, 25 tweets, 30 min read
My Authors
Read all threads
NO AR. No Roda Viva, Salles distorce fatos sobre queimadas e acusações de Bolsonaro a ONGs. aosfatos.org/noticias/no-ro…
FALSO. "O presidente determinou que se investigue [a causa das queimadas], sem assumir de antemão que pode ser o caminho A, B ou C", disse o ministro @rsallesmma no @rodaviva. Antes de ordenar investigação sobre as queimadas, o presidente culpou ONGs pelos incêndios, sem provas.
@rsallesmma @rodaviva Diferente do que disse Salles, antes do anúncio de qualquer tipo de investigação de incêndios na Amazônia, o presidente @jairbolsonaro já havia atribuído publicamente, sem provas, e em mais de uma ocasião, as queimadas a uma suposta atividade criminosa de ONGs na floresta.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro Em discurso no Congresso do Aço no dia 21 de agosto, o presidente afirmou que o avanço do fogo devia-se ao corte de 40% no repasse de verbas do Fundo Amazônia às ONGs da região. As queimadas seriam, nesse caso, uma espécie de ato de vingança perpetrado pelos ambientalistas.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro No dia seguinte, na quinta-feira (22), ele reforçou a hipótese de que membros das organizações seriam os grandes culpados. Mais tarde, em entrevista a jornalistas, Bolsonaro suavizou as declarações e disse que aquele era o seu “sentimento”.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro Na noite da última quinta-feira (22), em transmissão ao vivo no Facebook, o presidente ainda atribuiu parte da suspeita de culpa aos fazendeiros e indígenas da região, mas não deixou de citar a possível responsabilidade de ONGs.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro Foi somente nesta segunda-feira (26) que a Polícia Federal abriu um inquérito para investigar o chamado “Dia do Fogo”, suposta ação de fazendeiros e grileiros da região de Altamira (PA). Esta é a primeira investigação aberta pelo governo para apurar as causas das queimadas.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro FALSO. "[O ano] 2016 tem um volume de queimadas muito parecido com (...) 2019. [Em] 2016 [teve] mais queimadas, 2017 e 2018 [teve] mais chuva e, portanto, menos queimada, e 2019 mais queimadas", disse @rsallesmma, usando dados verdadeiros para apresentar uma conclusão enganosa.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro Nesse trecho da entrevista ao Roda Viva, o ministro usou um argumento verdadeiro – de que períodos de seca costumam registrar mais incêndios florestais – para chegar a uma conclusão falsa: de que a estiagem seria a razão por trás da evolução do fogo na Amazônia neste ano.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro Este raciocínio de Salles é refutado por uma nota técnica do @IPAM_Amazonia (Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia), ONG que atua na região. O documento diz que 2019 teve menos dias de estiagem que a média de 2016 a 2018, mas registra número maior de incêndios na floresta.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia Uma comparação do Ipam entre seis estados da Amazônia Legal também mostra que 2019 é um ano menos seco que os anteriores, inclusive 2016, apesar de registrar mais queimadas. Quanto mais vermelha a barra, mais dias sem chuva. Quanto mais alta, mais incêndios registrados.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia No gráfico anterior, é possível observar que, em cinco estados, 2019 teve menos estiagem (está mais azul) que os anos anteriores, mas seu número de queimadas é sempre maior.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia O estudo do Ipam também mostrou que não foram nos municípios amazônicos com menos chuva que mais incêndios ocorreram. Para os técnicos, a provável causa do aumento de queimadas foi, na verdade, a explosão do desmatamento na região. Pesquisador da Nasa corrobora esta hipótese.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia Além disso, a comparação entre 2016 e 2019, feita por Salles, é imprecisa. No bioma Amazônia, foram registrados 33.639 focos de janeiro a agosto de 2016 ante 42.719 ocorrências no mesmo período deste ano (+27%). Esta diferença cai para 2,94% se considerada só a Amazônia Legal.