Cimi Profile picture
Em defesa da vida e da terra dos povos indígenas
Feb 8 4 tweets 1 min read
Aproximadamente 100 indígenas do povo Pataxó, do território Barra Velha, na Bahia, ocuparam na manhã de hoje (8) o distrito de Caraíva. Os Pataxó protestam contra um decreto do prefeito municipal, Jânio Natal, que proíbe os indígenas da aldeia Barra Velha de realizar o (+) transporte de passageiros de Caraíva para Ponta do Corumbau e também para Barra Velha. Segundo lideranças do povo, a Secretaria de Infraestrutura de Porto Seguro informou que o prefeito já deu ordens e permitiu o uso da força policial para apreender os veículos dos indígenas (+)
Sep 2, 2021 6 tweets 3 min read
#MarcoTemporalNão Ruralistas do Mato Grosso do Sul defendem que, no caso das terras indígenas afetadas pelo marco temporal, sejam criadas 'reservas indígenas'. O confinamento de indígenas em reservas está na origem dos conflitos no MS. O território dos Guarani e Kaiowá foi reduzido a oito pequenas reservas de apenas 3,6 mil hectares no início do século XX. Na reserva de Dourados, 20 mil indígenas vivem hoje confinados em apenas 3,4 mil hectares, em situação de crise humanitária www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2021…
Sep 2, 2021 4 tweets 3 min read
#MarcoTemporalNão A advogada Lucimar Carvalho fez a segunda sustentação oral de hoje, representando os povos Apãnjekra Canela, Memortumré Canela e Akroá-Gamella, do Maranhão, três povos cujos territórios estão sob intensa disputa e seriam diretamente afetados pelo marco temporal. #MarcoTemporalNão O povo Apãnjekra Canela teve parte de seu território anulado com base na tese ruralista do marco temporal - a parte anulada foi, justamente, o local onde o povo sofreu um massacre no início do século XX. Veja no jornal Porantim: cimi.org.br/wp-content/upl…
Sep 1, 2021 9 tweets 4 min read
#MarcoTemporalNão Agora, após a manifestação do Instituto do Meio Ambiente de SC (IMA), inicia a defesa do povo Xokleng. O primeiro a falar é Rafael Modesto dos Santos, advogado dos indígenas e assessor jurídico do Cimi.

Acompanhe: bit.ly/STFaovivo01-09 Image "O povo Xokleng é um povo que já sofreu muitas violências e expulsões, a exemplo de todos os povos indígenas do Brasil", afirma o advogado. "Sofreram porque roubaram suas terras quando eram tutelados, e eles eram tutelados até 5 de outubro de 1988".
Sep 1, 2021 4 tweets 2 min read
#MarcoTemporalNão Reinicia, neste momento, o julgamento do Recurso Extraordinário 1.017.365, que trata da demarcação de terras indígenas, interrompido na semana passada por falta de tempo. Acompanhe ao vivo:
Iniciam, neste momento, as sustentações orais do processo. A primeira delas é do representante do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), que questiona a tradicionalidade da ocupação da TI Ibirama-Laklãnõ, do povo Xokleng.
Sep 1, 2021 46 tweets 25 min read
Voltamos com o tuitaço sobre o julgamento que decidirá o futuro das terras indígenas! É fundamental que o STF enterre hoje a tese ruralista do #MarcoTemporalNão e faça valer o direito constitucional dos povos indígenas aos seus territórios tradicionais, sem nenhuma restrição! O futuro das terras indígenas está nas mãos do STF. A principal corte do país retoma o julgamento, nesta quarta (01), que pode definir o reconhecimento definitivo ou a negação do direito mais fundamental aos povos indígenas: o direito à terra. #MarcoTemporalNão
Sep 1, 2021 4 tweets 4 min read
#MarcoTemporalNão Agora pela manhã, no acampamento em Brasília, rezadores e rezadoras Guarani e Kaiowá preparam-se para o julgamento decisivo que ocorrerá a partir das 14h no STF.

📷 Marisol Guarani Kaiowá/Aty Guasu #MarcoTemporalNão A força espiritual dos Nhanderu e das Nhandesy, rezadores e rezadoras, fortalece a luta Guarani e Kaiowá. Reza em preparação para o julgamento de logo mais sobre o marco temporal, que afeta duramente estes povos.

📷 Marisol Guarani Kaiowá/Aty Guasu