Carnavalize Profile picture
Somos apaixonados por carnaval. E se você tá aqui... Sabemos que também é. Então vem com a gente e #CarnavalizeConosco!
15 Apr
RESENHANDO QUESITOS: Bateria

Sempre se diz que mais difícil que chegar ao topo, é permanecer lá. E se existe um grupo que sabe bem disso é a Bateria Invocada da Grande Rio. No ano de 2020, a bateria sob o comando do Mestre Fafá, foi para a avenida com o objetivo muito claro: (+)
Ajudar a sua escola na briga pelo título tão sonhado de campeã do Carnaval. Mas os ritmistas de Duque de Caxias possuíam uma tarefa a mais: defender o atual prêmio do Estandarte de Ouro e o gabarito nas notas alcançados no ano anterior.
A tarefa seria acompanhar um dos mais belos sambas que a escola já levou para a avenida, e trabalhar em cima de um ótimo samba pode ser uma faca de dois gumes.
Read 12 tweets
15 Apr
"Salve o manto azul e branco da Portela"

Tem coleção nova nos nossos quadrinhos personalizados! Comemorando os 98 da Portela, celebrados no último domingo, selecionamos vários desfiles marcantes da Águia que vão poder decorar a sua casa!
Agora você pode adquirir imagens históricas para matar a saudade da folia. São várias opções de fotos que já vão com moldura e impressão em tamanho A4.

carnavalize.lojaintegrada.com.br/quadros-da-por…
Toda semana vamos lançar uma nova coleção homenageando uma agremiação diferente! Qual escola você quer? Deixa nos comentários sua sugestão!

#CarnavalizeConosco🎉
Read 4 tweets
13 Apr
Salve Dona Ivone Lara!

Dia 13 de abril - 99 anos de Dona Ivone Lara e dia da mulher sambista.

Esse ano começamos a comemorar os 100 anos de uma das maiores artistas brasileiras. 🧶 Image
Nascida em 1922, mas com seu registro alterado para ser um ano mais velha, a confusão de um ano de diferença é devido a registro falso da cantora para que ela pudesse entrar no internato onde estudou.
Ivone nasceu com a música no seio de sua família. Os pais participavam de ranchos do carnaval carioca. Após ficar órfã, foi morar com o tio, com quem aprendeu a tocar cavaquinho. Além da família, aprendeu acordes ainda com Lucília Villa-Lobos, esposa do famoso maestro. Image
Read 12 tweets
26 Sep 20
Hoje, comemora-se o nascimento de uma das figuras mais importantes da cultura brasileira: Fernando Pamplona. Responsável por uma série de transformações nas escolas de samba e pela glorificada "Revolução Salgueirense", o Mestre completaria 94 anos de vida. Segue o 🧶!
Além do papel embrionário de carnavalesco, revolucionário e professor genial, a forte personalidade impulsionou e garantiu o cargo de comentarista na TV Manchete. As opiniões e o amor pela folia renderam cenas imortais que o @Carnavalize traz para celebrar a vida do grande mestre
Em 1989, um de seus pupilos mais promissores, João Trinta, apresentou à frente da Beija-Flor um desfile revolucionário. Entretanto, a escultura do Cristo Redentor proposta para o abre-alas gerou muita polêmica, sendo vetada pela Arquidiocese do RJ. O fato revoltou o mestre:
Read 13 tweets
17 Sep 20
ESCOLAS DE SAMBA - ESTÉTICA EM DESFILE

Rosa Magalhães é das maiores artistas visuais brasileiras. Por meio de suas narrativas, ela fez jus a alcunha de professora ao dar tantas aulas na Avenida.

A ilustração foi feita pelo incrível carnavalesco Jorge Silveira. Image
Rosa está sendo homenageada por seus 50 anos de atuação na folia brasileira. Na terça, lançamos o ensaio "5x que Rosa deu a volta no patrocínio" no nosso canal no Youtube. Confiram!
Além da live "Rosa Magalhães: o legado em 50 anos de Avenida", com participação dos profissionais Mauro Leite e Alessandra Cadore, que participaram da criação daquele carnaval. Além de Jack Vasconcelos, Leonardo Bora e Samuel Abrantes. É hoje, às 20h30!
Read 4 tweets
17 Sep 20
ENFEITEM SEUS CORAÇÕES DE CONFETES E SERPENTINAS QUE HOJE TEREMOS HOMENAGEM A ESSA GIGANTE DA FOLIA!

