, 155 tweets, 84 min read Read on Twitter
Vamos lá: cada curtida ou RT neste tweet = um fato sobre controle do comércio internacional de armas
1. Até 2013, o comércio internacional de bananas era mais regulado do que as transferências de armas convencionais
2. O Tratado sb Comércio de Armas é o primeiro acordo global a regular as transferências (= comércio + doações) de armas convencionais
3. Por “armas convencionais” se entende categoria ampla, que inclui desde revólveres e pistolas até tanques, caças e porta-aviões
4. No rol também se encontram as armas pequenas e leves, as SALW, os principais instrumentos de morte em conflitos ao redor do mundo
5. Estimativas apontam que cerca de 60% das violações de direitos humanos no mundo envolvem armas pequenas e leves armedviolencereduction.org/wp-content/upl…
6. Armas pequenas e leves causam + mortes do que todos os outros sistemas de armas JUNTOS. São as autênticas armas de destruição em massa
7. Segundo a @SmallArmsSurvey, o Brasil é o 3° maior exportador de armas pequenas do mundo, com vendas intls de US$ 591 milhões em 2013-14m
8. Ainda de acordo com a @SmallArmsSurvey, o Brasil só fica atrás de Estados Unidos e Itália smallarmssurvey.org/fileadmin/docs…
9. Munições também são reguladas pelo TCA. Estima-se que, a cada ano, são produzidas 12 bilhões de balas, duas p/ cada habitante da Terra
10. O texto do Tratado sobre Comércio de Armas foi aprovado pela AG-@UN por ampla maioria de votos em 02.04.2013. Votos contrários: 🇸🇾🇮🇷🇰🇵
11. O acordo foi aberto para assinaturas em 03.06.2013, em processo q contou c/ fundamental participação da sociedade civil via @controlarms
12. O Brasil foi um dos 67 países q assinaram o Tratado sb Comércio de Armas logo na abertura do processo de firma conectas.org/arquivos-site/…
13. O TCA atingiu as 50 ratificações necessárias p/ entrar em vigor em setembro de 2014, transformando-se em norma vinculante em 24.12.2014
14. Hoje, o Tratado sb Comércio de Armas conta com 92 Estados Partes (incluindo 🇫🇷🇩🇪🇬🇧🇿🇦🇳🇬🇦🇷🇺🇾🇯🇵🇰🇷) e 38 signatários (como 🇧🇷🇨🇴🇨🇱🇺🇸🇮🇱)
15. Links relevantes sobre o TCA:
- Texto do acordo: unoda-web.s3-accelerate.amazonaws.com/wp-content/upl…
- Estados Partes e signatários: treaties.un.org/Pages/ViewDeta…
16. Assinado em 03.06.2013, o TCA tramita no Brasil há 1.610 dias entre o Executivo (525 dias) e o Legislativo (1.085 dias)
17. O texto do acordo (PDC 298/2015) encontra-se pronto para pauta no Plenário da @camaradeputados desde 08.09.2017 camara.gov.br/proposicoesWeb…
