Mellanie Fontes-Dutra, PhD 💉😷 Profile picture
Biomédica, Neurocientista, Pós-Doc Bioquímica (@ufrgsnoticias) e div. científica Ela/Dela | tuítes em pt-br. Coordenadora da Rede @analise_covid19
Cris R Profile picture Veronica Morais 🇧🇷 🏴😷 VACINAS SALVAM VIDAS! Profile picture Délcio Neitzke Profile picture Catherine Albero Profile picture notas não aleatórias #TodosPelasVacinas Profile picture 16 added to My Authors
27 Jul
Dois assuntos bastante falados durante o dia de hoje:
🔹Combinação de doses (AZ+PF) e o estudo na Coreia do Sul 🇰🇷
🔹 MS estuda a possibilidade de reduzir do intervalo de doses da Pfizer (90 para 21 dias)

Eu vou de 🍵, pega tua bebida quentinha e vem pro fio! 👇🧶
Antes de tudo: MUITO obrigada a todo mundo que ajudou a buscar o bendito estudo que só se ouviu falar hoje hehe fios colaborativos são tudo pra mim e cada vez mais pretendo fazer isso!
Vamos primeiro sobre a combinação heteróloga: sabemos que alguns países estão utilizando essa estratégia, que permite uma certa flexibilidade para a segunda dose, tendo já alguns estudos demonstrando segurança e boa resposta imunológica
Read 55 tweets
19 Jul
Parece que em breve teremos a divulgação de um estudo conduzido no Chile sobre a CoronaVac, também considerando variantes como a #Delta! Temos noticiado alguns dados que comentarei abaixo

Pega um 🍵,☕️ ou 🧉 e vamos conversar um pouco sobre isso 🧶👇

O estudo está sendo conduzido pela Universidad Catolica do Chile 🇨🇱, e parece que em breve será divulgado amplamente.

Segundo a notícia, o estudo iniciou há 6 meses, com a vacinação de 2.300 voluntários que participam do estudo clínico da vacina CoronaVac no país
A pesquisa mostrou que apenas 2% dos voluntários totalmente vacinados desenvolveram COVID-19 e que apenas 0,088% necessitaram de hospitalização. Para essa tamanho amostral, não foram registradas mortes no grupo vacinado
Read 29 tweets
17 Jul
1,18 mi de internações por COVID-19 entre Fev/20 (1ª onda) - Mai/21 (2ª onda):
🔺Aumento de internações em 59%
🔺>40% das entradas hospitalares (2021) morreram. (33% em 2020)
🔺Quase 20% dos jovens (20-39 anos) que internaram em 2021 morreram.
bbc.com/portuguese/bra…
🔺A mortalidade entre quem precisou de intubação passou de 78,8% na 1ª onda para 84% do final de Dez/20-25/Mai/21

A média mundial é de cerca de 50%.
Impacto sincronizado pela variante Gama em quase todo o país em 2021. Preço alto demais por subestimar o potencial de uma VOC.

Pagaremos para ver novamente com a Delta? Ou aprenderemos com o que está acontecendo em outros países?
Read 6 tweets
16 Jul
Dados do relatório analisando a transmissão local da Delta na 🇨🇳 mostraram:
🔺Carga viral do 1º teste de PCR positivo foi ~1000x maior pra Delta comparado com cepas circulantes em 2020
🔺Potencial mais rápido de replicação e de transmissão precoce

Vem entender 👇🧶
Do primeiro caso identificado em 21/05/21na 🇨🇳 até o último caso relatado em 18/06/21, um total de 167 infecções locais foram identificadas

Dados dos indivíduos em quarentena neste surto foram comparados com dados da epidemia anterior de 2020 (pelas cepas em circulação na época)
Uma vez isolados, uma série de PCR diárias foram feitas ao longo do tempo. Os dados mostram que, desde o dia da exposição até o dia da 1ª PCR positiva foi menor para a Delta (4 dias) do que para cepas referência (6 dias).
Read 22 tweets
14 Jul
Muitas infecções virais apresentam uma predileção pelo Sistema Nervoso (SN) e seu acometimento pode levar a problemas muito sérios e agravamentos da condição.

A COVID-19 apresenta muitas manifestações neurológicas, e estamos começando a entender o porquê

Acompanha 🧶👇
Sabemos que a COVID-19 pode levar a manifestações neurológicas importantes, algumas mais frequentes que outras, como a perda do olfato e do paladar.

