Discover and read the best of Twitter Threads about #doutormaravilha

Most recents (24)

O sexo anal sem preservativo (bareback) continua sendo o de maior risco para transmissão de HIV e ISTs. Mas se você deseja fazer, saiba que é possível minimizá-los com a prevenção combinada.
Leia com atenção as 10 dicas que preparei com carinho e muita ciência.
❤️‍🩹
Pensei muito antes de fazer este post. Porque como meu alcance tá cada vez maior sempre aparecem uns desaplaudidos vindo polemizar sem entender o tipo de trabalho que faço há 7 anos.
Muito da ‘demonização’ do sexo anal sem preservativo vem do estigma que a Aids trouxe e
ainda traz, junto da LGBTfobia. Mas agora com 40 anos de pandemia e muita ciência produzida com seriedade, podemos rever alguns discursos e tentar individualizar o cuidado, em vez de generalizar.

Por que só o sexo sem preservativo praticado por gays e travestis choca tanto?
Read 35 tweets
Toma papudo

Sorofobia não passará
Relacionar-se com alguém vivendo com HIV não é um risco, muito menos um esforço.
É natural, seguro e saudável.

Já está provado que alguém em tratamento e indetectável (vírus tão baixinho no sangue que o exame nem pega), há pelo menos 6 meses, não transmite o vírus por via
sexual. Seja anal, vaginal ou oral. Mesmo se ejacular, sangrar ou tiver outra IST no momento.

A cada dia eu conheço mais pessoas em relacionamentos sorodiferentes. Em que uma pessoa vive com HIV e a outra não. Vivendo muito bem, casando, tendo filhos. Tudo que têm direito.
Read 12 tweets
‘Até tem tratamento, mas não adianta. Quem tem HIV vive menos.’

‘Quem usa PrEP vai sobrecarregar o rim e o fígado’

‘O corpo muda. Vai ficar magro e com cara de doente.’

Todo mundo já ouviu isso. Mas não é o que a ciência diz. Entenda. ❤️‍🩹
Os benefícios de fazer o tratamento para o HIV e usar PrEP superam em muito os riscos, mas alguns tratamentos têm sido associados a um risco aumentado de desenvolvimento de efeitos colaterais a longo prazo. Estes incluem problemas ósseos, hepáticos e renais
PrEP e tratamento para HIV), e doenças cardíacas e alterações metabólicas (apenas tratamento para HIV). Os efeitos colaterais de longo prazo são menos comuns do que os efeitos colaterais de curto prazo (diarreia, gases, náuseas, distúrbios do sono).
Read 14 tweets
Se você faz uso de PrEP sob demanda (que ainda não está no PCDT do SUS, mas sim: funciona)

Tente tomar com comida (pão, arroz, macarrão), porque 2 comprimidos de uma vez às vezes dá náusea 🌀

Precisa esperar duas horas pro efeito. Então dance muito, beije, antes de macetar. 🔥
Válido apenas para homens gay cis (sexo anal e oral).
Não esqueça das doses de 24 e 48h após.

Combine o preservativo para evitar as demais IST’s.
Se não tem prep sob demanda no SUS, lutemos pra ter! Temos apenas a diária. O comprimido é o mesmo. Muda o jeito de tomar. Tome APENAS como seu infectologista orientou.

O Carnaval atrasou, mas chegou:
Read 11 tweets
Etiqueta no sexo oral:

Avisar quando vai gozar.

Esperma na boca não é fetiche de geral e pode trazer riscos.
Respeitar o corpo alheio sempre.
Sexo oral é muito bom, mas chega a hora em que a decisão deve ser tomada: cuspir ou engolir, isso se você quiser que sua parceria goze na sua boca, claro. Sempre com autorização.
O sexo oral não costuma ser de alto risco quando se trata de transmissão do HIV porque o revestimento da boca é mais espesso e a saliva também contém propriedades protetoras.
Mas o risco aumenta se houver ejaculação, carga viral alta, presença de úlceras,
Read 8 tweets
Sobre o surto de meningite C entre HSH (homens que fazem sexo com homens) na Flórida: não é o primeiro. O CDC já recomenda a vacinação Meningo ACWY/C para este grupo há algum tempo.
Entenda o porquê.
As doenças infectocontagiosas não são estáticas. Elas estão sempre mudando e nos ensinando novas coisas.

