NOVA PESQUISA ūüďĆ

Publicamos um artigo sobre #TeoriasConspiratorias da #ExtremaDireita na pandemia.
Analisamos como Bolsonaro transformou teorias conspiratorias sobre vacinas em discurso oficial do Estado e em pol√≠ticas p√ļblicas, no primeiro ano da pandemia.

Segue o fio ūüßĶ
Analisamos as narrativas mobilizadas por Bolsonaro e seus apoiadores, entre mar√ßo e dezembro de 2020. Entre essas narrativas, se sobressai a mobiliza√ß√£o do medo de uma "conspira√ß√£o comunista". Ao longo do tempo isso foi se alterando (¬Ī)
Mapeamos dois momentos no compartilhamento de teorias conspiratórias, rumores e fake news. De março a junho, o foco foi a origem do vírus culpando a China pela pandemia. O conjunto de narrativas mobilizam a categoria de "vírus chinês" (+)
De julho a dezembro, passaram a circular narrativas sobre o processo de desenvolvimento das vacinas, a√≠ a China aparece novamente especialmente em ataques contra o imunizante da Sinovac. A√≠ o foco das teorias conspirat√≥rias passou a ser a ‚Äúvacina chinesa‚ÄĚ ou a ‚Äúvachina‚ÄĚ (+)
Epidemias e momentos cr√≠ticos s√£o favor√°veis ao surgimento de teorias conspirat√≥rias, vide o caso das teorias sobre o surgimento do HIV/AIDS. No caso de ‚Äúfic√ß√Ķes pol√≠ticas‚ÄĚ, a literatura sobre o tema aponta os casos emblem√°ticos do assassinato de JFK e o 11 de setembro (+)
Mas vivemos um fen√īmeno novo. Al√©m da dimens√£o da pandemia, vivemos o que Gabriele Cosentino e outros autores chamam de ‚Äúglobaliza√ß√£o das teorias conspirat√≥rias‚ÄĚ. Quer um exemplo? (+)
Trump, Bolsonaro e seus apoiadores compartilharam as mesmas conspira√ß√Ķes sobre pandemia, comunismo e posi√ß√Ķes anti-China. No artigo discutimos as diferen√ßas entre os dois pa√≠ses e as consequ√™ncias disso, que incluem a cria√ß√£o de inimigos internos: a m√≠dia, os governadores (+)
Voltando √† mobiliza√ß√£o do medo: utilizamos Becker e Cohen com a ‚Äúsociologia do desvio" pra compreender como essas narrativas exploram ‚Äúp√Ęnico moral‚ÄĚ na formula√ß√£o de posi√ß√Ķes anti-vacina. Lembra do p√™nis da Fiocruz? Atriz porn√ī citada na CPI? Maconha? Isso √© p√Ęnico moral (+)
Ruth Wodack trata da mobiliza√ß√£o do medo e p√Ęnico nos p√≥s 11/09. Ela descreve 4 formas de legitima√ß√£o disso: 1) o uso da autoridade, 2) o valor moral, 3) o uso de ‚Äúevid√™ncias‚ÄĚ e 4) a "mythopoesis" - que √© qdo pequenos fragmentos de discursos se juntam em estruturas narrativas (+)
A partir de Wodack, classificamos as estruturas narrativas anti-vacinas em circula√ß√£o no Brasil em 4 tipos. Assim, os ‚Äúriscos‚ÄĚ da ‚Äúvacina chinesa" estariam relacionados a:
1. Autoritarismo, vigil√Ęncia e comunismo
2. Sexualização, mutação genética e experimentos científicos
(+)
3. Risco de outras doen√ßas (autismo, dem√™ncia, c√Ęncer, e aqui homossexualidade √©, por vezes, tida como doen√ßa, algu√©m lembra da fala do presidente sobre ‚Äúvirar‚ÄĚ gay depois de tomar a vacina?)
4. Aborto, controle populacional e genocídio (+)
O artigo traz ainda uma discuss√£o sobre neoliberalismo e negacionismo a partir da dicotomia sa√ļde x economia. Como j√° escrevi em outro artigo, negacionismo n√£o √© apenas usar chap√©u de papel alum√≠nio. Qdo o ‚Äúmercado‚ÄĚ toma o lugar da "ci√™ncia", isso √© uma forma de negacionismo (+)
Ficou longo o fio, mas como o artigo est√° em ingl√™s, achei que valeria a pena resumir. Foi mais de um ano de pesquisa em equipe. Pra quem quiser ler o artigo √© Politics of fear: Far-right conspiracy theories on COVID-19, vou deixar o link. Por favor, ajudem a compartilhar ūüôŹ ūüĎá
O artigo foi publicado pela revista Global Discourse, da Universidade de Bristol. Ficamos honrad@s de estar no mesmo volume que uma das nossas principais referências pra esse estudo que é a Ruth Wodak, que assina um artigo sobre a pandemia. Link aqui: isabelakalil.com/conspiracy-the…
@_pinheira @letcesar @Deisy_Ventura @ChicaSonia16 @raquelrecuero citamos o trabalho de vocês no artigo
Quando enviamos o texto para os editores, ainda não tinha sido publicado o artigo do @GCasaroes e do @davidmagalhaes sobre alt-science, por isso não fizemos referência neste artigo. Mas com certeza estará nos próximos estudos sobre o tema
Esqueci de falar que não teríamos conseguido analisar todo esse material sem o esforço das agências de checagem. Consultamos o levantamento de várias agências e portais. No final acabamos nos concentrando nos levantamentos da @agencialupa @aosfatos e @Boatosorg
Outros estudos que devem dialogar com o tema s√£o de @tatiroque @alyne_costa @silviolual @danielpaaa @PauloLotufo @dadourado
@renataloprete @traumann @tavasconcellos @nilmoretto a nova pesquisa que comentei com vocês