Em um estudo com mais de 8 mil pessoas, cerca de 41% delas relataram perda do olfato, por exemplo nature.com/articles/d4158…
Isso são só alguns exemplos de manifestações frequentes. Outro estudo sugere que, mesmo em indivíduos assintomáticos, um aumento persistente do risco de AVC isquêmico agudo é visto, meses assintomáticos após o diagnóstico sorológico da infecção jamanetwork.com/journals/jaman…
Read 34 tweets
13 Jul
Publicado na @ScienceMagazine , alguns dados sobre as variantes B.1.427/B.1.429 (Épsilon)*, trazem a questão do escape imunológico observado por essa variante.

Mas o que sabemos sobre ela? 🧶👇

* Também conhecidas anteriormente como CAL.20C e, atualmente, como Épsilon
Em março de 2021, eu fiz um fio comentando sobre essa variante e também outras variantes que estavam circulando nos 🇺🇸, especificamente em Nova York. Ainda em Dez/20, tivemos a identificação da CAL.20C, hoje conhecida como Épsilon, na Califórnia
A Épsilon apresenta um conjunto de mutações ao redor da Spike, como a descrita abaixo. Naquele momento, pela posição da mutação, estando dentro RBD, levantou-se a possibilidade de possível escape imunológico (anticorpos).

Read 25 tweets
13 Jul
É um completo absurdo. Somado a isso, temos o pedido da volta das torcidas para os estádios. Vocês já viram a curva da Holanda? Do pontencial da Delta? Imagina numa população como a nossa, em que temos ainda muita gente não vacinada?

Tenham bom senso, não é nossa primeira vez
Por fim, não se justifica um absurdo com outro absurdo. Jovens estarem sem aulas desde 2020 é um absurdo e precisa ser corrigido, o estado precisa encontrar meios de promover a educação adequada ao momento da pandemia que estamos vivendo.
Read 4 tweets
12 Jul
Publicado em Junho na @Nature estudos demonstram a proteção pela vacinação, não somente das pessoas vacinadas, mas também de pessoas (ainda) não vacinadas na comunidade! Um exemplo são as crianças se beneficiando de proteção com uma alta % de adultos vacinados 🧶👇
📊O estudo analisou os registros de vacinação e resultados de testes coletados durante o início rápido da vacinação (💉Pfizer) em uma grande população de 177 comunidades geograficamente definidas em Israel 🇮🇱, que já tem uma alta % de vacinação na população
Os autores tiveram o cuidado de controlar alguns viéses, como recuperados de COVID-19 (que poderiam ter uma proteção pela recuperação e somar-se ao efeito da vacinação), intervalos parecidos fixadoss em todas as comunidades analisadas, para evitar confusões espaçotemporais, etc
Read 9 tweets
12 Jul
Nota técnica do Observatório COVID-19 da @fiocruz sobre a efetividade de vacinas aqui no 🇧🇷 nas faixas etárias 60+, que já tem uma cobertura maior!
Com pelo menos a primeira dose:
💉AZ: 81,7% (60-79 anos), 62,8% (80+)
💉CoronaVac: 70,3% (60-79), 62,9% (80+)
🧶👇
Com duas doses:
💉Independente da vacina aplicada: 79,8% (60-79), 70,3% (80+)
💉CoronaVac: 79,6% (60-79), 68,8% (80+)
💉AZ: 93,8% (60-79), 91,3% (80+)

Na figura abaixo, vemos como a vacinação foi importante para reduzir o nº de casos graves e óbitos nesssas populações + velhas
Como o intervalo da AZ é maior, foi possível avaliar a efetividade com somente uma dose:
💉AZ: 81,1% (60-79), 57,5% (80+)

Importante lembrar: AS DUAS DOSES SÃO IMPORTANTES para a proteção completa. Volte para a segunda dose!
Read 5 tweets
10 Jul
Ontem foi publicado um estudo na @TheLancet Microbe de um grupo de pesquisa da Unicamp! O pessoal do @BlogsUnicamp fez um texto maravilhoso, e vou fazer um fiozinho pra complementar :)

Ação de anticorpos neutralizantes de vacinados com CoronaVac e a variante Gama (P.1)! 🧶👇 Image
Tudo, inclusive a forma como os autores fizeram o ensaio, tá super explicadinho nesse texto do pessoal do @BlogsUnicamp e por conta disso, vou comentar os resultados a partir de então
blogs.unicamp.br/covid-19/antic…
Na imagem abaixo, vemos células com diferentes cores: cada cor é um alvo diferente que estamos visualizando: em vermelho, a proteína do nucleocapsídeo; em verde, a Spike; e em amarelo, as duas proteínas juntas (o que chamamos de merge) Image
Read 24 tweets
9 Jul
Preprint recém publicado avaliando a resposta de anticorpos e de células induzida pela vacina da Janssen contra as variantes: D614G, Alfa, Kappa, Delta, Gama, Epsilon e Beta!