18. Lembrando que, no Executivo, o TCA conta c/ o apoio do @ItamaratyGovBr, @JusticaGovBR e @DefesaGovBr camara.gov.br/proposicoesWeb…
19. A apoio das pastas foi reiterado em audiência realizada na @credena em 13.08.2015, q também contou c/ @gvieira7 www2.camara.leg.br/atividade-legi…
20. Na @CamaraDeputados, há pareceres pró-TCA de:
1️⃣@eduardobarbosa_ (@credena)
2️⃣@brunocovas (@ccjc_camara)
3️⃣@lincoln_portela (@CSPCCO)
21. Links dos pareceres de Barbosa, Covas e Portela:
1️⃣ bit.ly/2xJ3wEw
2️⃣ bit.ly/2xJObns
3️⃣ bit.ly/2xLegCD
22. A Coalizão pela Exportação Responsável de Armas tem atuado pela ratificação e implementação do TCA pelo Brasil conectas.org/pt/acoes/polit…
23. A Coalizão é formada por @_conectas, @anistiabrasil, @isoudapaz, @dhesarmebr e @igarape_org. P/ + informações: paraondevaoasarmas.org.br
24. Por que o TCA é importante: estabelece rol de proibições de transferências de armas convencionais, cf. Art. 6º
25. Por que o TCA é importante: determina critérios p/ análise de risco antes da transferência de armas, cf. Art. 7º
26. Por que o TCA é importante: Estados Partes devem apresentar relatórios anuais sobre transferências de armas, cf. Art. 13
27. Os Estados Partes do TCA têm prazo de um ano da ratificação/acessão para apresentar relatório inicial, de acordo com o Art. 13.1 do TCA
28. Anualmente, os Estados Partes do TCA devem apresentar relatório até 31/Mai com as transferências de armas do ano anterior, cf. Art. 13.3
29. Há modelos (templates) para preenchimento tanto do relatório inicial (thearmstradetreaty.org/images/ATT_doc…) quanto do anual (thearmstradetreaty.org/images/ATT_doc…)
30. Desde a entrada em vigor do TCA já transcorreram dois ciclos de relatórios anuais, disponíveis aqui: thearmstradetreaty.org/index.php/en/2…
31. Relatórios 2016 entregues (base 2015): 🇦🇱🇦🇷🇦🇺🇦🇹🇧🇪🇧🇦🇧🇬🇨🇷🇭🇷🇨🇿🇩🇴🇩🇰🇸🇻🇪🇪🇫🇮🇫🇷🇩🇪🇭🇺🇮🇪🇮🇹🇯🇲🇯🇵🇱🇻🇱🇷🇱🇮🇱🇹🇱🇺🇲🇱🇲🇽🇲🇪🇳🇱🇳🇿🇵🇦🇵🇾🇵🇱🇷🇴🇼🇸🇸🇳🇷🇸🇸🇱🇸🇮🇿🇦🇪🇸🇸🇪🇨🇭🇲🇰🇬🇧🇺🇾
32. Relatórios 2017 entregues (base 2016): 🇦🇱🇦🇷🇦🇺🇦🇹🇧🇪🇧🇦🇧🇬🇧🇫🇭🇷🇨🇿🇩🇰🇸🇻🇪🇪🇫🇮🇫🇷🇩🇪🇬🇷🇭🇺🇮🇪🇮🇹🇯🇵🇱🇻🇱🇷🇱🇮🇱🇹🇱🇺🇲🇺🇲🇽🇲🇩🇲🇪🇳🇱🇳🇿🇵🇦🇵🇾🇵🇱🇷🇴🇸🇳🇷🇸🇸🇱🇸🇰🇸🇮🇿🇦🇪🇸🇸🇪🇨🇭🇲🇰🇬🇧🇺🇾
33. “Mas esse TCA é um Estatuto do Desarmamento da ONU”. ERRADO. Acordo só regula comércio INTERNACIONAL de armas, cf. cláusula preambular
34. O argumento “TCA = Estatuto do Desarmamento da ONU” foi levantado por Jair Bolsonaro na @credena. Tentativa de atrasar o processo.
35. Já na @CSPCCO, após relatório favorável de @lincoln_portela, Eduardo Bolsonaro tentou redistribuição p/ outras comissões. Não conseguiu.
