Uma questão pessoal sobre a Selic e a inflação: não acho absurdo a Selic terminar o ciclo em 11% ano q vem. Por que? Vejam, os economistas do Focus estão ajustando lentamente as previsões e já aceitam inflação de 8% ao final deste ano. Com juro real neutro de 3% e os documentos +
do BC indicando política contracionista (acima do neutro) o nominal teria q ir a 11%. Claro q o hiato dilatado e o cenário eleitoral agem contra, mas a recente pesquisa do IPEA q mostra q o PIB potencial vai crescer menos de 1% com o efetivo correndo acima indicam o seguinte: (+)
A abertura do hiato vai diminuir gradualmente, mas o potencial nesse nível contribuiu pro neutro cair pra 3% e forçar o bcb a levar a Selic pra terrenos perigosos próximos ao limite inferior justamente qdo o hiato abriu e o efetivo caiu mais. (+)
Agora as lentas recuperações de efetivo e potencial tendem a estabilizar a neutra e a Selic real ex ante convergir pra ela até q a Inflação fiquei na meta e o câmbio cuide dos ajustes externos. Mas mesmo q a neutra suba, agora é inevitável q a Selic não suba e arrefeça (+)
o crescimento do PIB. Por outro lado, as expectativas pra 2022 ainda põem ipca em 4% e juro em 8% o q daria um juro real de 4% q parece exagerado pra levar a inflação pra meta de 3,5%. De todo modo, a taxa de juros real ex ante extraída do swap DI pré já mostra q está em 4% (+)
Ou seja, já no terreno contracionista. Isso pesa pro crédito de longo prazo, agora extraindo a grosso modo o juro real do bcb pelo Focus vemos q ainda estamos em juro real zero e, portanto em terreno estimulativo mesmo q o discurso seja de aperto. (+)
Isso o os caras erraram tanto lá trás q não tem como tirar o atraso tão rápido e talvez por isso tenha gente pondo nas opções possibilidades de 125 bps.

Pra mim os economistas erraram no ipca e tão corrigindo, tão errado na leitura de q o BC quer levar pro contracionista e (+)
tão errando pra 2022 ou na inflação (q se maior q 4% aí sim justifica um juro nominal de 8%) ou na selic (pq com inflação de 4% não precisa juro real tão alto).
*inevitável q a Selic suba

