A atual onda totalitária de esquerda é resultado de décadas de preparação, e está sendo facilitada pela tecnologia da informação, que permite o controle absoluto de cada cidadão, de forma jamais vista. Alguém já imaginou o que um Stalin faria com esse tipo de tecnologia?
A crença fundamental da esquerda é a transformação radical da sociedade. A queda do muro de Berlim consolidou a derrota do comunismo soviético, levando a esquerda para acelerar a implementação do socialismo "soft", através da Guerra Cultural e da ocupação de espaços.
A Escola de Frankfurt produziu a Teoria Crítica, a dialética negativa da desconstrução do Ocidente, através do questionamento de tudo. Gramsci apresentou o caminho da ocupação de espaços, sob a ética da conveniência para a revolução: o que é bom para o Partido é correto.
Ao longo das últimas décadas, a lógica de trabalho duro, honestidade, honra, dignidade, obediências às leis, defesa da família, mérito, competência e patriotismo foi desconstruída nas escolas, universidade, na mídia e no meio cultural, criando um estado de caos social.
A internet, inicialmente um ambiente de resgate da liberdade de expressão conservadora, se transformou numa ferramenta de aceleração do caos, carregando nela mesma a possibilidade de controle e restabelecimento de uma Nova Ordem socialista, sob controle da "elite iluminada".
O objetivo é um só: CONTROLE. Observe a China. Por lá, não há nenhum movimento LGBTQ, feminista, racialista, antinacionalista ou de defesa dos criminosos, pois lá a "elite iluminada" já está no poder. Logo, a internet é usada para suprimir esse tipo de discurso.
O que estamos observando no Ocidente é a fase de desconstrução da sociedade, que será seguida pela reconstrução sob o controle de um poder central, que fará o sistema soviético ou nazista parecer brincadeira de criança, pois hoje há a tecnologia de controle de cada cidadão.
Não por acaso, quem resiste à implementação da maior ditadura da história é tratado como autoritário. E quem apoia o processo de destruição, por ingenuidade, ou interesse próprio, pois acredita que faz parte da "elite iluminada", é tratado como "defensor da democracia".
A inversão revolucionária serve para manipular as massas, que recebem diariamente a propaganda da "elite iluminada", seja pela mídia tradicional, seja pelos próprios centros de poder e autoridade, dentro e fora do Estado.
O objetivo agora é eliminar a resistência, através da CRIMINALIZAÇÃO dos conservadores. A imprensa oficial martela diariamente a periculosidade da direita, enquanto as redes sociais, com suas agências de left-checking, fazem a censura nas redes, expurgando esses elementos.
O judiciário e o legislativo, no caso brasileiro, completam o trabalho, produzindo CPIs e inquéritos que geram censura e perseguição, agora pelas mãos estatais. O objetivo é retirar a direita das próximas eleições, em todos os níveis. Sobrará apenas a "direita" tucana, permitida.
Nos EUA, também há perseguição, apesar do país ainda contar com instituições mais sólidas e com maior representação conservadora na política tradicional. No seu discurso de posse, Biden sugeriu que todos os eleitores de Trump (metade do país) são "supremacistas brancos".
Hoje, é difícil separar o governo americano das Big Techs, que doaram bilhões de dólares aos democratas e usaram seu poder para eleger Biden, ao ponto de censurar matérias contrárias ao então candidato, nas redes. Seus executivos são, basicamente, operadores do partido.
Os regimes fascistas também eram marcados por esse sistema econômico: um certo nível de concorrência onde as grandes empresas deveriam seguir as decisões do partido único no poder, como regulamentações cada vez mais restritivas. A China é um exemplo desse capitalismo de estado.
A fusão entre governos socialistas e grandes oligopólios de tecnologia produzem um nível de centralização de poder único na história. Diante da barbárie fascista ou comunista do passado, havia pelo menos a possibilidade de fuga. Não será possível fugir da nova ditadura global.

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Leandro Ruschel 🇧🇷🇺🇸🇮🇹🇩🇪

Leandro Ruschel 🇧🇷🇺🇸🇮🇹🇩🇪 Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @leandroruschel

15 Sep
Pelo jeito, é verdadeiro o relato sobre o general Miley, Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas americanas, ter entrado em contato com general chinês para afirmar que os EUA não atacariam o país, e se atacassem, ele avisaria antes, nos dias finais do governo Trump.
Mais do que isso, Miley teria entrado em contato com os comandantes militares, exigindo que ele fosse contatado caso Trump desse a ordem para um ataque nuclear, antes que a ordem fosse executada, contrariando ordenamento legal que dá a prerrogativa exclusiva ao presidente.
Ao invés de condenar a postura do general, a imprensa esquerdista está tratando Miley como um herói, que teria operado para "garantir a democracia" e evitado algum "ato insano de Trump", que estaria "mentalmente desiquilibrado". É um absurdo.
Read 5 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!

:(