Vamos dar uma olhada? 👇🧶
Primeiro lugar: cadê a legenda dessas variantes? 😱🤯

Calma que tá aqui!
Nessa primeira imagem, observamos que os anticorpos anti-RBD são detectados, assim como indicadores de resposta celular CD4+ e CD8+, 239 dias após a aplicação da dose (única).

A resposta de anticorpos foi relativamente estável 8 meses após o recebimento da dose
Read 21 tweets
9 Jul
Dados de eficácia da Soberana! Esquema de duas doses da Soberana 02 + uma dose da Soberana Plus:
💉91,2% de eficácia contra infecção sintomática
💉75,5% de eficácia contra casos de COVID-19
Sem observação de agravamentos ou óbitos para esse estudo

cubadebate.cu/noticias/2021/…
Outras notícias/fios/dados que comentei:

Soberana 01 e 02 (com pitacos de Abdala e Mambisa)
Read 6 tweets
8 Jul
Publicado, hoje, estudo de fase 3 feito na Turquia🇹🇷 com a CoronaVac!
👥10.029 participantes de 18-59 anos (não inclui pop. 60+)
💉Eficácia geral: 83,5%
🛡️Bom perfil de segurança (sem reações graves, fadiga e dor no local foi o mais relatado)

Fiozinho pra iniciar a noite! 👇🧶
Aqui na imagem, temos mais dados sobre os participantes do estudo. Eles foram divididos em 2 grupos:
🔹K1: essencialmente prof. de saúde/linha de frente. Aqui foi observado inicialmente a segurança, antes de proceder pro K2
🔹K2: comunidade geral + prof. de saúde
150 casos de COVID-19 foram observados nos 10.214 participantes, dos quais 41 ocorreram a partir de 14 dias após a administração da vacina ou placebo.

9 estavam no grupo vacinado enquanto 32 estavam no grupo placebo = 83,5% de eficácia em prevenir casos confirmados de COVID-19
Read 12 tweets
8 Jul
A @anvisa_oficial autorizou um novo estudo clínico (fases 1 e 2) de vacinas essa semana! Dessa vez foi da Sanofi Pasteur (RNA mensageiro) 💉

O estudo ocorrerá na Bahia, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Rio de Janeiro, com 150 voluntários

cnnbrasil.com.br/saude/2021/07/…
O regime a ser estudado será a aplicação de duas doses com 21 dias de intervalo

Além dos 150 voluntários do 🇧🇷, o estudo (fase 1 e 2) ocorrerá também nos Estados Unidos 🇺🇸, Honduras🇭🇳 e Austrália🇦🇺
O objetivo é observar a segurança e resposta imune testando três diferentes dosagens da vacina para definir a dose ideal antes de prosseguir para um estudo de fase 3

A vacina utiliza a tecnologia de RNA mensageiro, que será entregue dentro de nanopartículas lipídicas
Read 4 tweets
7 Jul
Estudo publicado na @NEJM com dados de efetividade da CoronaVac no Chile 🇨🇱!
👥10,2 milhões de pessoas
Com o regime completo (2 doses):
💉65,9% efetiva em prevenir casos de COVID-19
💉87,5% efetiva em prevenir hospitalização
💉90,3% efetiva em prevenir admissão em UTI

O fio 🧶👇
Antes de tudo:
🔹Para dados e fios sobre a CoronaVac, consulte a seção da CORONAVAC
🔹Para dados da CoronaVac em relação a variantes da COVID-19, consulte a seção VARIANTES E VACINAS e e veja os fios que estão associados à CoronaVac

➡️bit.ly/fiosmell
O Chile 🇨🇱 iniciou a vacinação em massa da sua população no início de fevereiro de 2021. A vacinação por lá também priorizou idosos, iniciando com a faixa etária de 90 anos ou +, profissionais de saúde da linha de frente e pessoas com comorbidades.
Read 20 tweets
7 Jul
O fio da tarde é sobre amamentação e vacinação! Muitas mamães escutaram sobre a famosa transferência de anticorpos pelo leite materno, e esse fenômeno é bastante estudado dentro da imunologia, agregado dentro da imunidade passiva.