36. O TCA prevê que sua aplicação e implementação serão acompanhadas pela Conferência dos Estados Partes, cf. Art. 17 do acordo
37. A primeira Conferência dos Estados Partes do TCA ocorreu em Cancun, México, em agosto de 2015 conectas.org/pt/acoes/polit…
38. Uma das pautas da 1ª CSP: definição da sede do secretariado do TCA. Entre Port of Spain (🇩🇴), Viena (🇦🇹) e Genebra (🇨🇭), a última venceu
39. O secretariado do TCA (@ATTSecretariat) tem, entre outras funções, a responsabilidade de gerir os relatórios dos Estados, cf. Art. 18
40. Eleito provisoriamente em 2015 e confirmado em 2016, o diplomata sul-africano Dumisani Dladla é o atual chefe do @ATTSecretariat
41. A 1ª Conferência dos Estados Partes do TCA reuniu 450 delegados de 69 Estados Partes, 40 signatários e 11 observadores, além de 10 orgs
42. A CSP1 ocorreu entre 24-27.08.2015 e foi presidida pelo embaixador mexicano @amb_lomonaco. A agenda está aqui: thearmstradetreaty.org/images/ATT_CSP…
43. A cerimônia de abertura da CSP1 contou, entre outros, c/ a presença do costarriquenho Óscar Arias, Nobel da Paz e impulsionador do TCA
44. A delegação do 🇧🇷 na CSP1 foi chefiada pelo Emb. Paulo Tarrisse da Fontoura, à época chefe do Depto. de Orgs Intls do @ItamaratyGovBr
45. A delegação do 🇧🇷 contou, ainda, c/ +1 diplomata (DDS-@ItamaratyGovBr), 2 membros do @DefesaGovBr e 2 conselheiros do @exercitooficial
46. Em seu discurso inicial na CSP1, o Brasil, ele mesmo Estado signatário, encorajou outros países a ratificarem o TCA o quanto antes
47. Lista das organizações da sociedade civil marcaram presença durante a CSP1
48. @_conectas foi a única ONG do Brasil a participar da 1ª Conferência dos Estados Partes do TCA conectas.org/pt/acoes/polit…
49. Ao término da CSP1, @camila_asano, coordenadora do programa de política externa da @_conectas, avaliou o evento
@_conectas 50. O relatório final da 1ª Conferência dos Estados Partes do Tratado sobre Comércio de Armas está disponível em thearmstradetreaty.org/images/ATT_CSP…
51. O Brasil se absteve em resolução votada na AGNU em 31/Out sb implementação da Convenção contra Munições Clusters
52. Falei sb a (equivocada) política brasileira sb munições clusters no #SemFronteiras da @GloboNews
53. O programa traz, ainda, fala de representante da Avibrás sb o tema. “Nossas bombas têm mecanismo de segurança”. Ñ há clusters seguras.
54. O Brasil faz parte do seleto grupo de países que seguem produzindo tais munições, que violam o DInt Humanitário
55. Há relatos de bombas clusters fabricadas no 🇧🇷 encontradas no 🇾🇪, país que vive cruenta guerra civil
56. Clusters teriam sido usadas por forças da 🇸🇦, que lideram coalizão no Iêmen e é acusada de crimes de guerra
57. Denúncias de clusters vindas do 🇬🇧 usadas pela 🇸🇦 no 🇾🇪 causaram debate na imprensa inglesa. No 🇧🇷, pco se falou
58. Para mais informações sobre o papel de armas fabricadas no Brasil na guerra no Iêmen:
59. Importante: a Arábia Saudita lidera as compras de armas do 🇧🇷 em 2017 (jan-set): US$ 188 mi (fonte: @MdicGov)
60. Esse valor representa quase metade das exportações de armas pelo Brasil em 2017 (Total: US$ 394.753.587)
61. @gabrifrancisco falou sobre a política brasileira sobre munições clusters em sua dissertação de mestrado
62. A fabricação de munições clusters ainda conta com incentivos fiscais pelo governo federal
63. Exportações de armas: O @MdicGov divulgou os números de outubro de 2017.
64. Em outubro de 2017 foram exportados US$ 26.994.389 em armas e munições para 25 diferentes países, segundo dados do @MdicGov.