Há mais de um ano venho falando aqui da importância de se tomar vacinas para se proteger na hora do sexo. E vacina contra meningite é uma delas.
Existem vários tipos de meningite, bacterianas e virais. Dentre as bacterianas, o sorogrupo Meningo C é uma das mais comuns e mais fatais.

A nossa garganta pode ser reservatório de bactérias causadores de meningite (Neisseria sp.) e isto inclusive é um dos principais
Read 12 tweets
Uma única transa de minutos é suficiente para alguém se infectar com HIV.

Então não generalizem dizendo que foi por descuido ou promiscuidade. E se foi também, não é da sua conta.

Chega de alimentar a culpa por uma condição humana, tratável e comum.
Viver não é um crime.
Por que uma pessoa vivendo com HIV precisa ficar se culpando a vida toda por algo que aconteceu num segundo?

Por que ainda colocamos um peso tão grande em uma condição que só no Brasil afeta quase 1 milhão de pessoas?
Desde quando o sexo ficou antinatural?
Desde quando o desejo é errado?
Desde quando culpar é mais importante compreender?

Cuidado com o poder de morte que vocês andam tomando pra vocês.
Pautado no medo e no preconceito.
Read 4 tweets
Algumas informações com evidência científica sobre um dos fetiches mais comuns no consultório: o golden shower. 💦

#SaudeLGBTQIA #infectologista #GoldenShower
Engolir xixi? Tomar banho de xixi? Será que pode?

#Goldenshower ou #chuvadourada é a utilização de xixi durante o sexo. Você pede a mulher ou o homem pra urinar no seu corpo, na sua boca, no seu cabelo, e, às vezes, até dentro da vagina ou do ânus.
Vez ou outra atendo pacientes no consultório que gostam dessa prática também chamada de #esportesaquáticos , #watersports ou #pissing.

A urina é uma solução que contém em sua maior parte água, ureia, sais minerais e outras substâncias indesejadas no nosso organismo.
Read 10 tweets
10 fatos sobre sífilis, uma infecção cercada de mitos e já complexa por natureza, mas que todo mundo deveria conhecer melhor.

A grande enganadora. 👻

Compartilhe o fio e ajude pessoas que possam estar passando por isso.
Fatos sobre sífilis

1) Os casos estão aumentando. Mas isso vem de muito tempo. Não é ‘por causa da PrEP.’ No ano passado tivemos uma queda mas provavelmente foi pela gigante subnotificação e pela baixa testagem na pandemia.
2) Não precisa de ejaculação para transmitir. O contato com úlcera já é suficiente. Sexo oral transmite también e tem sido reconhecida como uma importante fonte de transmissão.

3) A taxa de transmissão é alta 30% nas primeiras semanas mas cai drasticamente após um ano.
Read 8 tweets
Implantação da PrEP injetável (cabotegravir) começa no Brasil
#Fiocruz #Unitaid #VivaOSUS
‘A Unitaid, agência global de saúde ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS), vai financiar a implementação do projeto de implantação da Profilaxia Pré-exposição (PrEp) Injetável no Brasil, utilizando o Cabotegravir de ação prolongada.
Considerada a mais recente inovação para prevenção do HIV, a PrEP Injetável se mostrou mais eficaz que a PrEP oral diária na redução de risco de infecção pelo vírus com apenas seis injeções por ano (Estudo HPTN 083).
Read 9 tweets
O ideal seria todes utilizarem preservativo no sexo oral, que pode sim transmitir HIV, hepatites e IST’s. Mas convenhamos: isso não acontece. Por isso, pensando no mundo real, juntei dicas importantes para diminuir os riscos dessa prática. Fiz com muito carinho. Compartilhe.
Sexo oral é sexo, não é preliminar. Portanto tem sim riscos para HIV e IST’s. O ideal seria todes utilizarmos preservativo. Mas como isso não acontece, seguem dicas pra diminuir os riscos:

