Carlos Góes Profile picture
PhDC @UCSDEcon. Founder @OMercadoPopular. Columnist @JornalOGlobo. fmr @IMFNews, @planalto, @wto, @worldbank. Macro+Trade+Inequality. Bad ⚽️ tweets.
Rubens Lopes Profile picture Eric Vieira Profile picture GGilsonGomes Profile picture otaviano canuto Profile picture Alexandre Borges Profile picture 8 added to My Authors
Aug 27 5 tweets 2 min read
A coluna de hoje é sobre dois novos estudos com dados do Facebook publicados na revista Nature sobre “capital social”: como as redes de relacionamentos influenciam as vidas das pessoas. Os trabalhos são super detalhados e não cabem todos aqui. Mas vou ressaltar duas coisas. Primeiro, há de fato uma segregação social na sociedade. Pessoas tendem a ter amizades de sua própria classe.
Jul 17 10 tweets 3 min read
A coluna de hoje no @JornalOGlobo é sobre as dificuldades da Geração Z brasileira. O pessoal que entrou no mercado de trabalho entre 2015-2020 já enfrentou duas crises históricas num curto intervalo de tempo. Quais são as consequências disso para seu futuro? 🧶👇 Primeiro eles enfrentaram a Crise da Nova Matriz Econômica, durante o governo Dilma (2014-16). Até hoje, o biênio 15-16 ainda é o pior registrado desde o começo da série do PIB.
Jun 18 10 tweets 3 min read
Minha coluna de hoje no @JornalOGlobo é sobre a proposta de subsídio de combustível via redução do ICMS, aprovada pela Câmara esta semana. Ela tem diversos efeitos colaterais e seu impacto sobre a inflação deve ser limitado. Segue o fio com referências 🧵 A primeira limitação é que o efeito sobre a inflação deve ser menor do que o esperado. A proposta pode influenciar o nível de preços no momento de sua implementação, mas dificilmente deve limitar a inflação se o preço do petróleo continuar subindo.
Jul 31, 2021 11 tweets 3 min read
No artigo de hoje eu me pergunto se a Olimpíada de 2016 e a Copa de 2014 valeram a pena, em termos econômicos. Somados, o custo total dos dois eventos foi, em valores atualizados, de cerca de R$90 bilhões — aproximadamente três vezes o orçamento anual do Programa Bolsa Família. Antes da Copa-2014, projetaram q, num intervalo de 5 anos, retorno seria quase 5% do PIB e 15 mi de empregos. Outro estudo, sugeriu que cada R$1 gasto com Rio-2016 geraria R$4. Se hoje você torce o nariz em descrédito para essas projeções, sua intuição está correta.
Jul 3, 2021 17 tweets 5 min read
Minha coluna de hoje é sobre tributação de lucros e dividendos. Em mais um plot-twist na série Brasil, o governo direitista de Jair Bolsonaro propôs, na semana passada, o fim da isenção de lucros e dividendos. Essa é uma bandeira história da esquerda. Um guia para entender. 👇👇 Há mitos no debate sobre este tema. Talvez o maior seja a ideia de q “n se paga imposto de renda” sobre lucros e dividendos e q o imposto sobre a renda seria regressivo. Qdo incorporados os impostos pagos no nível da empresa (IRPJ+CSLL), ele é progressivo.
Apr 18, 2021 8 tweets 2 min read
Erros comuns de comentaristas sobre política fiscal.🧵

"Austeridade é política de corte de gastos".

Não. Austeridade é política de redução do défice estrutural. Pode ser feito tanto por aumento de arrecadação ou corte de gastos. Tanto gastos qto arrecadação tem efeitos fiscais. "Ah, mas a arrecadação depende do gasto".

Sim. O gasto também depende da arrecadação. Todas as variáveis fiscais dependem uma da outra, por isso estimar o multiplicador fiscal é difícil -- precisamos de algum impulso exógeno.