65. Dez principais mercados p/ armas do 🇧🇷 em out/2017 (US$ mi):
🇺🇸 7,9
🇲🇦 4,7
🇸🇦 3,6
🇵🇭 2,7
🇧🇩 1,5
🇵🇪 1,4
🇧🇪 1,2
🇦🇷 1,08
🇱🇻 1,04
🇩🇪 0,7
66. Os 25 países compradores de armas do 🇧🇷 em out/2017, em ordem decrescente de valor: 🇺🇸🇲🇦🇸🇦🇵🇭🇧🇩🇵🇪🇧🇪🇦🇷🇱🇻🇩🇪🇿🇦🇨🇱🇨🇩🇫🇮🇫🇷🇬🇹🇧🇴🇪🇸🇭🇹🇱🇦🇬🇧🇧🇦🇭🇳🇨🇿🇵🇹
67. Divisão percentual das exportações de armas e munições do Brasil (out/2017) [Total: US$ 26.994.389]. Fonte: @MdicGovBr
68. Total das exportações de armas e munições pelo Brasil em 2017 (jan-out): US$ 421.747.976. Total de países: 68
69. Dez principais mercados p/ armas do 🇧🇷 em 2017 (jan-out) (US$ mi):
🇸🇦 191
🇺🇸 144
🇩🇪 13
🇲🇦 10
🇵🇭 7,6
🇪🇪 4,9
🇦🇪 4,8
🇴🇲 4,2
🇧🇩 3,9
🇦🇷 3,8
70. Divisão percentual das exportações de armas e munições do Brasil em 2017 (jan-out) [Total: US$ 421.747.976]. Fonte: @MdicGov
71. Total de armas e munições exportadas pelo 🇧🇷 em 2017 (até out) já representa 122% das vendas internacionais DE TODO O ANO de 2016
72. Principal razão: Arábia Saudita. De jan-out, o país árabe quase TRIPLICOU as compras de armas e munições do 🇧🇷 sb o msm período em 2016
73. Enquete: Se eu fizesse um Hangout / Skype / FB Live / Periscope sb como pesquisar infos sb comércio intl de armas, você teria:
74. Dez principais compradores de armas do 🇧🇷 em 2017 (jan-out, US$):
01. 🇸🇦 191.748.422
02. 🇺🇸 144.862.131
03. 🇩🇪 13.909.263
04. 🇲🇦 10.946.788
05. 🇵🇭 7.677.401
06. 🇪🇪 4.940.174
07. 🇦🇪 4.829.943
08. 🇴🇲 4.276.380
09. 🇧🇩 3.944.451
10. 🇦🇷 3.800.097
75. Dez principais compradores de armas do 🇧🇷 em outubro de 2017 (US$):
01. 🇺🇸 7.949.350
02. 🇲🇦 4.788.184
03. 🇸🇦 3.660.000
04. 🇵🇭 2.795.294
05. 🇧🇩 1.526.325
06. 🇵🇪 1.413.987
07. 🇧🇪 1.206.930
08. 🇦🇷 1.082.344
09. 🇱🇻 1.042.380
10. 🇩🇪 770.877
76. VÍDEO: Diálogos em RI – A Política Externa Brasileira e o Controle do Comércio de Armas (maio/2016) via @PETRIPUC
77. @MPF_SE aciona a Justiça contra o monopólio de venda de armas no Brasil g1.globo.com/se/sergipe/not…
78. Segundo o @MPF_SE, a restrição à importação de armas no Brasil imposta pela União beneficiou a Taurus, que hoje detém 90% do mercado de armas curtas no País
79. Além da quebra do monopólio, a ação pede à Justiça que 10 modelos de armas produzidos pela empresa sejam recolhidos para reparo, substituição ou indenização. Segundo a investigação, a baixa qualidade das armas têm causado danos físicos e perdas de vidas humanas
80. Arábia Saudita passa EUA como maior comprador de armas brasileiras, via @diplobrasil diplomatique.org.br/arabia-saudita…
81. Tive a satisfação de poder contribuir c/ o artigo de Renata Oliveira e Julia Goulart, publicado no @diplobrasil, que traça um paralelo entre o crescimento das exportações de armas brasileiras à Arábia Saudita e a intensificação da guerra no Iêmen
82. Recursividade: para mais informações sobre as vendas de armas e munições do Brasil para a Arábia Saudita em 2017, vale uma olhada em tweets anteriores desta thread. Exemplo:
83. Global Arms Expert @andrewfeinstein Explores Shadow World of Weapons Trade pbs.org/independentlen…
84. A propósito, por falar em @andrewfeinstein, super recomendo a leitura de seu livro “The Shadow World: Inside the Global Arms Trade” amazon.com/Shadow-World-I…