O Carnavalize realizará hoje (17/09) às 20h30 em nosso canal do YouTube mais uma mesa virtual, dessa vez, com o tema: “ROSA MAGALHÃES: O LEGADO EM 50 ANOS DE AVENIDA”. Image
A mediação ficará por conta do prata da casa, nosso editor, @LeoAntan. Image
E para versar sobre os 50 anos da trajetória exuberante da Professora um time de peso, segue o fio!

#CarnavalizeConosco Image
Read 9 tweets
15 Sep 20
Arlindo da Cruz Filho nasceu em 1958. É filho do músico Arlindão, quem teve no subúrbio carioca uma das principais rodas de samba do Rio: o famoso PAGODE DO ARLINDO. O filho deu sequência ao reduto do pai por anos, lá no bairro de Cascadura.
Arlindo substituiu o pai como cavaquinista do lendário Antônio Candeia logo no início de sua carreira. Foi nessa fase que se deu sua grande formação como bamba, quando foi atravessado pela obra de Pixinguinha, Ataulfo, Gerado Pereira e outros mestres.
Saindo de lá, começou a frequentar a roda de samba do Cacique de Ramos, na qual conheceu grandes músicos. Destacando, dois deles foram super importantes na vida do Arlindo: Sombrinha e Zeca Pagodinho, incríveis poetas que embalam as rodas desde a década de 70!
Read 15 tweets
13 Sep 20
Salve a professora!

Não é que a gente gostou disso de live!?
Vem aí mais uma mesa virtual em no nosso canal do Youtube! Convidamos um time pra lá de especial para debater o legado de Rosa Magalhães no carnaval, que comemora 50 anos de avenida. Image
A medição fica, como sempre, por conta da casa: Leonardo Antan. Nosso editor comanda uma seleção de desfiles dessa fantástica artista pros comentários, análises e, a melhor parte, as “fofocas” dos bastidores por trás dos paetês, plumas e fuês.
📍Confira os convidados:

🔹Alessandra Cadore, assistente de Rosa;
🔹Jack Vasconcelos, carnavalesco da Unidos da Tijuca;
🔹Leonardo Bora, carnavalesco da Grande Rio e pesquisador;
🔹Mauro Leite, carnavalesco da Estácio de Sá;
🔹Samuel Abrantes, professor da UFRJ e destaque.
Read 4 tweets
8 Sep 20
TEM CARNAVALIZE NA CAJU! Nosso editor @LeoAntan , mestre em Artes, ministrará ao lado da crítica de arte e curadora da Revista Caju, @DanielaName, o curso:

“ESCOLA DE SAMBA: ESTÉTICA EM DESFILE - VISUALIDADE E CONCEITO NA CRIAÇÃO DOS CARNAVALESCOS”. Image
O curso propõe uma discussão sobre grande artistas da história do carnaval carioca. Reconhecendo os desfiles das escolas de samba como um campo autônomo e fundamental da História da Arte brasileira, os encontros vão traçar uma rede de referências, narrativas e apontamentos +
os nomes abordados. A cada aula, uma dupla de carnavalescos será discutida, colocando em panorama toda a sua trajetória, pensando sobre a constituição de personalidades artísticas, buscando assim discutir a importância desses artistas dentro da festa.
Read 9 tweets
7 Sep 20
No dia 7 de setembro de 1822, às margens do Rio Ipiranga, Dom Pedro gritou:

#CarnavalizeConosco

📽: Leme Filmes
Nos chegam, neste momento, informações de arquivo que comprovam que, no dia 7 de setembro de 1822, às margens do Rio Ipiranga, Dom Pedro gritou:

#CarnavalizeConosco

📽: Marco Maciel
Conflitos historiográficos dão conta de que, na verdade, no dia 7 de setembro de 1822, às margens do Rio Ipiranga, Dom Pedro gritou:

#CarnavalizeConosco

📽️: @SambistaDaDepre
Read 4 tweets
7 Sep 20
É com a belíssima ilustração de Jorge Silveira que encerramos a #SemanaOswaldoJardim. Ao longo dos dias, passeamos por seu estilo, personalidade e obras inesquecíveis, nas quais, sem exceção, imprimiu sua característica da melhor forma em cada uma das agremiações que trabalhou. Image
Para o desenvolvimento dessa semana comemorativa foi de suma importância a participação de grandes artistas que por meio de seus traços deram vida à memória de Oswaldo Jardim e mostraram que a influência criativa do carnavalesco ainda pulsa pela folia.
O Carnavalize agradece as contribuições de Thiago Avis, Guilherme Estevão, Rodrigo Cardoso, Jorge Silveira, Lucas Abelha e Osmar Igbode. Os registros fotográficos de Wigder Frota e a contribuição documental da Vila Cultural foram fundamentais para a homenagem.
Read 6 tweets
7 Sep 20
"Vamos vibrar meu povão (é gol, é gol)
A rede vai balançar, vai balançar
Sou Vasco da Gama, meu bem
Campeão de terra e mar"

