thomas traumann Profile picture
Jornalista. Coordenador executivo do MBA de Comunicação @FGVDAPP. Colunista @Poder360 e @Veja. Autor de "O Pior Emprego do Mundo". Opiniões pessoais. Tricolor
10 May
1/Faltando vinte meses para terminar o mandato de Jair Bolsonaro, o governo parou. Nenhum projeto, nenhuma ideia, apenas as reações improvisadas de um time acuado. Bolsonaro estrila, ameaça o STF e os adversários, mas já fez isso tantas vezes que pouca gente presta atenção+
2/O Ministério da Saúde é incapaz de soltar uma estimativa confiável sobre a quantidade de vacinas disponíveis. Os ministros palacianos batem cabeça, enquanto a base governista no Senado toma goleada na CPI da Covid. O Ministério da Economia vive em um mundo paralelo+
3/Graças ao repórter @brenopires, do @Estadao, sabe-se que o Ministério do Desenvolvimento Regional montou um orçamento paralelo de R$ 3 bilhões para comprar apoio de deputados e fugir do controle de Guedes e do TCU. É um governo que corre atrás do próprio rabo+
Read 7 tweets
4 May
Para a Faria Lima, a Terceira Via está natimorta e 2022 será Bolsonaro ou Lula. Com medo dos dois, a Faria aposta no presidente da Câmara, Arthur Lira, e no Centrão para controlar o próximo presidente+
2/É possível que estejam certos, mas qualquer previsão faltando 18 meses na política brasileira é como apostar na loteria, mas uma coisa é cerca: a Faria Lima não entende Arthur Lira e o novo Centrão+
3/Eles ainda acham que o Centrão atual é o Centrão arte, o Centrão moleque, que quer invadir feito bárbaros, indicando primos para o INSS de Londrina, afilhados no DNOCs e arranjando um laranja para ganhar uma emissora de rádio em Sorriso. O Centrão de Arthur Lira evoluiu+
Read 9 tweets
22 Apr
1/Desde Osama bin Laden não se assistia um movimento tão uníssono de tantas personalidades diferentes e de tantos países distintos personificando em um líder internacional um mal tão assustador para o futuro da humanidade como Jair Bolsonaro+
2/Bolsonaro promoveu aumento recorde no desmatamento ilegal, tráfico de madeiras e garimpo em terras indígenas. Neste governo, perdeu-se um território de florestas amazônicas equivalente a Israel. O seu ministro do Meio Ambiente é acusado pela PF de lobby para madeireiros+
3/Contra bin Laden, os EUA invadiram o Afeganistão. Contra Bolsonaro, a pressão será + suave, mas virá. “Bolsonaro transformou o Brasil num país temido por propagar a Covid e odiado por não cuidar da Amazônia”, me disse um diplomata que participa das conversas entre EUA e Brasil+
Read 6 tweets
20 Apr
1/O impasse sobre o orçamento terminou com o Centrão manobrando p/ burlar Lei do Teto, Paulo Guedes sob derrota acachapante, R$300 bilhões de déficit fiscal primário e o mercado financeiro, sempre tão sensível a todos esses assuntos, fazendo a egípcia
2/Ter a política econômica decidida pelo Centrão virou o “novo normal”.
3/É possível que ainda saia uma capitalização da Eletrobras, ou algum avanço na privatização dos Correios, ou até uma reforminha aguada na contratação de futuros servidores públicos, mas é xepa.