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Osmani Pontes

Osmani Pontes Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @MorenoPontes

14 Sep
CORNER DA PRATA, NAJI NAHAS, A QUEBRA DA BOLSA DO RIO E A CARTINHA DE MICHEL TEMER VERSÃO 2

Se vc trabalha no mercado, tem<40 anos, como eu, e não conhece a história de Naji Nahas, siga o fio baseado em histórias entreouvidas por aí. (créditos ao ex-tesoureiro da asset de BH)
Um vídeo viralizou nas redes sociais hoje pela manhã em que um jantar de empresários oferecido para Michel Temer e que teve a participação do ex-vice-prefeito do Rio Roberto D’Ávila (+)
(PDT, vice de Marcello Alencar) teve espaço para uma galhofa com Bolsonaro por parte do filho de um dos empresários. O vídeo traz de volta à cena política a figura lendária do investidor Naji Nahas o anfitrião do jantar, libanês criado no Egito e que ficou famoso na política (+)
Read 35 tweets
13 Sep
O frágil novo desenvolvimentismo se sustenta em dois exemplos nas argumentações: Vietnã e Suíça. O primeiro é uma ditadura de partido único q controla facilmente insatisfações salariais (vide PAEG). O segundo é um BC q tem ação listada em bolsa, distribui dividendos e (+)
é um paraíso fiscal. Vejam só, em 2011 o SNB instituiu a paridade de 1 euro = 1,20 franco suíço e manteve a tx de juros em - 0,75% fazendo os bancos cobrarem dos clientes pelos depósitos longos (UBS). E nem assim impediu a apreciação cambial pq a moeda virou hedge pra tudo. (+)
O detalhe é q a moeda suíça é lastreada em ouro e em 50% de euro nas reservas de modo q fica mto mais fácil fazer gestão cambial sem maiores riscos de volatilidade. E há apreciação na tendência com depreciações esporádicas. Fora q as exportações dependem de uma demanda (+)
Read 4 tweets
13 Sep
Começamos a pandemia com juros acima do neutro. De março a maio/20 a Selic caiu de 4,25 pra 3%. Em junho já estava 2,25%. Em maio os prêmios já aumentava mais q em emergentes c/pior dívida/PIB e o real já era pior moeda do mundo. Em abril na vdd entramos em juro real negativo (+)
O ex ante foi pra zero e 300 bps abaixo do neutro segundo o próprio BCB. Em agosto isso fica claro qdo a despeito da melhora do balanço de pagamentos o real piora a depreciação. Há q se esperar a defasagem e o stop deveria ser em maio. Mas o BC não só continuou como meteu um (+)
Foward guidance q teve q tirar duas reuniões depois. Mudou pra ajuste parcial, total e agora já vê q tem q subir pra cima do neutro. Não tem mistério. Os tesoureiros sabiam desde o princípio, mas os economistas tiveram q fingir q não sabiam enquanto seus bancos (+)
Read 4 tweets
13 Sep
Vou citar nominalmente pq eu não sou David Deccache (q apesar das nossas diferenças foi atacado desrespeitosamente) e não tenho medo de represália de bois gordos (não levem no sentido literal). Mas OREIRO, PAULO GALA E MARCONI tão protestando contra o q hj? Os caras SEMPRE (+)
defenderam câmbio depreciado pouco se importando com os efeitos sobre salários reais, às custas de ajuste fiscal só pra segurar a inflação apostando q os exportadores não acumulam capital e iriam empregar. Mesmo com os termos de troca melhorando os caras queriam q o BC (+)
os juros pra depreciar o câmbio e reforçar a inflação interna. Isso na época de Lula e de Dilma (que adotou essa política, deu no q deu e os caras não assumiram a paternidade). Aí o Guedes faz a MESMA coisa e os caras tão reclamando dos preços e da situação econômica? (+)
Read 5 tweets
13 Sep
O tensionamento q se vê na política tbm se vê na fintwitt/econtwitt. 6f um bom rapaz, estudioso, defendia q a aceleração da taxa de câmbio provinha da alta dos preços de commodities em 2020, apenas. O modelo parecia bem calibrado, mas não incorporava o prêmio sobre o neutro (+)
E uma crítica séria sobre essa hipótese: é preciso ajustar o juros neutro (piso) do Brasil pra não cair no erro de comparar reduções de juros de mesma magnitude ou diferenciais de mesma magnitude em economias com diferentes pisos. Mas ele exigia uma formalização disso.(+)
Notem q era apenas uma sugestão pra enriquecer um modelo já bem calibrado, mas incompleto. O resultado dessa incompletude também poderia ser verificado quando não atribuiu a depreciação cambial à redução violenta de juros e descola isso da realidade da política cambial de 2019 +
Read 8 tweets
24 Aug
Um ponto de fragilidade dos novos desenvolvimentistas é a dificuldade de compreender mecanismos de transmissão de política monetária e uma pena q o PG (Paulo Guedes ou Gala, tanto faz pq defendem o mesmo) tenha me bloqueado e não possa aprender. (+)
Um paper recente do BoE mostra que há três resultados importantes na transmissão: 1) o repasse do juro básico pra taxa de depósito é imperfeito; 2) há impactos nos spreads de crédito e 3) há substituição entre depósitos e outros passivos bancários (esfera micro) (+)
A ideia básica é q os bancos têm poder de mercado sobre depósitos, mas balanço patrimonial assimétrico com duratios maiores que as correntes e ainda há suavização de dividendos q afeta a decisão ótima. Mais ainda, os financiamentos sem depósitos são imperfeitamente elásticos. (+)
Read 12 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!

:(