1 - Teste-se regularmente para HIV, sífilis e hepatites.
No Brasil as testagens podem ser feitas pelo SUS nas UBS, SAE’e e CTA’s. A frequência vai variar de acordo com a frequência da sua exposição, mas pelo menos 1 a 2x por ano é indicado para pessoas com vida sexualmente ativa.
Read 24 tweets
A pessoa utiliza PrEP pra se prevenir do HIV, mas acaba ganhando o hábito de se testar sempre,
de tratar tudo no início,
de tomar vacinas
e assim vai construindo uma linha de cuidado.

Acaba sendo a porta de entrada nos serviços de saúde e no SUS.

E tem gente que critica. 😅
Falar sobre.
Testar-se. Testar-se sempre.
Tratar.

Dialogar.
Avaliar riscos.

É muito mais que tomar comprimido.
Seja comprada na farmácia ou entregue no SUS, o principal da PrEP é o processo de educação em saúde.
Read 4 tweets
SUS passa a disponibilizar tratamento mais eficiente para infecções fúngicas graves em pessoas com Aids: criptococose e mucormicose. Leia. ImageImage
Nota informativa recente do Ministério da Saúde No 5/2022-CGDR/.DCCI/SVS/MS dispôs sobre a liberação de anfotericina B complexo lipídico e flucitosina para tratamento de neurocriptococose e mucormicose em pessoas com Aids.
Só infectologista sabe o quanto essas doenças são graves e o quanto sofremos nas enfermarias para tentar cuidar dos pacientes.

A fórmula convencional da anfotericina (desoxicolato) é bastante tóxica e muitas vezes ocasiona lesão renal grave devido ao tratamento
Read 9 tweets
Pessoal, vocês estão conseguindo retirar lubrificante íntimo pelo SUS?
Seja UBS, SAE ou CTA.

O tubinho de gel na drogaria está mais de 30 reais, totalmente fora da realidade de muita gente.
Não adianta mostrar os malefícios do ‘cuspe’ se não fornecem alternativas democráticas.
Atenção @minsaude

Cadê os lubrificantes?

Aparentemente não compram desde 2020 né? O que houve?

É preciso entender que certos comportamentos ‘inocentes’, como lubrificar com cuspe, podem trazer desfechos inesperados e ruins.
Muitos estudos já apontam a saliva como uma via importante de transmissão de gonorreia e outras IST’s.

Um bom exemplo este estudo da transmissão de gonorreia entre HSH (homens que fazem sexo com homens):
ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/P…
Read 9 tweets
Gel não é apenas’ conforto’ no sexo.

Toda relação, por mais cuidadosa que seja, envolve micro sangramentos invisíveis e micro fissuras na vagina ou no reto, que são portas de entrada para HIV e IST’s.

Lubrificar é estratégia de prevenção e facilita o uso do preservativo. ❤️‍🩹
Um gelzinho lubrificante é sempre bem-vindo.

Além de diminuir dor e desconforto, atua de maneira primordial na prevenção de HIV e IST’s.

Importante lembrar que utilizar saliva não é recomendado, pois não gera lubrificação suficiente e você pode levar bactérias da gonorreia e
clamídia e vírus como o da herpes da sua boca para o ânus ou vagina dos parceires. E isso é grave.

Lubrificantes de látex NUNCA devem ser utilizados com produtos oleosos ou óleos naturais (coco, mineral, por exemplo) pelo alto risco de ruptura.
Read 5 tweets
Quanto tempo tomando PrEP para estar protegido do HIV nas relações:

1) Sexo Anal e Oral: 7 dias
2) Sexo Vaginal: 21 dias
3) PrEP sob demanda (apenas gays cis, sem protocolo no SUS): pelo menos 2h antes do sexo.