Read 5 tweets
15 Apr
1/O rascunho da PEC produzida pelo Ministério da Economia para resolver o impasse sobre a sanção do Orçamento tem o simbolismo da bandeira branca erguida por um Exército derrotado para pedir cessar-fogo. Guedes está assinando uma rendição incondicional para segurar seu emprego+
2/A PEC de Guedes provocaria urticária no Guedes antigo e é indefensável sob qualquer ângulo, menos um: é uma tentativa do ministro de agradar o Centrão. Nem isso deu certo+
3/Líderes do Congresso trabalham abertamente pela substituição de Guedes. Nomes na mesa: Roberto Campos Neto, do BC, que recusou enfaticamente as sondagens no ano passado, Mansueto Almeida (hoje no BTG) e o atual presidente do BNDES, Gustavo Montezano, amigo da família Bolsonaro+
Read 5 tweets
13 Apr
1/Bolsonaro desperdiça sua única chance de remontar as relações com os EUA de Joe Biden. O prazo vai até o dia 22, Dia da Terra, quando Biden reúne 40 líderes mundiais para debater ações práticas para reduzir e mitigar o efeito das mudanças climáticas nas próximas décadas+
2/As negociações estão em impasse. O ministro Ricardo Salles tenta enrolar os americanos prometendo reduzir o desmatamento se antes receber U$ 1 bilhão. Ele opera como se tivesse sequestrado a Amazônia e exigisse resgate para não matar o refém+
3/Só que não vai funcionar. Em conversa recente com a nova equipe diplomata brasileira, os americanos deixaram claro que “não haverá uma segunda chance”. Ou o Brasil apresenta uma proposta factível no dia 22 ou os EUA seguirão seu projeto com Colômbia, Peru e outros países+
Read 8 tweets
12 Apr
1/O providencial vazamento dos 25 minutos da conversa entre o presidente Bolsonaro e o senador Jorge Kajuru conseguiu derrubar como em um strike as expectativas das oposições. Um dia depois da divulgação do áudio, Bolsonaro conseguiu tudo o que queria:
2/Por ordem de Bolsonaro, senadores governistas assinaram anexo para ampliar as investigações da CPI à ação de governadores e prefeitos. É a manobra típica de quem não quer investigar nada+
3/Como mostrou o @estadao, o Supremo deve manter a liminar ordenando a instalação da CPI, mas deixando os trabalhos p/ quando as sessões presenciais forem seguras. Com medo de impeachment, o STF vai dexar Rodrigo Pacheco empurrar as investigações para as calendas+
Read 7 tweets
8 Apr
1/Anos atrás, estive na Universidade Católica Argentina, para uma entrevista no Departamento de Ciência Política. Ao final, um jovem se aproximou e foi saudado: “Este aqui”, me apresentou o professor, “é um dos nossos mais brilhantes novos doutores..."
2/"...ele voltou agora de Nova Deli onde pesquisou as eleições indianas”. Ao ser perguntado sobre sua conclusão, o jovem doutor empostou a voz: “para compreender o sistema político indiano precisamos antes de tudo aceitar a premissa de que lá não existe peronismo”. Só eu ri +
3/Parafraseando, se hoje um jovem cientista político brasileiro retornasse do Exterior e tivesse que resumir seu principal achado, começaria assim:
“para compreender a política lá fora precisamos antes de tudo aceitar a premissa de que lá não existe Centrão” +
Read 9 tweets
7 Apr
1/Em 1979, quando era um promissor senador da poderosa Comissão de Relações Exteriores dos EUA, Joe Biden foi enviado a Moscou para uma reunião sobre as complexas negociações de desarmamento nuclear com a União Soviética+
2/Depois de ouvir o primeiro-ministro soviético Alexei Kossygin falar sobre as pacíficas intenções da URSS, Biden retrucou: “Eu sou de Delaware e lá existe um ditado: você não pode cascatear um cascateiro (em inglês, you can’t shit a shitter)” +
3/Mais de 40 anos depois, o cascateiro Biden é o presidente dos EUA e organiza no próximo dia 22 um fórum com 40 líderes mundiais para lançar um programa global de redução de danos ambientais, entre eles olsonaro, um dos últimos chefes de governo a reconhecer a sua vitória+
Read 8 tweets
6 Apr
1/A pergunta que tira o sono de banqueiros, empresários e militares é qual Lula estará em 2022? O paz e amor que colocou no governo o trio Meirelles – Levy – Lisboa ou o que deixou a prisão pronto para se vingar daqueles que o abandonaram, incluindo muitos dos insones? +
2/A resposta não está no passado, mas no presente. O modelo que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva vai defender em 2022 é muito parecido com o do presidente americano Joe Biden, que em dois meses está tirando os EUA do abismo dos anos Trump+
3/Biden entrou no imaginário político brasileiro por ser o político centrista que administrou uma coalizão gigante para derrotar um presidente autoritário com traços psicóticos+
Read 7 tweets
4 Apr
Caiu um cisco no meu olho ao ler a Páscoa da ⁦@dorritharazimblogs.oglobo.globo.com/opiniao/post/p…
De Benjamin a Nicolelis, das mortes de Lewis e Huxley à vacinação de Yo-yo Ma, @dorritharazim prateia essa Páscoa fúnebre.