85. Em narrativa de quase 700 páginas, desdobramento de consistente pesquisa, @andrewfeinstein fala do mundo secreto de corrupção, propina e morte por trás do comércio de armas, envolvendo governos, CEOs e traficantes de armas. Veja excerto de introdução:
86. A narrativa de @andrewfeinstein é pontuada por personagens reais, que de tão peculiares, parecem saídos de um romance de John Le Carré. Logo no início do livro há uma relação desses personagens
87. Alguns desses personagens podem ser vistos em @ShadowWorldFilm, documentário baseado no livro de @andrewfeinstein. Vejam o trailer e tentem não ficar curiosos com o filme
88. A interseção entre corrupção e comércio de armas é central no trabalho de @andrewfeinstein, que por anos se dedicou a apontar o impacto desse vínculo em seu país natal, a África do Sul. Sb o tema, uma ótima entrevista:
89. Começa em minutos briefing da @hrw e @ICRC em Genebra sobre armas incendiárias
90. Armas incendiárias são proscritas à luz do Direito Internacional Humanitário consuetudinário ihl-databases.icrc.org/customary-ihl/… via @ICRC
91. Sobre o tema, a @hrw lança o relatório “An Overdue Review: Addressing Incendiary Weapons in the Contemporary Context”
92. Falando em armas que violam o Direito Internacional Humanitário, relatos dão conta do uso de bombas clusters na área sitiada de Ghouta oriental, em Damasco, matando ao menos 7 civis, incluindo crianças 🙁 #EasternGhouta
93. Casas, mercados e voluntários engajados em primeiros socorros (incluindo @SyriaCivilDef) foram afetados pelo bombardeio com munições clusters em #EasternGhouta
94. Sobre o tema, recomendo artigo de @schoggitaler sobre o custo humano do bombardeio a cidades, publicado no n°. 22 da Revista Sur da @_conectas sur.conectas.org/o-custo-humano…
@_conectas 95. BNDES e sua linha de investimentos em armas de fogo, via @diplobrasil diplomatique.org.br/bndes-e-sua-li…
96. Segundo pedido LAI feito pelo @igarape_org ao BNDES sobre as transações para as empresas do setor de armas, a Taurus recebeu R$ 53,403 milhões em empréstimos do BNDES de 2008 a 2015
97. O vultuoso volume de empréstimos à Taurus tem ocorrido a despeito de haver restrição ao financiamento do BNDES destinado ao “comércio de armas” bndes.gov.br/wps/portal/sit…
98. Na matéria da @diplobrasil, menciono a interpretação estrita que o BNDES faz dessa restrição: abrangeria somente empresas que têm no comércio de armas sua função primária (tradings, pex). A Taurus fugiria à restrição por atuar na fabricação de armas
100. Após caça, Saab oferece navio ao Brasil defesanet.com.br/prosuper/notic… via @DefesaNet
101. Lars Amber, jornalista: "Produção de armas é a vaca sagrada da Suécia" glo.bo/2BgWEj6
102. How is the weapons trade regulated? Controversy in Greece about a $79m arms deal to Saudi Arabia, which has been put on hold, via @AJEnglish aje.io/h33vq
103. EUA anunciam que seguirão usando bombas cluster antigas, revertendo política que restringia uso apenas a munições com taxa máxima de falha de 1% nytimes.com/2017/12/01/us/…
104. Hoje a @camaradeputados mandou notícias preocupantes sobre a política brasileira de fabricação de munições clusters