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia CONTRADITÓRIO. "Não é verdade que a gente não quer receber [ajuda financeira de outros países]", disse @rsallesmma, mas integrantes do governo, o presidente Bolsonaro incluído, têm apresentado opiniões distintas das do ministro do Meio Ambiente.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia Se, de um lado, o presidente @jairbolsonaro e o ministro da Casa Civil, @onyxlorenzoni, já deram declarações que indicam uma recusa dos R$ 83 milhões oferecidos pelo G7, o próprio Ricardo Salles se manifestou a favor da doação, ainda que com ressalvas.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni Em outras ocasiões, o presidente Bolsonaro também menosprezou a ajuda internacional, como quando a Noruega e a Alemanha anunciaram que deixariam de contribuir com o Fundo Amazônia, criado em 2007 para ajudar a custear projetos de preservação da floresta.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni IMPRECISO. "Não havia nenhuma determinação nossa, como de fato não há, para não fazer qualquer operação de fiscalização ou atenuar o rigor da lei. Não há nenhuma determinação nesse sentido. Nós não mudamos nenhum regramento, nenhuma norma nem nada", disse @rsallesmma.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni De fato, não houve alteração formal em políticas de fiscalização e na aplicação de multas por parte do @brasil_IBAMA e do @ICMBio. Mas o governo Bolsonaro tem exibido um posicionamento crítico a esses procedimentos e interfere sistematicamente nos quadros dessas instituições.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni @brasil_IBAMA @ICMBio Também já se observa uma queda no número de autuações por parte do Ibama: de janeiro a 23 de agosto, foram aplicadas 6.895 multas, um número 29,4% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni @brasil_IBAMA @ICMBio VERDADEIRO. "[Historicamente,] O percentual de multas que chega ao final é muito pequeno", disse o ministro @rsallesmma. De fato, apenas uma pequena parcela das multas aplicadas pelo Ibama são pagas, cerca de 5%, segundo o último dado disponível, de 2017.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni @brasil_IBAMA @ICMBio VERDADEIRO. "O Ministério do Meio Ambiente, em especial, não foi sequer do grupo dos ministérios que sofreu mais com os cortes", disse @rsalllesmma ao @rodaviva. O contingenciamento na pasta está, de fato, abaixo da média dos cortes no governo federal.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni @brasil_IBAMA @ICMBio Sob Bolsonaro, o Orçamento sofreu cortes de cerca de R$ 35 bilhões (27,1%) dos R$ 129,4 bilhões em despesas discricionárias (não obrigatórias) previstas para 2019. Já a verba para o @mmeioambiente foi cortada R$ 199,3 milhões (24,1%), de R$ 824,8 milhões para R$ 625,5 milhões.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni @brasil_IBAMA @ICMBio @mmeioambiente Com tais números, a pasta comandada por Salles ocupa a 13ª posição na lista dos ministérios que mais sofreram cortes. Minas e Energia (81,4%), Turismo (51,2%) e Defesa (43,8%) foram os que, proporcionalmente, mais tiveram seu orçamento contingenciado.
@rsallesmma @rodaviva @jairbolsonaro @IPAM_Amazonia @onyxlorenzoni @brasil_IBAMA @ICMBio @mmeioambiente Procuramos o ministro Ricardo Salles para comentar o resultado das checagens, mas ele não respondeu até a publicação da reportagem, na tarde desta terça-feira (27).
Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh.

Enjoying this thread?

Keep Current with Aos Fatos

Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

Twitter may remove this content at anytime, convert it as a PDF, save and print for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video

1) Follow Thread Reader App on Twitter so you can easily mention us!

2) Go to a Twitter thread (series of Tweets by the same owner) and mention us with a keyword "unroll" @threadreaderapp unroll

You can practice here first or read more on our help page!

Follow Us on Twitter!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3.00/month or $30.00/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!