Discover and read the best of Twitter Threads about #ditaduranaosecomemora

Most recents (8)

De todas as músicas sobre a ditadura, acho que Angélica, do Chico Buarque, é a mais triste, carnal e que mais me emociona. Hoje é importante relembrar a música, sua letra, e a mulher por trás da história.

#DitaduraNaoSeComemora

A música foi feita em homenagem à Zuzu Angel, estilista brasileira e sua incansável busca pelo corpo do filho, Stuart Angel, sequestrado, torturado e morto pela ditadura militar.
Mesmo se opondo à ditadura, estava longe de ser uma vagabunda.

Conquistou tudo com esforço, investiu todo dinheiro para abrir uma loja de roupas em Ipanema, e foi expandido até chegar no mercado estadounidense, tendo clientes famosas como Joan Crawford, Liza Minelli e Kim Novak.
Read 15 tweets
Há algum tempo atrás baixei um PDF com a lista de beneficiados pela Lei da Anistia. Hoje fui procurá-lo na página do @JusticaGovBR e *o arquivo não está mais disponível*, daí comecei uma investigação, segue o fio. #opendata #DitaduraNaoSeComemora
A URL original era: justica.gov.br/seus-direitos/… (dá pra encontrá-lo pelo Google, mas a versão em cache não está mais disponível).
Parece que o primeiro arquivo foi liberado em jan2015 (notícia: cgu.gov.br/noticias/2015/…), mas depois existiram outros.
Buscando um pouco mais encontrei um outro arquivo, de 2018, mas também não acessível (sou redirecionado para uma página de autenticação): justica.gov.br/seus-direitos/…
Read 14 tweets
Sou doutor em antropologia, trabalho com povos indígenas tem uma década - especialmente com o tema do genocídio -, ainda, coordenei o GT Araguaia na CNV. Dito isto, segue uma pequena discussão sobre a forma como a Ditadura Militar tratou essas populações
#DitaduraNaoSeComemora
Mais cedo, fiz essa thread relatando o caso do Povo Aikewara - o povo com o qual trabalho especificamente, que fora escravizado pelo Exército Brasileiro durante o episódio conhecido como Guerrilha do Araguaia. Mas este foi um caso relativamente brando.

Com efeito, hoje, com respaldo de uma crescente literatura dedicada, pode-se afirmar com certeza de que a repressão política e social aos povos indígenas durante a ditadura militar não apenas foi ampla e letal...
Read 24 tweets
Esse é Warini Suruí, um velho Aikewara, hoje na casa de seus setenta/oitenta anos. Em meados da década de 70, Ele e seu povo foram escravizados pelo Exército Brasileiro como parte dos esforços militares de combate à Guerrilha do Araguaia #DitaduraNaoSeComemora #DitaduraNuncaMais Um indígena usando óculos olha para o horizonte
Entre 1972 e 1974, sua aldeia fora invadida por militares, idosos, mulheres e crianças foram mantidas em cárcere privado, não podiam sair de suas malocas e dependiam exclusivamente da ração fornecida por militares. O termo campo de concentração é mais do que apropriado aqui.
Enquanto isso, os homens - que na época, efeito do genocídio, não passavam de 13 indivíduos - foram levados pelas tropas e obrigados a servir de batedores para os batalhões, ainda, carregavam corpos e equipamentos para o exército.
Read 10 tweets
[Índios na ditadura - a thread]

O golpe militar completa hoje 55 anos. As páginas dessa história são manchadas de sangue indígena. Nesse período, mais de 8,3 mil índios, de pelo menos 10 etnias, foram mortos pelo governo ou vítimas da sua omissão. #DitaduraNãoSeComemora!
A Comissão Nacional da Verdade, que investigou os crimes da Ditadura Militar, estima que 8.350 indígenas foram mortos pelo Estado ou por sua omissão. Mas esse número pode ser ainda maior.

📸 Guarda Rural Indígena: treinados para realizar repressão nas aldeias. | Funai
A ditadura não escolheu etnia na hora de executar. Foram pelo menos 1.180 Tapayuna, 118 Parakanã, 72 Araweté, mais de 14 Arara, 176 Panará, 2.650 Waimi Atroari, 3.500 Cinta Larga, 192 Xetá, mais de 354 Yanomami, 85 Xavante de Marãiwatsédé.
Read 18 tweets
Há 55 anos as tropas do general Mourão saíam de Juiz de Fora rumo ao Rio de Janeiro. Objetivo: golpe de Estado. Destituir o presidente da República, João Goulart, e implantar novo governo. #1964NuncaMais #DitaduraNaoSeComemora #DitaduraNuncaMais
O golpe foi articulado pelas Forças Armadas com apoio de setores da soc.civil e de atores políticos como os governadores Ademar de Barros (SP), Carlos Lacerda (RJ) e Magalhães Pinto (MG). Acreditava-se que, após a tomada do poder, novas eleições ocorreriam em 1965. #1964NuncaMais
As alas que apoiaram o golpe foram logo traídas. Após assumir o poder, a cúpula militar não realizou as prometidas eleições de 1965 e tratou de cassar o mandato político de vários apoiadores do golpe, como Carlos Lacerda #1964NuncaMais #DitaduraNaoSeComemora #DitaduraNuncaMais
Read 23 tweets
@fernandokrammer 1)todos #países tem #StrangersThings
2)nem todos podem escolher
3)qdo fazemos nossa parte c/ #Empatia ,colaboramos p/ o lugar ficar melhor
@fernandokrammer depois do silêncio adotado ao observar que NÃO foi nada inteligente apoiar o #Golpe feito na democracia #brasileira, é incoerente se acovardar diante as manobras direcionadas nos diferentes sistemas
#justiçabrasileiraPartidária 😱
#EleicaoSemLulaEFraude
👇
goo.gl/3B1oSH
Read 395 tweets

Related hashtags

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3.00/month or $30.00/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!