Bruno Pet Profile picture
14 Sep, 17 tweets, 6 min read
O Flamengo volta a perder depois de uma boa sequência de vitórias. O Ceará reencontra o caminho da vitória após uma sequência de duas derrotas. Se o jogo parecia controlado pelo Fla no 1T, a bola parada do Ceará foi quem se fez efetiva no 2T. Vamos trocar uma ideia sobre o jogo.
Domènec manteve o 4-2-3-1, mas novamente com modificações no meio-campo, sobretudo na linha de meias. Com Arrascaeta poupado e BH e Pedro Rocha ainda machucados, a opção foi por passar É. Ribeiro para o centro, deixando o lado esquerdo com Vitinho e o direito com Michael.
Guto Ferreira monta o Ceará também na sua estrutura base, o 4-2-3-1, com Cléber como atacante-pivô, Vina como meia central e Leandro Carvalho e Fernando Sobral pelos lados.
O jogo começa em ritmo muito baixo. O Ceará variava seu estilo de marcação e ora fazia pressão alta, ora baixava as linhas e se defendia com duas linhas de 4. Apesar da boa marcação do Ceará, o Fla conseguiu criar chances, mas Gabigol perdeu as 2 duas melhores.
Com pontas de velocidade pelos dois lados, a dinâmica ao atacar pelo corredor direito se modificou um pouco em relação a jogos anteriores. Isla é um lateral de muita amplitude e, portanto, Michael precisaria centralizar um pouco mais e jogar mais por dentro.
Só que Michael não centralizava da mesma forma que ER7 quando joga nesse setor, buscando criar o jogo por dentro. Michael fica na amplitude, colado no lateral B. Pacheco, e só quando Isla se aproximava, Michael corria para o centro. Assim, arrastava a marcação do lateral.
Já o Ceará não tinha a menor vergonha de sair no chutão. Atraia a marcação alta do Fla e fazia o lançamento buscando o pivô de Cléber, tentando aproveitar uma defesa supostamente desprotegida. Só que o Fla controlava isso, vencendo todos os duelos aéreos e recuperando a 2ª bola.
Com o ritmo mais lento e a rotação mais baixa, o jogo pareceu arrastado. O Fla controlava bem as ações, mas nenhum dos times conseguia criar muitas oportunidades. Aliás, o Ceará não conseguiu criar uma única oportunidade de gol no 1T.
E em uma partida de ritmo mais baixo e de poucas oportunidades, a bola parada pode definir o resultado. E foi o que aconteceu. Dois lances de bola parada, o sistema de marcação do Fla falha e o Ceará abre 2 gols de vantagem.
E num campeonato brasileiro de pouquíssimas viradas, o time que abre o placar se vê em ótimo posição. Apenas 6 vezes nesse BR 2020 o time vencedor conseguiu virar o placar. Só 6 das 95 partidas tiveram viradas. A partir dessa estatística, a chance de virada é de apenas 6%.
Para dificultar ainda mais, o Fla por característica se desorganiza demais quando fica em desvantagem no placar. O time perde o controle da partida, perde referências de posicionamento, ataca de forma desorganizada e a recomposição defensiva volta a falhar. Fora o desgaste físico
Pro Ceará foi um prato cheio. Guto passa a se defender em bloco baixo que é uma de suas especialidades. As linhas defensivas permaneceram extremamente organizadas e os espaços para o contra-ataque apareciam com certa facilidade.
E temos que ressaltar aqui a dupla de zaga cearense nesse trabalho defensivo. Luiz Otávio e Tiago Pagnussat negaram todos os espaços, ganharam a maioria dos duelos físicos e fecharam muito bem a zona central, dificultando muito as chegadas do Flamengo.
Domè tenta colocar o time pra frente com algumas substituições, mas que surtem pouco efeito. Primeiro Pedro entra na vaga de Michael e o Fla passa pro 4-4-2. Depois, Lincoln entra no lugar de Vitinho e o time passa a ter 3 centroavantes em campo.
O Fla muda então a estrutura e passa a jogar num 4-3-3 com os 3 atacantes jogando por dentro. É. Ribeiro passa pra trinca de meio junto à Arão e Diego e os corredores ficam a cargo das subidas dos laterais. Mas de nada adianta, pois o Ceará continuou negando os espaços até o fim.
Excelente resultado para o Ceará que vence um dos postulantes ao título. Guto passa o recado de que não será fácil tirar pontos do Vozão dentro de seus domínios e que se não é nenhum primor ofensivo, o Ceará tem seu ponto forte no forte sistema defensivo.
Para Domènec ficam duas lições principais. A primeira de que precisa melhorar nas bolas paradas defensivas. E a segunda de que sofrer um gol e sair atrás no placar não deveria ser sinônimo de desequilíbrio emocional e desorganização tática.