Após dois carnavais na Mangueira, Oswaldo Jardim retornou à Unidos da Tijuca para desenvolver o enredo que homenageava o centenário do clube Vasco da Gama. Image
A narrativa partiu pela história do navegador português e desembarcou no gramados do time que carrega a Cruz de Malta. O tom descontraído do carnavalesco e as típicas esculturas revestidas de espuma não faltaram. Image
Apesar do embalo pelo popular samba na voz de Serginho do Porto, a quarta-feira de cinzas não foi das mais agradáveis para o Borel.

Escola: Unidos da Tijuca
Enredo: "De Gama a Vasco, a epopéia da Tijuca"
Carnavalesco: Oswaldo Jardim

📸: Wigder Frota

#CarnavalizeConosco Image
Read 4 tweets
5 Sep 20
"Mangueira o santuário da esperança
O olimpo é verde e rosa
É o esporte na cultura da criança"

Em 97, a morada dos deuses gregos se pintou de verde e rosa nas tintas mágicas de Oswaldo Jardim. Um desfile com a forte garra mangueirense!

Fotos: Wigder Frota ImageImage
Ao contar a história dos jogos olímpicos e preparar o terreno para o lançamento do RJ como sede das competições, o artista soube combinar com brilhantismo as cores do pavilhão mangueirense com tons terrosos e fortes para evocar a Grécia.

Fotos: O Globo ImageImage
O visual proposto pelo artista e o samba-enredo animado da agremiação garantiram um honroso terceiro lugar naquele ano.

Fotos: Wigder Frota Image
Read 4 tweets
4 Sep 20
"Os tambores da mangueira
Na terra da encantaria
Encantaram o touro negro"

Encerrando o carnaval de 96, a Estação Primeira foi a nona escola a desfilar na segunda-feira de carnaval daquele ano. O enredo passeou pelas lendas e belezas do estado do Maranhão.

Fotos: Wigder Frota ImageImage
Oswaldo Jardim fazia sua estreia na agremiação, mostrando que sabia aliar bem a clássica combinação verde e rosa com sua assinatura tropical e multicolorida. Image
O desfile teve belas imagens alegóricas, passeando por sapos, polvos, estrelas do mar, serpentes, além das lendas e assombrações famosas do estado do Maranhão. Uma assinatura impecável e bem marcante do Rei da Espuma, em alegorias originais e exuberantes.

Fotos: Wigder Frota. ImageImage
Read 5 tweets
3 Sep 20
Para o carnaval de 1994, Oswaldo Jardim mergulho nos 350 anos do bairro de Vila Isabel e apresentou o enredo "Muito prazer! Isabel de Bragança e Drumond Rosa da Silva, mas pode me chamar de Vila". A logo oficial é mais uma contribuição da Vila Cultural. Image
Longe de um enredo tradicionalista, o artista conduziu a escola à uma viagem bem-humorada. Dos Tamoios e Tupinambas à família de Bragança, do Barão de Drummond ao Boulevard de Noel e do morro mais nobre entre tantos, a origem da escola de samba que carrega o bairro em seu nome.
Como bem lembrado pelo jornalista @eugenioleal a pesquisa e a construção do enredo de 94 pela radialista Dulce Alves anos antes do desfile acontecer. O cuidadoso trabalho da radialista foi roteirizado por Oswaldo e amparou o desenvolvimento artístico do carnavalesco.

📸W. Frota Image
Read 6 tweets
2 Sep 20
No quarto dia da #SemanaOswaldoJardim, partimos juntamente com o carnavalesco para a escola de Noel. Em 1993, Oswaldo Jardim chega na Vila Isabel para desenvolver “Gbalá, viagem ao templo da criação”.

📸: Vila Cultural (Departamento Cultural da Vila Isabel) Image
Dentre os carnavais de Oswaldo, "Gbala" talvez seja um dos mais marcantes. O enredo contou com alegorias e momentos até hoje inesquecíveis. O samba-enredo de Martinho da Vila também contribuiu para a boa apresentação da escola, ganhando o Estandarte de Ouro da categoria.
A nosso pedido, o talentoso designer @rodriguerrimo reimaginou a logo da apresentação da azul e branca de Noel. O visual lembra a alegoria mais famosa daquela apresentação, que falava da criação do mundo segundo a religião iorubá. Image
Read 6 tweets
31 Aug 20
"Axé Brasil, pai Amado, saravá!"