‚ÄĘ ‚ÄĘ ‚ÄĘ

Missing some Tweet in this thread? You can try to force a refresh
„ÄÄ

Keep Current with Isabela Kalil

Isabela Kalil Profile picture

Stay in touch and get notified when new unrolls are available from this author!

Read all threads

This Thread may be Removed Anytime!

PDF

Twitter may remove this content at anytime! Save it as PDF for later use!

Try unrolling a thread yourself!

how to unroll video
  1. Follow @ThreadReaderApp to mention us!

  2. From a Twitter thread mention us with a keyword "unroll"
@threadreaderapp unroll

Practice here first or read more on our help page!

More from @kalil_isabela

25 Mar
Algumas pessoas passaram a me seguir agora e pediram referências das minhas pesquisas sobre extrema direita:

Comecei pesquisar extrema direita (protestos de rua e mobilização na internet) nos Estados Unidos, em 2011 (+)
Passei a acompanhar jovens bolsonaristas em 2011. N√£o concordo com as an√°lises de que a direita contempor√Ęnea nasceu em 2013. Nesse texto analiso o que considero ser chave que √© o Plano Nacional de Direitos Humanos (+) epoca.globo.com/isabela-kalil/‚Ķ
A pesquisa sobre os 16 perfis dos eleitores de Bolsonaro é a síntese de vários anos de etnografia a partir da noção de caleidoscópio: cada segmento de apoiador tem uma imagem diferente de Bolsonaro bit.ly/16perfis (+)
Read 6 tweets
22 Sep 20
Resumo sobre o discurso de Bolsonaro pra ONU:
1. Evoca a verdade (o mundo mente)
2. Equipara vírus e desemprego
3. Ataca imprensa por ter defendido o isolamento social na pandemia
4. Infla o auxílio emergencial de 100 para 1000 dólares
5. Investimento em tecnologia
6. Destaca Brasil na produção de alimentos para o mundo durante a pandemia
7. Se diz v√≠tima de uma campanha desinforma√ß√£o Brasil sobre a Amaz√īnia e o Pantanal ("impatriotas")
8. Brasil seria líder na preservação ambiental
9. Mundo dependeria do Brasil para se alimentar
10. Florestas √ļmidas n√£o pegariam fogo e ind√≠genas seriam respons√°veis pelo fogo de √°rea desmatadas
11. Culpa Venezuela pelo derramamento de óleo
12. Brasil como referência humanitária
13. Abandono de posição "protecionista" na economia
14. Reforma tribut√°ria e administrativa
Read 4 tweets
4 Sep 20
David Graeber nos deixou hoje. Seu trabalho marca minha trajetória de forma dupla: acadêmica e política. Em 2011, fui estudar nos EUA, em Nova Iorque, e a coisa mais importante que aprendi foi na rua e não na sala de aula. Graeber foi um dos idealizadores do Occupy Wall Street +
No Occupy Wall Street fiz minha primeira pesquisa sobre o Twitter e protestos de rua. A experiência mudou minha forma de ver a política, a academia e a antropologia. Passei a admirar os professores que, assim como Graeber, davam aula na rua. Essa era a academia que eu queria +
Com o tempo, vi o Occupy perder sua força e entendi que a potência das ruas pode tomar outros caminhos inesperados e se tornar algo conservador. Movimentos como o Occupy foram a primavera, e, no fundo, minha agenda de pesquisa é entender como a primavera se torna inverno +
Read 4 tweets
17 Aug 20
Minha contribuição em fio sobre o caso da menina de 10 anos (e sobre Paulo Guedes/Damares Alves):