Sempre consulte seu infectologista. ❤️‍🩹
Já vi muita gente fazer besteira por achar que não precisava de acompanhamento profissional.
Não inventem esquemas da própria cabeça, correndo riscos desnecessários.

Teste-se. Teste-se. Teste-se sempre.
O risco de se infectar com HIV, embora mínimo, existe, por isso só com testagens evitamos piores desfechos.
Read 9 tweets
Camisinha rompeu? Tesão demais e nem lembrou de usar?

Procure um pronto-socorro do SUS e solicite a PEP (Profilaxia Pós-Exposição para o HIV) em até 72h. Nas primeiras 24h, chega a 99% de eficácia.
E não é um ‘coquetel’, são apenas dois comprimidos por 28 dias.
Compartilhe ❤️‍🩹
Já vi muita gente perder a chance de usar por medo e falta de informação. Não façam isso.

Tava transando e o preservativo rompeu? Ou no calor do momento nem utilizou? Conheça a Profilaxia Pós-Exposição para o HIV.
A PEP consiste na tomada de 2 comprimidos por dia, por 28 dias, para evitar a transmissão do HIV. Apenas do HIV.
Mas você pode solicitar profilaxia para outras #ists dependendo do caso, que será feita com antibióticos.
Read 9 tweets
Se você é homem gay cis e já utiliza #PrEPSobDemanda, dica de carnaval:

Sexta - 2 cps 💊💊
Sábado - 1 cp 💊
Domingo - 1 cp 💊
Segunda - 1 cp 💊
Terça - 1 cp 💊
*última transa *
Quarta - 1 cp 💊
Quinta - 1 cp 💊

Associe o preservativo e reduza danos de substâncias. ❤️‍🩹
O Carnaval não será como a gente merecia, mas muitas festas vão acontecer (sejamos realistas) e portanto a prevenção deve continuar!

Tome as suas três ou quatro doses contra COVID-19, utilize máscaras se possível e pratique a prevenção combinada.
No caso da PrEP a pessoa pode tomar duas pílulas entre 2 a 24 h antes do encontro sexual, uma pílula 24 h após a primeira tomada e uma 48 h depois a primeira tomada.
A eficácia global relatada chega a 97% na Lancet HIV (Molina et al) e 88% no estudo Ipergay.
Read 14 tweets
Primeiro preservativo ‘especificamente indicado’ para sexo anal é aprovado pelo FDA estadunidense. Há marketing, mas há também representatividade e avanço. 🏳️‍🌈🏳️‍⚧️
Claro que os preservativos utilizados até hoje FUNCIONAM extremamente bem na prevenção do HIV e das demais IST’s. Senão nossas estatísticas estariam bem piores.

Todos os estudos de vacinas ou de PrEP estimulam a utilização de preservativo e lubrificantes entre
entre seus participantes. É uma estratégia de prevenção básica e eficiente demonstrada por inúmeros estudos. Não vem de agora. Segue um belo exemplo: thelancet.com/journals/eclin…

Mas é a primeira vez que uma ‘MARCA’ tem o interesse em estudar um produto antes de
Read 13 tweets
SUS passa a disponibilizar novo esquema de tratamento para tuberculose latente, com dose semanal em vez de diária e por 3 meses, em vez de 9. O rastreio é recomendado para toda pessoa vivendo com HIV. ImageImage
Pela enfermeira @ marinamf

Em julho de 2021, o Ministério da Saúde publicou a Nota Informativa No 5/2021-CGDR/.DCCI/SVS/MS atualizando as recomendações do tratamento da infecção latente da tuberculose - ILTB. E agora em janeiro de 2022 foi divulgada a Nota
Informativa No 1/2022-CGDR/.DCCI/SVS/MS, que estabelece que esta alteração será o esquema preferencial para tratamento da ILTB aqui no Brasil.