105. Em setembro/2017, o PL 3228/2012 – que proíbe a produção, a utilização, o armazenamento e a comercialização de munições cluster – recebeu parecer FAVORÁVEL do deputado @miguelmhaddad na @credena
106. O parecer não foi algo trivial. O PL, de autoria de @RubensBuenoPPS, está parado na @credena desde 07.03.2012, sendo que entre 22.03.2012 e 30.03.2017 (ou seja, 1834 dias!) sob relatoria de @CarlosZarattini
107. Em junho/2014, logo após audiência sb o tema (q contou c/ a presença de @cristianwitt, entre outros), Zarattini declarou que entregaria parecer sb o PL; quase 3 anos depois, devolveu o texto sem manifestação. Motivo: deixou de ser membro da @credena www2.camara.leg.br/camaranoticias…
108. E qual é a má notícia do dia? Lembram do parecer favorável ao PL 3228/2012 de @miguelmhaddad na @credena (ver imagens)? NÃO EXISTE MAIS camara.gov.br/proposicoesWeb…
109. Razão: foi designado NOVO RELATOR, o deputado @heraclitoPI, sendo a designação da relatoria a @miguelmhaddad (bem como seu parecer favorável ao PL) RETIRADOS do sistema da @camaradeputados camara.gov.br/proposicoesWeb…
110. IMPORTANTE: Tratado sobre Comércio de Armas está na pauta do Plenário da @camaradeputados de hoje. É o 8º item da ordem do dia camara.leg.br/internet/ordem…
111. Lembrando que o TCA encontra-se há 1.124 dias na @camaradeputados, contando c/ 3 pareceres favoráveis à sua aprovação:
@eduardobarbosa_ (@credena): camara.gov.br/proposicoesWeb…
@brunocovas (CCJC): camara.gov.br/proposicoesWeb…
@lincoln_portela (CSPCCO): camara.gov.br/proposicoesWeb…
112. Boa notícia: Tratado sobre Comércio de Armas (PDC 298/2015) APROVADO na @camaradeputados! Texto agora segue para o @SenadoFederal 🍾
113. @camaradeputados aprova tratado sobre comércio de armas e cria grupo parlamentar www2.camara.leg.br/camaranoticias…
114. Após aprovação pelo Plenário da @camaradeputados, texto do Tratado sobre Comércio de Armas (PDC 298/2015) segue para o @SenadoFederal
115. Semana passada trouxe boas e más notícias p/ o controle do comércio intl de armas pelo 🇧🇷:
👍 Tratado sb Comércio de Armas segue p/ o @SenadoFederal (110-114):
👎 PL sb munições clusters emperra na @camaradeputados (104-109):
116. Senador @Anastasia designado relator do Tratado sobre Comércio de Armas (agora PDS 243/2017) na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional do @SenadoFederal www25.senado.leg.br/web/atividade/…
117. Em menos de 24h, Senador @Anastasia já apresentou parecer FAVORÁVEL à aprovação do Tratado sobre Comércio de Armas pela CRE do @SenadoFederal legis.senado.leg.br/sdleg-getter/d…
118. Tratado sobre Comércio de Armas está na pauta da reunião de quinta-feira (14.12.2017) da CRE do @SenadoFederal. É o quarto item da pauta legis.senado.leg.br/sdleg-getter/d…
119. BOA NOTÍCIA: Tratado sobre Comércio de Armas aprovado na Comissão de Relações Exteriores do @SenadoFederal. Resta apenas mais um passo para a conclusão do trâmite no Legislativo: a aprovação pelo Plenário
120. Dez principais compradores de armas e munições do Brasil em novembro de 2017 (US$):
🇺🇸 11.896.921
🇴🇲 4.680.773
🇲🇦 2.585.816
🇦🇪 2.495.205
🇮🇱 908.941
🇨🇱 401.921
🇫🇷 250.404
🇵🇪 91.293
🇦🇷 83.519
🇲🇷 43.471
121. Divisão percentual das exportações de armas e munições do Brasil (nov/2017) [Total: US$ 23.490.704]. Fonte: @MdicGovBr