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Bruno Pet

Bruno Pet Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @obrunopet

18 Sep
E não é que o tal jogo de posição funciona? Só que não foi o do Flamengo, foi o do Independiente Del Valle. Miguel Angel Ramirez mostrou como a metodologia posicional funciona quando praticada em sua excelência. Vamos de fio do baile que o Fla sofreu ontem.
O Del Valle veio em sua plataforma de jogo padrão, o 4-3-3. Pellerano é o principal articulador na saída de bola, fazendo a saída de 3 no meio dos zagueiros e Faravelli e Caicedo ocupam o entrelinhas adversário, buscando dar opção e criar linhas de passe.
Domè veio com os mesmos 11 iniciais utilizados no jogo contra o Fluminense, mas estruturados numa plataforma tática diferente. Abriu mão do 4-2-3-1 e veio no 4-1-4-1, com Arão entre as linhas e Gabigol como único atacante.
Read 17 tweets
10 Sep
Domènec surpreendeu na escalação. Odair Helmann mudou a estrutura ofensiva do Flu. O Fla queria manter a sequência de vitórias. O Flu queria reencontrar o caminho das vitórias. O sexto FlaFlu da temporada reservou alguns aspectos interessantes. Vamos de fio...
O Flu veio pro seu 2º jogo sem seu melhor jogador da temporada. Evanílson se transferiu pro Porto e deixou Odair com uma bela dor de cabeça. Contra o São Paulo, Odair tentou Marcos Paulo como centroavante. Dessa vez, veio com Nenê de falso 9. F. Pacheco entrou na ponta direita.
Domè também iniciou com um time diferente. Apesar do esquema ter sido mantido no 4-2-3-1, dessa vez não tinha nenhum ponta mais veloz pela esquerda, já que Arrascaeta ocupou esse espaço, com Diego fazendo o meia central e ER7 se mantendo como meia-direita.
Read 21 tweets
7 Sep
O Fortaleza de R. Ceni veio bastante modificado devido à pesada sequência de jogos. O Flamengo de Domènec manteve o mesmo esquema tático que havia dado certo contra o Bahia, mas com algumas peças diferentes. Vamos de fio sobre a primeira vitória do Fla no Maracanã no campeonato.
Rogério se viu obrigado a ter que dar descanso a alguns de seus jogadores. W. Paulista, Romarinho e Felipe ficaram no banco. Domè teve a mesma estratégia no Flamengo. Apesar de manter o esquema tático que deu muito certo contra o Bahia, o 4-2-3-1, algumas peças foram modificadas.
Nos primeiros minutos, o Fla novamente usou demais a pressão alta. O Fortaleza se via em apuros para sair jogando. Não é do feitio do time de Rogério sair dando chutão, mas mesmo usando muito o goleiro para tentar criar superioridade na saída, o chutão as vezes era inevitável.
Read 19 tweets
3 Sep
BAH 3x5 FLA

O Bahia precisava se recuperar de um péssimo início de campeonato e veio no 4-2-3-1 padrão de Roger. O Fla de Domè surpreendeu e quando todos esperavam o mesmo 4-3-3 de jogos anteriores, mudou o esquema e espelhou o 4-2-3-1 do Bahia. Vamos de fio analisando o jogo.
O 4-2-3-1 do Bahia já é conhecido, uma vez que é o esquema padrão do Roger na temporada 2020. Na linha de 3 meias, Rodriguinho tem espaço pra flutuar nas costas de Gilberto e os meias pelos lados explorando muita a velocidade, sobretudo Rossi pela direita.
Já o 4-2-3-1 de Domènec trouxe algumas novidades. Primeiro o esquema por si só, que já é uma novidade. Talvez tenha sido a primeira vez que Domè usa esse esquema. No meio, Arão e T. Maia jogaram em mesma altura fazendo a linha de 2 volantes.
Read 22 tweets
31 Aug
SAN 0x1 FLA

Pelo lado do Fla, um Domè buscando apresentar um time taticamente mais organizado após ter sua primeira semana livre desde que chegou ao Brasil. Pelo lado do Santos, um Cuca em início de trabalho e utilizando o melhor do Santos versão 2019. Vamos de fio.
Pela segunda partida consecutiva, Domènec inicia o jogo no 4-3-3. Só que com algumas mudanças em relação ao último jogo, principalmente no meio-campo. Arão deu vaga a Thiago Maia, É. Ribeiro a Arrascaeta e Gérson voltou ao time titular.
Só que diferente do que muitos pensavam, Maia não jogou como 1º volante. Esse papel foi desempenhado por Gérson, enquanto Maia jogou mais avançado. E isso não foi nenhuma novidade, já que no jogo anterior vs Botafogo, Maia entrou justamente nessa posição no 2T e jogou muito bem.
Read 24 tweets
23 Aug
FLA 1x1 BOT
O Botafogo vinha de vitória com um bom desempenho contra o excelente Atlético-MG de Sampaoli. O Fla havia empatado com o Grêmio e entrava pressionado para mostrar alguma evolução das más partidas recentes. Vamos de fio para entender como foi o jogo taticamente...
Diferente das duas partidas anteriores, Domènec não entrou no 4-4-2 aos moldes de seu antecessor. O catalão volta a fazer mudanças estruturais no time desde o início. Saca Gérson e Arrascaeta, sai do 4-4-2 e entra no 4-3-3 com Diego e Pedro Rocha.
No meio-campo do Fla, uma trinca com Arão por trás dos dois meias, Diego e É. Ribeiro. No trio de ataque, Gabigol iniciou aberto na direita, Pedro Rocha pela esquerda e BH fazia o comando de ataque.
Read 20 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!