Ao entrar na segunda vaga, vamos rever as 🚨atualizações da covid em pediatria 🚨
- para começar, as crianças podem apanhar covid. Parecem ter uma probabilidade menor de serem contagiadas, mas podem ter doença. A menor probabilidade também se pode explicar por ser um
Grupo etário menos testado. Dentro da pediatria, o grupo até 1 ano é responsável por +/- 28%. Novamente, pode ser fruto de mais testes nesta faixa etária pelo que estão sobrerepresentados
- como se dá contágio? A grande maioria c exposição em casa. Uma minoria por pessoal docente
Parece indicar que a transmissão por crianças é menor/não existente. Crianças grandes ou adolescentes a transmissão é igual aos adultos. Em 107 casos sul coreanos onde a criança pequena foi o caso index em casa, apenas 1 houve contágio aos pais
Em salas com pouco alunos, com higiene e ventilação adequada, a probabilidade de contágio é reduzida. Na Austrália, 12 crianças infectadas contactaram com 752 pessoa na escola, apenas 3 ficaram infectadas (2 crianças e 1 adulto)
Estes dados demonstram, novamente, que nesta idade estamos a fazer um disparate e a inverter prioridades. Esquecemos o desenvolvimento, a socialização e a saúde mental por um risco que tudo indica é diminuto.
Doença grave? Raro. Nos EUA, são internadas 8 por 100k crianças com covid. Em crianças <2 anos aumenta para 24. Das que ficam internadas, 6% necessitam de ventilação mecânica.
Na minha realidade, já vamos em 100's positivos, nenhum internado *por* covid, mas sim *com* covid
Os sintomas, na idade pediatrica são bastante heterogéneos. Febre e tosse são os mais comuns. Mas só diarreia está presente em 14% dos casos. Vómitos, dor de cabeça e garganta também são comuns
Os fatores de risco são: problemas cardíacos de base, metabólica, genéticas ou neurológicas.
Seguido de obesidade, problemas renais, diabetes e drepanocitose - prevalente em Portugal em alguns regiões como Amadora e margem sul
Neste momento, a indicação é para testar de forma agressiva. Qualquer criança com estes sintomas, em princípio será testada. Qualquer criança internada e seu acompanhante deve ser testado. Nem todos testam o acompanhante, é um erro.
Resumindo: muita calma. Nesta idade é preciso bom senso e recordar que, felizmente, podemos ter outras preparações de longo prazo. Vamos focar-nos em proteger quem mais precisa e é vulnerável a este vírus

• • •

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
 

Keep Current with Mário A. Macedo

Mário A. Macedo Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @Mmacedo_tweets

4 Aug
E que tal um fio sobre a atualidade do sistema de saúde EUA perante a crise pandémica?
Havia rankings que o colocavam como o melhor sistema para enfrentar uma crise. A realidade bateu de frente com esta ideia. Má gestão política e falhas estruturais contribuíram para o resultado
Um sistema baseado em seguros e prestadores privados, depende enormemente da atividade programada. Mas em crise esta atividade é reduzida ou suspensa em todo o lado (não foi só em Portugal como alguns afirmam).
Sem esta atividade, os prestadores privados ou vão à falência (o que tem ocorrido) ou fazem cortes drásticos, forçando os trabalhadores da saúde a condições indignas e pouco seguras, o que por sua vez aumenta o risco para o doente

inthesetimes.com/article/22689/…
Read 5 tweets
21 May
Gravidez e Covid: o que sabemos?
A evidência disponível não coloca as grávidas em grupo de risco. As grávidas em risco são pelos seus antecedentes pessoais, não pelo facto de estarem grávidas
mulheres grávidas saudáveis têm o mesmo risco de doença grave e admissão em UCI como as mulheres saudáveis não grávidas. No entanto, nestes casos as grávidas têm risco acrescido de partos pré-termo e cesarianas
Ao dia de hoje, não há evidência de transmissão vertical. Em mulheres grávidas com covid, o vírus não foi encontrado nem no líquido amniótico nem em secreções vaginais. o bebé nasce sem a doença, mas deve ser protegido imediatamente
Read 5 tweets
8 May
Sexta-feira, dia 68º desde o inicio da pandemia em PT, dia de relatório semanal:
terminamos a semana com 27.268, acréscimo de 8,3% vs 8,4% na semana passada. Pela influência dos últimos dias, os casos duplicam a cada 46 dias, já duplicaram a cada 60
estamos a desconfinar e a reabrir o país. Para já, mantemos tendência de descida nos internamentos, mais importante, nas UCI observamos o mesmo cenário. Temos que recuar até ao principio de abril/final de março para encontrar os mesmos números de internamentos e UCI.
Estamos a utilizar apenas 4% da capacidade instalada no SNS de camas com covid. utilizando a métrica de 2016, 18% das camas de UCI estão utilizadas com covid. Esta será talvez a métrica mais importante para decidir novo confinamento, a ameaça de exaustão das camas de UCI
Read 11 tweets
4 May
Na reabertura do país há 3 hábitos adquiridos no estado de emergência que têm que continuar:
- lavagem das mãos
- etiqueta respiratória
- limpeza de superfícies
Quantas vezes lavar as mãos por dia? Não há um número mágico e consensual nos vários estudos. E varia imenso com a atividade desenvolvida pelo indivíduo. Número redondo para servir de guia - 12x. Lavar mãos 12x dia com técnica correcta para impedir propagação de vírus
Desinfecção de superfícies é algo igualmente importante. Nos locais de trabalho façam pressão para que haja não só sabão, como produtos e formação sobre como e quando limpar superfícies. Deve ser *pelo menos* diária. Varia claro, conforme a atividade exercida
Read 4 tweets
2 May
Pelo senso comum, sabemos que a atividade programada do sns sofreu com o impacto do covid-19. Qual a magnitude deste impacto e como iremos resolver esta situação? Com os dados públicos do SNS (dados até março), é possível perceber algumas coisas: (segue fio)
Em plano de contigência, uma das prioridades foi libertar ventiladores e camas de cuidados intensivos. Desta forma a atividade cirúrgica programada foi diminuída e suspensa. Em março já se observa um diminuição de 8% em relação à média dos últimos 5 anos, ou 11830 cirurgias.
em relação ao melhor ano da série - 2017 - a diferença chega aos incríveis 21404 menos cirurgias. O que nos deve levar a refletir sobre as razões porque a capacidade instalada não estar a ser utilizada num ano "normal"
Read 6 tweets
17 Apr
Sexta-feira é dia de relatório semanal. Fechamos a semana com 19022 casos confirmados. Uma média de aumento diário de 3% e 19% durante o período. Na semana passada tivemos 7% de média diária e 47% de crescimento semanal. Uma óptima evolução!
Estamos a internar menos, fechamos a semana com uma média de 6,97% vs os 9,13% da semana passada. Menos casos significou também menos internamentos. Do total de camas do SNS, estão ocupadas com doentes Covid19 6,5%
Nas UCI também foi uma boa semana. Com uma média de internamento de 1,25% vs os 2,04% da semana passada. Em número absoluto também houve uma redução, o pico foi na semana passada com 271, hoje temos 222. Não tendo dados atuais e fidedignos de camas de UCI vou utilizar as de 2016
Read 8 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!