Em 1989, Oswaldo Jardim desembarcou no Império Serrano. O enredo foi uma grande investigação sobre a obra de Jorge Amado. A pedido do Carnavalize, o artista visual Thiago Avis, carnavalesco da Acadêmicos do Peixe, reinterpretou a logo do desfile. Image
"É doce morrer no mar
Nos braços de Yemanjá"

Para a criação do enredo "Jorge Amado, Axé Brasil", Oswaldo mergulhou no imaginário baiano tão bem representado na obra do escritor, inclusive na religiosidade baiana. No detalhe, o croqui da alegoria de Iemanjá e sua realização. ImageImage
Os croquis das alegorias que representavam os orixás Iemanjá e Oxalá foram dados de presente para o homenageado, fazendo parte do seu acervo pessoal até ser revelado ao público recentemente. São duas raridades se tratando de croquis do carnaval. ImageImage
Read 8 tweets
30 Aug 20
"Construindo seu castelo
Vem surgindo Grande Otelo
O rei da ilusão"

Em 1986, a Estácio de Sá homenageou um dos maiores atores da história brasileira: Grande Otelo! O enredo batizado de "Prata da Noite" foi a estreia do jovem Oswaldo Jardim como carnavalesco. Image
Com um samba-enredo animado composto por Dominguinhos do Estácio, a escola fez uma apresentação modesta, mas divertida, terminando na 10º posição daquele ano.

Fotos: Jornal O Globo. Image
Em entrevista no dia da apuração, Oswaldo comentou a expectativa pro resultado. Elogiando o desfile da União da Ilha feito por Arlindo Rodrigues, com quem Oswaldo havia trabalho na Rede Manchete como cenógrafo.
Read 4 tweets
28 Aug 20
60 ANOS DE OSWALDO JARDIM! - A THREAD

Há exatas seis décadas, nascia Oswaldo Jardim no dia 28/08. E para homenagear esse carnavalesco tão importante pra folia, preparamos uma semana inteira de homenagens.

Segue o fio! Image
Conhecido como "Rei da Espuma" o carnavalesco construiu um forte imaginário na festa, na contra-mão das linguagens dominantes. O apelido não é à toa. A preferência pelo material rendeu a Oswaldo esse título, mas o carnavalesco foi muito mais do que um rótulo clichê. Image
Oswaldo construiu um jardim de ideias inteligentes, marcado por soluções particulares, que deram o tom de sua personalidade artística. O abuso do multicolorido tropical e de uma estética menos acadêmica, com referências à cultura de massa, foi marca principal da sua carreira. Image
Read 20 tweets
26 Aug 20
Alô, papai! A família Carnavalize está crescendo e contamos com a ajuda de vocês para mantermos nossa escola na Avenida. Ops... nosso conteúdo online! Já atingimos a expressiva marca de 85% da meta inicial, ajude-nos a alcançá-lá por completo!

padrim.com.br/carnavalize Image
Há 4 anos, somos um projeto independente e sem fins lucrativos que busca resgatar a história do carnaval. Atuamos não só na internet e nas redes sociais, mas na produção de eventos, exposições e produtos que valorizem nosso evento artístico-cultural. Confiram nossos pacotes:
Setor 1 - A partir de R$ 5,00

Você recebe uma newsletter exclusiva + seu nome na galeria de apoiadores!

Arquibancada - A partir de R$ 20,00

Além das vantagens do Setor 1, você participa de um grupo de mensagens e ainda adquire o direito de concorrer a sorteio de brindes.
Read 7 tweets
26 Aug 20
Já conferiu o terceiro texto da #SérieBatuques? Segue ai uma provinha!

"Sob a batuta do mestre Nilo Sérgio, a Tabajara do Samba seguiu assumindo (...) a marca que havia lhe sido característica (...) Nilo gosta de incorporar os ritmos de origem africana à bateria da Portela."
Você já sabe quem sou... pelo toque do agogô

"Edgard do Agogô levou primeiramente o instrumento para a Portela, mas num desentendimento com o então presidente Natal, que não aceitou a inovação, resolveu apresentá-lo a alguns amigos do Império, que o incorporaram na bateria."
"Outro grande trunfo da bateria da União da Ilha é o naipe de caixas. Já tendo passado por algumas transformações ao longo dos anos, esse naipe passou por reformulação recente para reencontrar a batida de caixa rufada, introduzida pelo lendário mestre Paulão."
Read 5 tweets