“Esta Páscoa é propícia para lembrar que a vida não é uma luta contra a maldade, contra o drama e o sofrimento, e sim uma luta contra a ausência e o olvido”
Read 4 tweets
1 Apr
1/Você acha que teve emoção demais nessa semana com trocas de 6 ministros e 3 comandantes? Pense de novo. Pode haver mudança no Ministério da Economia. A relação de Paulo Guedes com o Centrão está insustentável.+
2/A dois assessores, Guedes afirmou que o Orçamento aprovado pelo Congresso fere a Lei de Responsabilidade Fiscal, abre a possibilidade de impeachment do presidente e que ele, Guedes, não permaneceria para “assinar um crime de responsabilidade” +
3/Guedes nunca enfrentou adversários tão fortes. Ontem, Bolsonaro se reuniu com Arthur Lira e o relator do Orçamento, Márcio Bittar. Eles concederam um corte de R$ 10 bilhões em emendas parlamentares. A equipe de Guedes acha pouco. Quer mais R$ 16 bilhões+
Read 7 tweets
31 Mar
1/A decisão do presidente Bolsonaro de demitir o ministro Defesa e os comandantes das FFAA na semana dos 57 anos do Golpe de 1964 contrata uma crise para o futuro. Hoje, ele não tem respaldo popular, político, empresarial, militar ou externo para tentar ampliar sua autoridade+
2/ Mas as mudanças no topo da hierarquia militar mostram que pode ser uma questão de tempo. A data a se preocupar não é a repetição de um 31 de março de 1964, mas de um 6 de janeiro de 2021, quando trumpista tentaram impedir a confirmação de Biden como presidente dos EUA+
3/A possibilidade de Bolsonaro não aceitar uma derrota eleitoral em 2022 é real. Ele incentivou teorias de conspiração de fraudes nas urnas eletrônicas, mesmo depois da vitória em 2018 (que ele diz ter ocorrido no 1.o turno)+
Read 7 tweets
30 Mar
1/A renúncia dos comandantes das FFAA no dia seguinte à demissão do ministro da Defesa torna pública a maior crise militar em 36 anos de democracia. A reunião da demissão teve vozes alteradas, ameaças por parte do novo ministro e críticas nominais ao presidente Bolsonaro+
2/As demissões mostram que é latente a resistência de parte das FFAA à intenção de aparelhamento. Generais dizem temer que o presidente use a estrutura das Forças, incentivando os quartéis a recusarem resultado eleitoral em 2022 que não a vitória do bolsonarismo+
3/Não há, na visão desses generais, um risco imediato de autogolpe ou algo do gênero, mas a possibilidade de que o discurso de fraude nas eleições contamine os quartéis e impeça a posse de um oposicionista em 2023. Seria a versão brasileira do 6 de janeiro dos EUA.
Read 6 tweets
30 Mar
1/Em entrevista no final do seu 2.o governo, FHC, disse que a força da democracia adolescente do Brasil estava em ninguém mais saber o nome dos generais. Neto e filho de generais e ex-exilado político, FHC sabia do que falava +
2/É autoengano ou ingenuidade enxergar as trocas ministeriais de ontem como um mais-do-mesmo ou um centrão-leva-tudo. O fato que importa é a troca na Defesa, a possível substituição dos comandos das FFAA e as reações internas. Com Bolsonaro, os quarteis viram núcleo de um impasse
3/Com o governo Bolsonaro reaprendemos a necessidade de distinguir quais militares tem compromisso com a democracia e quais tem compromisso apenas com o presidente
Read 5 tweets
29 Mar
1/A substituição do ministro Ernesto Araújo é daqueles enredos de roteiristas ruins, atores canastrões e finais previsíveis. Araújo é o mais medíocre ocupante do posto em duzentos anos, mas aqui vai um spoiler: a sua queda não vai mudar em nada a política externa brasileira+
2/Por 2 anos e 3 meses, Araújo fingiu ser o responsável pela diplomacia, mas foi apenas o laranja de Eduardo Bolsonaro. Não importa quem estiver no Itamaraty, enquanto houver um Bolsonaro no Planalto, a diplomacia será bolsonarista+
3/É cômodo achar que o embate entre Araújo e os senadores é entre a chamada ‘ala ideológica” do governo e o pragmatismo. Na argumentação dos senadores, Araújo foi um entrave nas negociações para encomenda de vacinas contra Covid. Bobagem. Quem foi o entrave foi Bolsonaro+
