoção de diferentes instituições – se torna o esporte nacional. Levei a proposta de Lira tão a sério quanto levo a sério as periódicas colunas de jornal defendendo o parlamentarismo: li, dei uma risadinha, e fechei o jornal
Contudo, quando Octavio Amorim Netto e David Samuels propuseram o semi-presidencialismo em texto de opinião recente como uma solução para o Brasil, parei e pensei.

talcualdigital.com/las-raices-de-…
Read 32 tweets
10 Mar 20
A opção por uma justiça eleitoral independente e profissional foi uma das mais importantes do séc xx no país. Não pq dali em diante não houve bagunça nas eleições, mas pq dali em diante ficou acertado que uma vez que os votos fossem contados, a peleja se resolvia.
Obviamente que teve golpe e tal depois, mas na politica local, o problema tava mais ou menos resolvido. Digo isso p salientar aquela q é a 1a verdadeira crise democrática q a gente comprou em 2018 e tá esperando chegar: a lisura e liberdade das eleições locais em 2020.
Quando Bolsonaro questiona a legitimidade das eleicoes de 2018 ele nao tá só jogando com sua propria eleicao. Ele ta tb abrindo a porteira para a manipulação "defensiva" das eleicoes de 20 pelos seus.
Read 6 tweets
21 Nov 19
Hora de thread: quais são as chances da ApB se institucionalizar e se tornar um partido politico maior que o Bolsonaro, com qualquer chance de influenciar a politica depois que o Jair sair do poder?
Partidos políticos são endêmicos à democracia. Basicamente toda democracia tem partidos, com excessão de micro-estados nos arquipelagos do Pacifico.

Nem todos os partidos são iguais, contudo.
Alguns têm uma organização profissionalizada, penetração territorial, regras bem estabelecidas, e uma identidade consolidada. Na Ciencia Politica, esses partidos são chamados de institucionalizados.
Read 17 tweets
12 Nov 19
A confusão q existe é, em alguns casos, ideológica mas entre os experts ela é predominantemente terminologica. Uma thread pra vcs nessa manha de terça feira.
Há 3 eventos típicos q são chamados golpe. 1. Qdo o chefe de governo é removido inconstitucionalmente; 2. Qdo um novo chefe de governo é selecionado inconstitucionalmente; 3. Qdo um chefe de governo permanece no poder inconstitucionalmente

(tds por agentes do proprio estado)
De baixo pra cima, um exemplo do caso 3 é o auto-golpe, qdo um lider no poder cancela eleições pra evitar ser removido como previsto na constituição. Fujimori é um bom exemplo aqui. Presidente quebra a constituição p se manter no cargo.
Read 15 tweets
15 Sep 19
Caro @Estadao

Da proxima vez q vcs pedirem para alguem eacrever sobre indicadores de democracia e sua dinamica recente, sugiro q procurem por alguem q saiba do assunto. Do contrario, vao passar vergonhas como essa

cultura.estadao.com.br/blogs/estado-d…
So um exemplo: o VDem tem 400 indicadores de diferentes dimensoes da democracia, e o mais claro e transparente de todos as metodologias. Ai vem o Schuler, que brinca de analise da politica, e sugere q nao ha dados por tras das afirmacoes.
Ele nao se deu ao trabalho de entrar no site do projeto antes de eacrever essas besteiras.

Acho bem feito pro jornal, contudo, q fica dando edpaço para amadores.
Read 5 tweets
22 May 19
It is time for some game theory: como os autocratas concentram poder? (qualquer semelhança com pessoas e situações reais é mera coincidência).
1o insight importante: as coalizões sob autoritarismo, mesmo quando estaveis, são frageis. A fragilidade vem 1) do fato de que a exclusão de qualquer membro da coalizão pode significar a morte do excluído e 2) do fato que se vc nao eh o excluido, vc concentra poder.
Portanto, todo mundo quer concentrar poder, mas morre de medo de força a barra e acabar sendo excluido. Estavel, mas fragil.
Read 10 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!

:(