Pega o ☕️ e acompanha 👇🧶
Vamos ir construindo juntos esse conhecimento 🪜

🔹Imunidade Passiva: é uma forma de adquirir proteção por meio da transferência de anticorpos contra uma doença de um organismo que produziu para outro, em vez de produzi-los por meio de seu próprio sistema imunológico.
🔹Imunidade Ativa: é quando nosso sistema imunológico é desafiado, gerando ativamente uma proteção contra um agente infeccioso. Pode vir de uma exposição ao próprio agente, ou pode ser induzida pela vacinação cdc.gov/vaccines/vac-g…
Read 30 tweets
6 Jul
Sobre o encurtamento do intervalo da AstraZeneca de 3 meses (12 semanas) para 2 meses (8 semanas): isso está sendo adotado por alguns países, como 🇬🇧, com o objetivo de vacinar mais pessoas com as 2 doses, que fornece uma proteção + completa contra a Delta health-ni.gov.uk/news/introduct…
Portanto, fiquem tranquilos. Na bula temos valores de resposta imune induzida pela vacina (imunogenicidade) e eficácia para diferentes intervalos.
Fio da bula:
A bula: consultas.anvisa.gov.br/#/medicamentos…
Num fio recente que fiz, observamos que para variantes com escape imunológico, como a Delta, Beta e a Gama, as duas doses são importantes para uma maior proteção contra essas variantes
Read 11 tweets
5 Jul
Estudo do 🇨🇦 demonstra que a vacinação com o regime completo (Pfizer, Moderna e AZ) foi efetiva contra COVID-19 sintomática, hospitalizações e óbitos pelas variantes Delta, Alfa, Beta e Gama! Com 1 dose, observamos alguma proteção, mas 2 doses SÃO NECESSÁRIAS!

Vem conferir 🧶👇
👥421.073 indivíduos que tiveram COVID-19 sintomática participaram do estudo

6,8% das infecções foram por não-VOCs e 9,7% positivo para VOC.
Contra COVID-19 Sintomática:
💉Para Alfa:14 dias após a 1ª dose, 83% (Moderna), 66% (Pfizer) e 64% (AZ)
💉A vacinação com o regime completo (2 doses) promoveu uma proteção substancialmente maior
Read 14 tweets
4 Jul
Estudo chileno 🇨🇱 mostrando o impacto de algumas variantes predominantes lá (Gama, Lambda) e outras (Alfa e B.1) na infectividade e na ação de anticorpos neutralizantes em indivíduos vacinados com a CoronaVac.

Acompanha o fio para entendermos melhor 🧶👇 Image
O estudo em questão foi publicado na forma de preprint aqui medrxiv.org/content/10.110… Image
Analisando a infectividade (uma medida que nos dá a ideia do quanto o vírus é capaz de estabelecer a infecção) pelas variantes em questão, os autores observaram que os parâmetros daLambda foram maiores do que a Alfa e Gama Image
Read 14 tweets
2 Jul
Pra encerrar bem o dia: vamos ter artigo em breve sobre a 💉 da Janssen contra a variante Delta!

Segundo a noticia, a vacina gera resposta que abrange a variante Delta e produz uma resposta duradoura (pelo menos 8 meses, tempo de observação do estudo)

jnj.com/positive-new-d…
Os dados são de um estudo de fase 3 conduzido na África do Sul, em que há muita circulação da variante Beta e Delta. A publicação também comenta que, apesar do escape imunologico, essa resposta abrange as variantes Beta, Gama, Alfa, Epsilon, Kappa o
Os dados foram submetidos ao repositório de preprints do bioRxiv e deve estar disponível em breve - e terá fio sobre ele :)

Vamos aguardar os dados para entender melhor. Mas, boas notícias 💉
Read 4 tweets
1 Jul
Com a vacinação rolando, muitas pessoas ficaram com dúvidas como: por que temos reações adversas após a vacinação? Por que algumas pessoas não tem? Não ter reações pode indicar que não fiz uma resposta protetora?

Vou explanar nesse fiozinho para tu ler no café da tarde ☕️🧶👇
Quando existe um organismo invasor no corpo, ou quando recebemos uma vacina, produzimos uma gama de moléculas a partir da ativação de células de defesa do nosso sistema imunológico, que estão sempre alertas e vigilantes pela nossa corrente sanguínea
Os estágios inicias da resposta vão ser orquestrados por diversas células do sistema imune inato (nossa primeira linha de defesa, inespecífica, que responde no menor sinal de um organismo estranho, seja ele quem for) e moléculas, que podem desencadear essas reações que sentimos
Read 22 tweets