Read 6 tweets
24 Mar
1/Hannah Arendt escreveu que "mesmo nos tempos mais sombrios temos o direito de esperar alguma luz, e que tal iluminação pode vir menos de teorias e conceitos do que da luz incerta, e muitas vezes fraca, que alguns homens e mulheres,acenderão sob quase todas as circunstâncias"+
2/O texto é do seu livro de ensaios "Homens em Tempos Sombrios". Certamente vivemos no Brasil tempos sombrios. Hoje chegamos a 300 mil mortos por Covid e reação do governo Bolsonaro foi fraudar os números+
3/É reconfortante responsabilizar apenas o presidente, mas ele nunca chegaria a tanto se toda uma sociedade não tivesse se omitido. A conivência das elites política, militar e empresarial com o Bolsonaro cobra um preço em falta de leitos, nos kits vencidos de teste de Covid etc+
Read 6 tweets
23 Mar
Não se fala em outra coisa nos conselhos de administração das empresas, nas lives dos executivos do mercado financeiro e nas rodas de uísque dos deputados: é preciso achar um nome alternativo a Bolsonaro e Lula ou a eleição de 2022 será uma espiral de radicalização+
2/Este nome alternativo representaria um desejo nacional pela moderação e a rejeição natural dos brasileiros aos extremismos. Desde que Lula recuperou os direitos políticos, este raciocínio simplista virou quase unânime. O problema é que a premissa dele parece ser falsa+
3/Cruzamento de dados feito pela @DataPoder mostrou que só 12% dos eleitores rejeitam ao mesmo tempo Lula e Bolsonaro. Dentre esses 12%, 28% dizem pretender votar branco ou nulo+
Read 8 tweets
8 Mar
1/A eleição de 2022 começou hoje com a decisão do ministro do STF Edson Fachin de anular as condenações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Se você acha que o Brasil estava polarizado politicamente, sente-se porque o show só está começando+
2/Pesquisa do IPEC publicada pelo Estadão mostrou que 50% dos entrevistados disseram que votariam com certeza ou poderiam votar em Lula. Em compensação, 44% o rejeitam. Bolsonaro aparece c/ 12 pontos percentuais a menos no potencial de voto (38%), e 12 a mais na rejeição (56%)+
3/Bolsonaro também é beneficiário da decisão do STF. Com sua criminosa ação na pandemia, o presidente havia perdido parte do apoio no mercado financeiro, no empresariado e na mídia. É provável que esses arrependidos, agora, retornem ao presidente temendo uma volta do PT+
Read 6 tweets
8 Mar
1/Pesquisa daQuaest sobre popularidade nas redes sociais captou a ponta do que pode ser um iceberg na condução do Titanic do governo Bolsonaro. De acordo com o estudo, o presidente perdeu um quarto do apoio que mantinha nas redes até dezembro +
2/É sintomático que quem mais tenha crescido no período tenha sido Lula. "O que causou isso? Temas de comparação entre os preços de combustíveis e alimentos na era Lula com Bolsonaro”, disse o dono da Quaest, @felipnunes . Ou: "é a economia, estúpido!”.
3/Há motivos para crer que o estudo da Quaest esteja desvendando um fenômeno real. Por mais que a desastrosa gestão federal no combate à Covid cause horror e que as declarações de Bolsonaro provoquem ultraje, a popularidade presidencial varia pelo bolso+
Read 9 tweets
24 Feb
1/Relato da sempre precisa @danichiaretti para o @Valor sobre a palestra do ex-secretario do Clima dos EUA, Todd Stern, para empresários, ambientalistas e políticos valor.globo.com/brasil/noticia…
2/Bolsonaro, disse Stern, é o "elefante na sala". "Entendemos onde Bolsonaro esteve na questão climática, porque ele se alinhou a seu ex-melhor amigo, Trump, em falas em que a mudança do clima seria uma farsa. E que até hoje não tem se interessado em ofertas de apoio à Amazônia"+
3. Stern fez um alerta às empresas brasileiras que atuam na Amazônia. Por enquanto, disse, “não há barreiras nos EUA para plantios em áreas desmatadas na Amazônia”, mas novas barreiras serão criadas para obrigar as empresas a rastrear a origem de seus produtos+
Read 6 tweets