Mar 18, 2021 8 tweets 5 min read
Há uma duas semanas, pesquisadores brasileiros publicaram um estudo no periódico associado à Nature que concluía que lockdowns não estavam associados a menos mortes. Ele foi acessado 250k vezes e foi divulgado em sites militantes. Mas autores cometeram um erro grave. 🧵 @GidMK, @RaphaelWimmer, @FLAHAULT e @lonnibesancon explicaram aqui uma série de problemas metodológicos com o estudo: . Mas eu li ontem o paper e vi que há algo ainda mais grave. *Os autores não souberam interpretar seus resultados matematicamente*.
Mar 13, 2021 15 tweets 6 min read
A minha coluna de hoje no @JornalOGlobo é sobre a volta do debate relacionado a medidas de supressão do combate ao vírus e seus impactos econômicos. No meio da crise nas UTIs, muitos prefeitos e governadores têm adotado restrições. À esteira dessas medidas, críticos tentam enquadrar as escolhas numa dicotomia entre saúde e economia. O Presidente Bolsonaro foi uma das vozes a levantar essa tese. economia.uol.com.br/noticias/reute…
Feb 27, 2021 15 tweets 6 min read
Minha coluna de hoje no @JornalOGlobo é sobre como mudou a literatura científica sobre o salário mínimo mudou e o que isso significa para o Brasil. O novo consenso é que um mínimo moderado pode elevar renda sem destruir empregos. Em 1987, o New York Times publicou um editorial com o seguinte título: "O salário mínimo correto é 'US$ 0,00'". Por mais estranho que possa parecer, o editorial refletia aquilo que era uma visão padrão entre economistas nos anos 1980.
Feb 9, 2021 7 tweets 3 min read
A autonomia do @BancoCentralBR voltou ao tema do dia, então vou resgatar um texto que escrevi há algum tempo sobre o assunto. Siga este fio se você quiser entender, conceitualmente, o básico deste assunto.🧶 Antes de tudo: pra q serve um Banco Central? O BC tem como seu principal objetivo ser o guardião da estabilidade macroeconômica do país. Sua mais importante função é a de manter a inflação sob controle. O BC faz isso controlando a quantidade de dinheiro disponível na economia.
Nov 1, 2020 12 tweets 5 min read
Coisas que são estranhas nas eleições americanas na perspectiva de um estrangeiro que mora aqui há bastante tempo. Segue o fio. 🧶👇 Ao contrário do Brasil, as eleições não ocorrem num domingo ou num feriado: são sempre numa terça-feira. Este ano serão dia 3 de novembro. Isso significa que, se você trabalhar no dia, você tem que se virar nos trinta. Isso prejudica desproporcionalmente eleitores pobres.
Oct 16, 2020 5 tweets 2 min read
Graças aos guerreiros de injustiça social que criticaram o fato de eu fazer listas específicas de cientistas sociais, o número de inscritos nelas subiu muito de ontem pra hoje. Vou deixar o link e breve descrição abaixo. Negras/os brasileiras/os que são cientistas sociais profissionais.

twitter.com/i/lists/127708…
Oct 16, 2020 11 tweets 4 min read
Apesar das críticas, o PIB per capita continua sendo um belo indicador de progresso social. Isso ocorre porque aumento da riqueza agregada geralmente significa aumento da produtividade do trabalhador (salários + altos) e maior capacidade do setor público em prover serviços.🧵👇🏽 Países com PIB per capita maior tendem a ter menor mortalidade infantil.
Oct 14, 2020 5 tweets 1 min read
Há economistas dizendo que “calote em dívida emitida em moeda soberana é impossível”. Historiadores econômicos catalogaram + de 200 episódios de calote em dívida interna. Se sua teoria diz que algo que aconteceu + de 200 vezes é “impossível”, vc deveria mudar a teoria. 👇🏽 A afirmação parece óbvia a princípio: se você pode imprimir dinheiro ou rolar a dívida, como você pode ir à falência? Mas uma avaliação mais refinada mostra como essa aparente obviedade não se sustenta.