122. Total das exportações de armas e munições pelo Brasil em 2017 (jan-nov): US$ 445.259.195. Total de países: 69
83. Global Arms Expert @andrewfeinstein Explores Shadow World of Weapons Trade pbs.org/independentlen…
123. Compradores de armas e munições fabricados no Brasil em nov/2017
124. Dez principais compradores de armas brasileiras em 2017 (jan-nov):
🇸🇦 191.748.422
🇺🇸 156.759.052
🇩🇪 13.909.263
🇲🇦 13.532.604
🇴🇲 8.957.153
🇵🇭 7.677.401
🇦🇪 7.325.148
🇪🇪 4.618.788
🇧🇩 3.944.451
🇦🇷 3.883.616
125. Estados compradores de armas e munições brasileiras em 2017 (jan-nov):
126. Compradores de armas e munições brasileiras na África em 2017 (jan-nov). Principal comprador: Marrocos 🇲🇦 (US$ 13.532.604, 4º no ranking geral)
127. Compradores de armas e munições brasileiras na Ásia em 2017 (jan-nov). Principal comprador: Arábia Saudita 🇸🇦 (US$ 191.748.422, 1º no ranking geral)
128. Compradores de armas e munições brasileiras na América do Sul em 2017 (jan-nov). Principal comprador: Argentina 🇦🇷 (US$ 3.883.616, 10º no ranking geral)
129. Compradores de armas e munições brasileiras na América do Norte em 2017 (jan-nov). Principal comprador: EUA 🇺🇸 (US$ 156.759.052, 2º no ranking geral)
130. Compradores de armas e munições brasileiras na Europa em 2017 (jan-nov). Principal comprador: Alemanha 🇩🇪 (US$ 13.909.263, 3º no ranking geral)
131. Exportações de armas e munições do Brasil: Variação dos dez principais compradores (considerando os períodos de jan-nov de 2016 e 2017)
132. Segundo maior comprador de armas do mundo e acusado de perpetrar crimes de guerra no Iêmen, a Arábia Saudita aumentou em SETENTA VEZES (ou 7082,57%) seu volume de compras de armas e munições do Brasil entre 2012 e 2017 (considerando o período de jan-nov)
133. A propósito, falando no conflito no Iêmen e o papel da Arábia Saudita, o @ItamaratyGovBr acaba de divulgar nota sobre o agravamento da situação naquele país, repudiando "atos de violação do direito internacional"
134. Sb o conflito no Iêmen, vale relembrar q:
- Há relatos de uso de munições clusters, armas q violam Dir. Intl Humanitário, pela coalizão liderada pelos sauditas:
- O 🇧🇷 fabrica e vende (possivelmente pros sauditas) clusters:
135. Ainda sb o 🇧🇷 e munições clusters:
- O país nem sequer é signatário do acordo q bane essa arma cruel:
- PL q proíbe clusters se arrasta há 5 anos na Câmara:
- Há incentivos fiscais para sua fabricação:
136. Há relatos de utilização no Iêmen de munições clusters (provavelmente) do Brasil em:
- Outubro/2015: amnesty.org/en/latest/news…
- Dezembro/2016: hrw.org/news/2016/12/2…
- Março/2017: amnesty.org/en/press-relea…
(Fontes: @amnesty e @hrw)
137. How Italian Bombs Killed Yemeni Civilians, via @nytvideo nytimes.com/video/world/mi…
138. Proposta da Boeing inclui divisão militar da Embraer, via @folha www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/0…
139. Venda de Super Tucanos da Embraer para Nigéria é liberada pelos EUA em contrato de US$ 593 mi, via @UOLEconomia @UOL economia.uol.com.br/noticias/reute…
140. A Palestina é o 94° Estado Parte do Tratado sobre Comércio de Armas. A @UN foi notificada em 02.01.2018 sobre a acessão palestina ao acordo