Sou pesquisadora do Observatório de Gênero @sxpolitics que atuou no caso e acompanho a atuação de grupos cristãos de direita, entre outros grupos bolsonaristas, há alguns anos 1/13
Nas an√°lises, ainda √© comum a separa√ß√£o do governo entre as "pautas morais" e o "projeto econ√īmico" - como se fossem coisas separadas. Ou ainda a ideia de que as "pautas morais" sejam mera distra√ß√£o (cortina de fuma√ßa) para encobertar aquilo que realmente importa (economia) 2/13
As chamadas "pautas morais" (leia-se quest√Ķes de g√™nero, ra√ßa e sexualidade) n√£o s√£o e nunca foram mera distra√ß√£o: 1) pq s√£o a pr√≥pria base da reprodu√ß√£o de desigualdades 2) pq o projeto de Guedes √© co-dependente do projeto da Damares. Explico pq: 3/13
Read 13 tweets
26 May 20
Jornalistas não cobrirem mais o Palácio da Alvorada me lembra uma peça do Brecht, qdo o mendigo fala do imperador e seu exército:

"Ele marchava no deserto e os soldados diziam:
Ta Li, é muito longe! Vamos voltar! E o chefe sempre respondia: Não! Nós vamos conquistar o país! (+)
E continuaram marchando no deserto. Passava dia, passava noite, eles iam marchando e foram se afundando na areia. Um dia afundaram as botas, continuaram marchando. Continuaram marchando só com os joelhos!
Até que um dia veio um furacão e carregou um camelo!
Outra vez encontraram um oásis. Era um paraíso. ... Um dia eles viram morrer todos os cavalos, depois foi a vez das mulheres. Morreram todas.
Read 4 tweets
14 Mar 20
ATUALIZA√á√ÉO: O FIO! A pesquisa que fiz sobre os perfis bolsonaristas apresenta varia√ß√Ķes em torno da figura do "cidad√£o de bem", que tem as ra√≠zes de sua constru√ß√£o em uma subjetividade classe m√©dia - que n√£o vai correr riscos de pegar coronav√≠rus em aglomera√ß√Ķes p√ļblicas (segue)
Analisando a base bolsonarista nos √ļltimos dias, h√° uma mudan√ßa importante com o fortalecimento da figura do "patriota", que se alimenta mais por um imagin√°rio de interven√ß√£o militar do que pela l√≥gica anticorrup√ß√£o - caso do "cidad√£o de bem" (segue)
Os "patriotas" formam um grupo menor comparado com as varia√ß√Ķes do "cidad√£o de bem", mas representam a ala mais radical e anti-democr√°tica e mais propensa a acreditar em teorias antisistema e conspirat√≥rias (segue)
Read 4 tweets

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3/month or $30/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!

Follow Us on Twitter!

:(