Jul 29, 2020 6 tweets 3 min read
Hoje me chamaram a atenção para esse novo relatório da @Oxfam, que informa que a riqueza de bilionários teria subido mesmo com toda a pandemia. Eu fui ver a metodologia do estudo e encontrei uma supresa. Segue o fio 🧵 Eles escolheram como início da contagem 18 de março e não 1 de janeiro. A princípio, nenhum problema, né? É só uma data arbitrária.
Jul 16, 2020 8 tweets 3 min read
Há alguns meses a @juliambraga fez esse fio -- e eu fiquei devendo a ela seguir respeitosamente debate. Ela argumenta de q n é possível dizer q a mudança na política econômica c/ Meirelles+Teto indica uma redução no prêmio de risco brasileiro pq ele move junto c/ outros países. É verdade q as medidas de risco dos países se movem juntas. Existe um componente comum fazendo essas medidas flutuar. Abaixo comparamos o Brasil com uma média da AmLatina e quase Brics (não tem Índia). Em todos os casos o prêmio sobe em 15 e cai em 16. O ponto da @juliambraga.
Jul 11, 2020 6 tweets 3 min read
Eu demorei muito tempo para entender a ideia de racismo estrutural. A forma como eu consegui racionalizar isso é a seguinte: mesmo se amanhã a gente acordasse numa utopia pós-racial em q ninguém fosse explicitamente racista, negros continuariam sistematicamente em desvantagem. O fato de historicamente os negros terem convivido no Brasil com escravidão e políticas oficiais de eugenia (p.ex., durante a Era Vargas) formam um legado que se perpetua no tempo: negros são menos escolarizados, recebem menos, tem menos bens, em geral n estão em cargos d poder.
Jul 11, 2020 5 tweets 1 min read
O “liberalismo do Alabama” presume que intervenção estatal = socialismo. Isso é falso, afinal você pode aumentar a eficiência da economia com intervenções específicas. Mas é tb burro: se as pessoas acharem que socialismo = Dinamarca e não URSS, o socialismo fica mto + atrativo. O liberalismo é uma crença na dignidade humana, de q todo indivíduo tem o direito inalienável de escolher seu próprio destino. De q o futuro n está pré-determinado por sua casta, guilda ou raça. Isso passa por dilacerar o legado das instituições estamentais do passado.
Jul 2, 2020 7 tweets 3 min read
Passei o dia meio desconectado. Vi agora a polêmica dos sindicatos. Em macroeconomia, que é uma literatura q eu conheço +, os modelos que se preocupam com mercado de trabalho mais profundamente incorporam explicitamente o poder de barganha de trabalhadores e empresas. Segue o 🧶 Modelos macro mais antigos se preocupam mais com o ciclo econômico e com crescimento de longo prazo. Por isso, não há uma preocupação em modelar as imperfeições do mercado de trab. Neles, os salários são uma função do produto marginal do trabalho.
Jun 26, 2020 7 tweets 4 min read
Transposição do Rio São Francisco: a obra mais inaugurada do Brasil — o cordel. 🧵 Hoje, @jairbolsonaro inaugurou um trecho da transposição no Ceará.
Jun 4, 2020 11 tweets 3 min read
Vou resumir aqui, em alguns gráficos, alguns dos principais achados da literatura sobre consolidação fiscal. A principal coisa que você precisa entender é que ao contrário de respostas ideológicas sobre “austeridade”, como implementar um ajuste e as condições iniciais importam. Esse gráfico aqui resume o último paper do Alesina et al. Eles usam uma estratégia narrativa para identificar o efeito causal de ajustes fiscais sobre o PIB. Conclusão: ajustes pelo gasto levam a efeito zero no longo prazo, pelo lado dos impostos leva a efeitos neg permanentes.