141. Noruega suspende venda de armas para os Emirados Árabes Unidos por conta do papel deste país na guerra no Iêmen reut.rs/2lM6fs3
142. PRE-PA-RA: Saíram os números finais do @MdicGov sobre as exportações de armas e munições pelo Brasil em 2017
143. Antes, os números de dezembro/2017. Os 10 principais compradores de armas e munições do Brasil nesse mês foram (em US$):
🇺🇸 12.267.541
🇸🇦 4.011.300
🇲🇦 2.949.600
🇳🇱 2.083.809
🇴🇲 1.670.000
🇵🇭 1.480.327
🇪🇪 1,241.883
🇩🇪 1,206.318
🇧🇪 1.027.896
🇮🇱 716.001
144. Foram US$ 30.391.680 em armas e munições produzidas no Brasil, exportadas para 22 países em dezembro de 2017
145. Estados Unidos e Arábia Saudita responderam por 53,6% das compras de armas e munições produzidas no Brasil em dezembro de 2017
146. Total das exportações de armas e munições pelo Brasil em 2017: US$ 475.963.947. Total de países: 70
147. Esse número representa um aumento de 38,58% sobre o montante exportado em 2016. No mesmo período, as exportações totais do Brasil tiveram aumento de 18,5%. É o maior valor exportado em armas e munições desde 1997, início da série histórica do @MdicGov
148. O valor exportado em armas e munições pelo Brasil em 2017 equivale a uma média diária de US$ 1,304 milhão. É como se o país vendesse, diariamente, cerca de 4115 pistolas Taurus PT111 Millennium G2
149. Dez principais compradores de armas e munições do Brasil em 2017 (US$):
🇸🇦 195.759.722
🇺🇸 169.026.593
🇲🇦 16.482.204
🇩🇪 15.115.581
🇴🇲 10.627.153
🇵🇭 9.157.728
🇦🇪 7.325.148
🇪🇪 6.182.057
🇳🇱 4.512.764
🇦🇷 4.260.946
150. Em 2017, Arábia Saudita e Estados Unidos responderam por 76,6% das compras de armas e munições do Brasil
151. Variação de valores dos 20 principais compradores de armas e munições do Brasil. Maiores variações (% • posição como comprador):
🇧🇭 829,96 • 15
🇴🇲 719,36 • 5
🇸🇦 202,20 • 1
🇵🇪 167,18 • 18
🇲🇦 119,53 • 3
152. "Novos" (comparando c/ 2016) compradores de armas e munições do Brasil em 2017 (US$ mil):
🇧🇫 Burkina Faso: 638
🇨🇲 Camarões: 395
🇨🇩 RDCongo: 180
🇲🇷 Mauritânia: 43
🇲🇼 Malavi: 42
🇨🇻 Cabo Verde: 16
🇱🇦 Laos: 16
🇵🇾 Paraguai: 2
🇭🇰 Hong Kong: 0,45
153. Compradores de armas e munições do 🇧🇷 em 2016 q ñ repetiram a operação em 2017 🇸🇩🇦🇱🇨🇾🇳🇴🇮🇳🇵🇦🇳🇦🇸🇹🇱🇰🇬🇭🇦🇩🇨🇬🇨🇭🇸🇰🇵🇰🇰🇷🇮🇶🇵🇼🇧🇼
Missing some Tweet in this thread?
You can try to force a refresh.

Like this thread? Get email updates or save it to PDF!

Subscribe to Jeff Nascimento
Profile picture

Get real-time email alerts when new unrolls are available from this author!

This content may be removed anytime!

Twitter may remove this content at anytime, convert it as a PDF, save and print for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video

1) Follow Thread Reader App on Twitter so you can easily mention us!

2) Go to a Twitter thread (series of Tweets by the same owner) and mention us with a keyword "unroll" @threadreaderapp unroll

You can practice here first or read more on our help page!

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just three indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member and get exclusive features!

Premium member ($3.00/month or $30.00/year)

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!