Essas notas trouxeram um importante avanço no tratamento da ILTB, que até então era feito principalmente com o antibiótico Isoniazida,
Read 10 tweets
Pedir pra grávida pra se livrar do gatinho durante a gestação é tão absurdo quanto perguntar:

‘Você tá com desejo de comer cocô?’

Porque é só assim que se transmite toxoplasmose aguda neste cenário.

Chega de espalhar desinformação.
Acredito que chegou a hora de nós, como sociedade, fazermos um esforço para deixar crendices, preconceitos e informações equivocadas no passado. Muitas vidas inocentes - Homo sapiens (irracionais) e outros animais (racionais) - pagam por isso.
Uma gestante, alguém com HIV e até transplantados podem SIM manter seu animal de estimação. Isso é saúde, qualidade de vida e bem-estar mental.

O contato com um animal infectado, com seu pelo ou até mesmo com suas fezes “frescas” não são suficientes para transmitir a doença.
Read 19 tweets
Com qual substância você transa?

Um podcast sobre o crescente uso de substâncias psicoativas no sexo, numa perspectiva menos moralista e com foque em redução de danos.

#Chemsex #Sexoquímico #infectologia @CombinarRola

bit.ly/3LK2rTp
O uso de substâncias psicoativas faz parte da história da humanidade.
E não seria diferente no sexo: o desejo, o proibido, o escondido exercem fascínio sobre os corpos e mentes. Daí surge o sexo químico: sexo sob efeito de substâncias.
Como impedir que seja autodestrutivo?
Antes de julgar é preciso entender numa perspectiva de saúde pública e de redução de danos.

Proibicionismo e guerra às drogas nunca combateram a dependência química: só servem de desculpa para matar pobres, negros, pessoas da periferia. Os cartéis e o sistema continuam intactos.
Read 4 tweets
Pênis com pênis também é sexo.

Porque envolve toque, intimidade e prazer.

Já passou da época que sexo era sinônimo de apenas algo saindo ou entrando. Somos possibilidades, não apenas buracos a serem preenchidos.

Vamo falar sobre frottage e suas prevenções. ❤️‍🩹🍆🍆
Vocês conhecem o frottage?

Essa modalidade de sexo consiste em se esfregar os pênis (corpo, glande, meato uretral) para se obter prazer. E é muito popularizada entre a população LGBT+. Também conhecido como guerra-de-espadas. Mulheres com pênis também praticam! 😍 🏳️‍⚧️
A palavra frottage vem do verbo francês ‘frotter’ que significa esfregar. É mais uma das incríveis variedades de sexo que não envolvem penetração. Inclusive houve movimentos na década de 80, durante o auge da pandemia de Aids, que pregavam a realização apenas
Read 10 tweets
Nenhum teste tem 100% de sensibilidade e especificidade para diagnóstico de HIV, sífilis, hepatite B ou C.

Há casos falsos positivos e falsos negativos sim. Por isso é essencial considerar a clínica e escutar o paciente. Testar, retestar.

Tratamos de pessoas, não de exames. ❤️‍🩹
O teste de triagem de HIV ideal identificaria corretamente todos os indivíduos HIV-positivos e HIV-negativos 100% das vezes. Embora muitos testes de HIV sejam extremamente precisos, eles não atingem 100% de precisão.
Como é muito grave receber um resultado falso positivo, os
resultados positivos preliminares ("reagentes") devem sempre ser verificados com uma série de testes confirmatórios.

O que causa resultados falsos positivos?

Os testes de HIV são baseados na detecção de anticorpos e antígenos para o HIV. Estas são proteínas produzidas pelo
Read 11 tweets

Related hashtags

Did Thread Reader help you today?

Support us! We are indie developers!


This site is made by just two indie developers on a laptop doing marketing, support and development! Read more about the story.

Become a Premium Member ($3.00/month or $30.00/year) and get exclusive features!

Become Premium

Too expensive? Make a small donation by buying us coffee ($5) or help with server cost ($10)

Donate via Paypal Become our Patreon

Thank you for your support!